suplemento

------------------------

Formula para emagrecer.

Quando eu falo A Fórmula, me refiro, literalmente, à fórmula matemática para o emagrecimento.

Você, leitor(a) feliz do Emagrecer de Vez, tem o privilégio de ter acesso à informação de qualidade, logo, venha comigo agora absorver alguns conhecimentos que você, simplesmente, não encontra por aí na mídia ou em outros sites.

Primeiramente, uma grande verdade:

"Emagrecimento é, basicamente, o resultado do controle correto da insulina no sangue!"

Insulina, como você já deve saber, é o hormônio responsável por dar destino à todo o açúcar (glicose) que está circulando no sangue, levando-o até as células.

Outra coisa, insulina também é responsável por bloquear a queima de gordura. Quando os níveis de insulina no sangue estão altos, este hormônio bloqueia a metabolização da gordura por impedir a ação de vários hormônios importantes e necessários neste processo, como glucacon, epinephrine, norepinephrine, hormônio do crescimento e testosterona.

Agora veja, o que causa a elevação dos níveis de insulina no sangue?

Alguém arrisca responder? … SIM! Você está correto(a), é o alto nível de açúcar no sangue que causa a elevação da insulina!

E agora, o que causa o aumento do nível de açúcar no sangue? Ahá!! Parabéns! Você está correto(a) de novo, o que aumenta os níveis de açúcar no sangue é a ingestão de carboidratos!

Todo carboidrato é transformado em glicose (açúcar) e "jogado" na corrente sanguínea.

Agora vejamos, alguns carboidratos despertam uma ação mais intensa da insulina do que outros, por elevarem os níveis de açúcar no sangue mais abruptamente, ou seja, mais rápida e descontroladamente!

Ao fazer isso, a insulina é secretada com força total e o armazenamento de gordura começa também com força total, enquanto a queima de gordura fica estagnada!

Quais são os carboidratos que causam esta ação intensa da insulina? Bom, doces no geral, massas, pães, etc. É… até mesmo os integrais! Sim! Ai ai ai….

Agora, aqui você poderá se surpreender…

Saiba que o pão integral, por exemplo, tem maior índice glicêmico do que o açúcar puro! Correto. Isso significa que o pão integral eleva mais descontroladamente e rapidamente os níveis de açúcar no sangue do que açúcar PURO!

Isso acontece por causa da composição química do trigo que é usado nos pães integrais, tornando ele extremamente fácil de ser digerido rapidamente pelo corpo.

Nota: Pão integral possui um IG (índice glicêmico) médio de 72, dependendo da marca, enquanto o açúcar puro tem IG médio de 60. Você pode fazer suas próprias pesquisas clicando neste link.

Um coisa que muitos não prestam atenção é que os legumes possuem carboidratos também, assim como as frutas. Estes carboidratos são digeridos pelo corpo mais lentamente, logo, mantem os níveis de açúcar no sangue bastante sob controle, favorecendo queima de gordura acelerada. Além disso, eles são fontes de vitaminas e minerais que mantém você com uma saúde de ferro e uma disposição invejável!

Nota rápida: Como você já sabe, eu moro na Noruega, onde o inverno é tenebroso e não me lembro a última vez que peguei um resfriado se quer, enquanto muitos ao meu redor vivem tossindo ou espirrando de tempos em tempos. Alimentação natural e correta é um escudo de aço contra qualquer doença!

No caso das frutas, a frutose (principal açúcar) precisa ser primeiramente transformada em glicose para depois ser colocada na corrente sanguínea.

Em suma, 95% dos carboidratos que comemos hoje em dia desperam uma ação descontrolada e alta da insulina no sangue, colaborando negativamente para seu objetivo de queima de gordura corporal. Não é por nada que o pessoal tem TANTA dificuldade para emagrecer.

Dica rápida? Priorize carboidratos naturais, como aqueles advindos de legumes frescos, principalmente, e também, em moderação, das frutas leves e frescas (morangos, ameixas, maçã, pêssego, etc).

Indo em direção à fórmula

Agora, outro fator de extrema importância é o efeito térmico da digestão dos alimentos! Ah, isso sim!

Em outras palavras, o seu corpo gasta calorias para fazer a digestão dos alimentos. Alguns alimentos, como carboidratos simples e até mesmo complexos, são digeridos facilmente pelo corpo, não gastando uma quantidade significativa de calorias no processo.

Já os legumes e proteínas exigem um esforço maior do corpo para serem digeridos! O corpo precisa realmente gastar energia para digerir estes alimentos!

Veja, se você ingere 2000kcal provindas basicamente de carboidratos simples e refinados, por exemplo, o custo metabólico disso será quase zero! Agora, se você ingere as mesmas 2000kcal, oriundas de alimentos naturais e proteinas de qualidade, seu corpo gastará boa parte destas 2000kcal somente para fazer a digestão destes alimentos. Isso é emagrecimento saudável e inteligente.

Então, uma alimentação natural tem efeito duplo, mantem a insulina sob controle no sangue, favorecendo a queima de gordura e tem maior efeito térmico, favorecendo também a queima de gordura, consequentemente, emagrecimento saudável e natural.

Como sempre digo, emagrecer é algo natural do ser humano e precisa ser tratado como tal e não como uma batalha heróica e sofrida.

Emagrecer se torna uma batalha sofrida quando tentamos fazê-lo da forma que a mídia nos vende. Quando seguimos uma alimentação que é natural e simples para o nosso corpo, isso se torna algo natural, prazeiroso, motivador e indolor.

É difícil de engolir esta pílula, certo? Eu entendo perfeitamente. TUDO ao nosso redor aponta para pontos falhos, soluções falhas e falsas esperanças. A indústria do emagrecimento vende FRUSTRAÇÃO!

Aliás, os supermercados são verdadeiras armadilhas. Como dica geral, faça todas suas compras aos arredores, onde estão as frutas, verduras, legumes, carnes e produtos naturais e evite até mesmo andar pelo meio do mercado, em meio às plateleiras, etc. As chances são de que 98% do que é vendido nas plateleiras não seja necessário pra você e muito menos saudável para seu corpo.

Eu sei… parece uma idéia radical, mas radical mesmo é o que a indústria faz com a gente. Tudo parece nos forçar a continuarmos tendo problemas de saúde pra compramos produtos, remédios, etc. Sinceramente, querer se alimentar corretamente hoje em dia é sim um desafio.

A Fórmula para Emagrecer

Finalmente, agora que você está mais preparado(a), vamos à fórmula para emagrecer, aos olhos da termodinâmica (calorias) e de acordo com o exposto no ótimo livro Body By Science, que listo nas referências.

Emagrecimento = Sua ingestão calórica diária - (Taxa metabólica basal (TMB) + Aumento da TMB através de exercícios e desenvolvimento muscular + Gasto calórico dos exercícios + Efeito térmico da digestão + Perda de calor do corpo para o ambiente)

Complicado? nehh… veja:

Sua TMB (Taxa metabólica basal) é a quantidade de calorias que seu corpo gasta para se manter funcionando somente, ou seja, caso você ficar na cama o dia inteiro (Use as Calculadoras aqui do site). Se você constrói músculos através de exercícios, a TMB aumenta, ou seja, seu corpo gastará mais calorias por dia somente para se manter, daí também a importância dos seus músculos.

Nosso corpo também, a todo momento, dissipa calor para o ambiente e, como você sabe, calor é energia e energia são calorias.

Na fórmula, de forma resumida, estão as variáveis que você pode focar e que resultarão na queima de gordura ou no ganho de gordura, dependendo das contas e dos valores! A conta tem que ser negativa. Se for positiva, sua ingestão calórica está sendo maior do que sua queima.

Ok, mais algumas dicas simples, porém, importantes para sua jornada:

Aumente o efeito térmico da digestão focando em alimentos naturais como legumes, verduras e proteína de qualidade!
Mantenha seus músculos ativos e desenvolva-os. Eles são metabolicamente ativos, ou seja, seus músculos são verdadeiras usinas de queima de gordura.
Controle sua ingestão calórica diária para ficar uma média de 20% abaixo da sua necessidade calórica diária. Isso é MUITO mais fácil e inteligente de se fazer, escolhendo os alimentos corretos.
Nota: Calcule tudo que tiver vontade na página de Calculadoras aqui do Emagrecer de Vez.

Lembre-se, o segredo está no controle da insulina no sangue! Se a insulina está sob controle (níveis de açúcar controlados), a queima de gordura acontece naturalmente e sem esforço.

Não nos deixemos enganar e cair nas armadilhas que nos rodeiam em TODOS os lugares… eu sei que é difícil se opor ao que praticamente todo mundo fala, mas se você quiser ser saudável e em forma, rejeite essas babozeiras todas! Não é por nada que a população mundial fica cada vez mais pesada e frustrada.

Espero ter colaborado positivamente com sua vida e com seu objetivo de boa forma!

------------------------

O perigo das fórmulas que prometem emagrecer.

O perigo das fórmulas que prometem emagrecer

Eu sempre procurei milagres para ficar com um corpo perfeito sem ter que fazer exatamente nada. E é tomando remédio que a gente espera esse milagre", conta Sandra.

"O melhor jeito para emagrecer é tomando remédio", mostra Patrícia.

"Eu consegui eliminar 20 quilos com uma fórmula", comemora Marcela.

"Eu tomei um remédio certa vez e fiquei tão fora de mim que um dia minha avó me achou dentro da casinha do cachorro, tremendo de medo", relembra Sandra.

Michele quer comprar um remédio que viu em um site da internet. Ela liga para a empresa e diz: "Meu nome é Michele. Uma amiga me deu seu site. Eu quero perder dez quilos", diz ela para o atendente.

Todas essas histórias são um conto de fadas ao contrário. Começa com felicidade, mas o final é sempre triste. As fórmulas para emagrecer, cada vez mais procuradas, receitadas e consumidas, contêm cinco, dez, às vezes 15 componentes. Os mais comuns são anorexígenos para controlar o apetite, tranqüilizantes, hormônios da tireóide, diuréticos, laxantes e antidepressivos. A compra que a Michele fez pela internet chegou via correio, em forma de uma caixa com os remédios. Não vem escrito nada nos remédios, a não ser "Uso interno - Contém 60 cápsulas – Complexo emagrecedor forte"

Toda fórmula para emagrecer contém uma substância anorexígena. Geralmente dietilpropiona ou fenproporex. Os brasileiros consomem 70% de todo o fenproporex produzido no mundo. Isso acontece porque é uma droga barata. Mas atenção: é uma droga que pode provocar dependência química, depressão, irritabilidade e transtornos psiquiátricos mais sérios, mesmo em doses baixas.

Para tentar diminuir os efeitos tóxicos desses anorexígenos, as fórmulas também contêm tranqüilizantes e antidepressivos. Desde 1997, uma norma do Conselho Federal de Medicina proíbe esse tipo de associação. Receitar tranqüilizantes misturados com anfetaminas não só é proibido por lei como aumenta muito o risco de doenças cardíacas e psiquiatras. Além disso, como são drogas que causam dependência, o efeito fica cada vez mais fraco, e os usuários acabam aumentando a dose por conta própria. "Você diz que não está mais emagrecendo e decide aumentar'", comenta Michele. "Eu cheguei a tomar seis por dia, quando a prescrição eram duas", confessa Sandra.

Outro elemento encontrado nessas fórmulas são os diuréticos, como a furosemida. Você urina mais, desidrata, sobe na balança e tem a falsa impressão de que emagreceu. Mas junto com a água, você perde sais minerais importantes para o organismo.
-------------------------

Fórmulas" Para Emagrecer.

O excesso de peso é um importante problema de saúde pública, que afeta cerca de 40% dos adultos brasileiros, de acordo com o ultimo levantamento do IBGE. O individuo com alguns quilos a mais apresenta, além dos problemas estéticos, um significativo aumento no risco de doenças como o diabetes, a hipertensão, o infarto do miocárdio e a osteoartrose. O aumento no numero de pessoas com excesso de peso, observado nas ultimas décadas, se deve a mudanças nos hábitos alimentares e no nível de atividade física da população. Por essa razão, o tratamento da obesidade sempre deve começar com orientações especificas sobre a alimentação e aconselhamento sobre exercícios físicos regulares.
Quando essas mudanças de comportamento não são suficientes, podem ser necessárias outras medidas, tais como o uso de medicamentos ou mesmo a cirurgia de redução de estomago (gastroplastia). Entretanto, muitas vezes, o paciente obeso, no ímpeto de perder muitos quilos de forma rápida e sem muito esforço, recorre ao uso de medicamentos que não seriam os mais indicados ao seu tratamento.
De fato, no Brasil, a venda dos medicamentos "moderadores de apetite" aumentou em cerca de 500% nos últimos cinco anos, de acordo com um relatório da Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (JIFE), um órgão ligado à Organização das Nações Unidas (ONU). O preocupante é que muitas vezes essas medicações são prescritas sem um programa concomitante de dieta e exercício, e nessa situação os medicamentos, sozinhos, dificilmente são eficazes. Quer dizer: o paciente pode perder vários quilos durante o uso da medicação, mas assim que interromper seu uso, se não tiver melhorado seus hábitos de alimentação e atividade física, ele vai ganhar novamente todo o peso perdido - ou até mais. É o chamado "efeito sanfona".
Um grande perigo para os pacientes obesos é o uso das chamadas "fórmulas" mágicas, ou "coquetéis", para emagrecer. São compostos que associam, numa mesma cápsula, varias substâncias diferentes, geralmente manipuladas em farmácias, com o objetivo de acelerar a perda de peso. O uso dessas "fórmulas" é PROIBIDO no Brasil, conforme normas emitidas pelo Conselho Federal de Medicina e pelo Ministério da Saúde, mas infelizmente, como a vigilância sanitária não consegue fiscalizar adequadamente a prescrição e uso desses coquetéis, eles continuam sendo utilizados com muita freqüência por médicos inescrupulosos e por pacientes pouco motivados a mudarem seus hábitos de vida. Esses compostos possuem vários efeitos colaterais graves, podendo em algumas situações levar a risco de morte, dependendo da dosagem e da forma que são utilizados. Além disso, podem provocar dependência física e psicológica.

De que são feitas as "fórmulas" para emagrecer?
As "fórmulas" geralmente associam, numa só cápsula, um medicamento inibidor do apetite (em geral, um anorexígeno derivado das anfetaminas, tais como: o femproporex, a anfepramona ou o mazindol), juntamente com um diurético (furosemida) e um ou mais laxantes de origem vegetal (fucus, cáscara sagrada) ou química (fenolftaleína). Algumas vezes podem conter também hormônios tireoidianos (como a tiroxina - T4, a liotironina - T3, ou o acido triiodotiroacético - tiratricol ou Triac) e calmantes (diazepam), bem como várias outras substâncias de efeitos diversos, com o objetivo de aumentar a perda de peso ou diminuir os efeitos colaterais das outras substâncias.

-------------------------

Quais os efeitos colaterais das fórmulas ?

Quais os efeitos colaterais das fórmulas?
Quanto mais substâncias químicas uma pessoa ingere, maior a chance de efeitos colaterais sérios. Quando se associam vários compostos com ações diversas numa mesma cápsula, os efeitos podem ser imprevisíveis e até mesmo fatais.

Moderadores de apetite (femproporex, anfepramona, dietilpropiona, mazindol) - Podem aumentar a pressão arterial, acelerar os batimentos cardíacos (taquicardia), produzir arritmias cardíacas, causar insônia, boca seca, suor excessivo, agitação, ansiedade e até mesmo delírios e alucinações em algumas pessoas. Em indivíduos que já tenham pressão alta ou problemas cardíacos, podem provocar angina, infarto e morte por parada cardíaca. Os efeitos são mais graves quanto maior a dose e maior o tempo de utilização. Além disso, podem causar dependência se usados por mais de alguns meses. Esses medicamentos são proibidos na maioria dos paises desenvolvidos, mas no Brasil ainda podem ser usados, com receita medica, e tem a vantagem do custo acessível. No entanto, existem varias regulamentações para o seu uso (vide abaixo).

2) Hormônios tireoidianos (liotironina ou T3, tiroxina ou T4, acido triiodotiroacético ou Triac ou tiratricol) - Foram os primeiros medicamentos utilizados para o tratamento da obesidade, no final do século XIX, mas logo foram abandonados porque podem provocar taquicardia, arritmias cardíacas, aumento da pressão arterial, angina, infarto, insônia, agitação, irritabilidade e problemas menstruais quando utilizados em doses altas ou em pessoas que não tenham determinadas doenças da tireóide (Leia mais sobre isso na seção de Hipotireoidismo).

Além disso, o uso de hormônios tireoidianos promove perda não só da gordura corporal, mas também do tecido muscular e ósseo, levando a osteoporose (com aumento do risco de fraturas ósseas) e a fraqueza muscular importante e redução da tolerância aos exercícios e da capacidade de trabalho. Seus efeitos colaterais podem ser potencializados pelo uso concomitante de moderadores de apetite (como acontece nas "fórmulas"). Como seus efeitos colaterais são geralmente bem maiores que seus benefícios nessa situação, não há nenhuma justificativa para o seu uso no tratamento da obesidade na ausência de algumas doenças da tireóide.

3) Diuréticos (furosemida, hidroclorotiazida etc.) - Reduzem o peso apenas através da perda de água corporal, sem interferir na quantidade de gordura do corpo. Por alterarem o conteúdo de água do organismo, podem levar a problemas renais graves (insuficiência renal e pedras nos rins), bem como à perda de sais minerais importantes (potássio, sódio, cálcio etc.).

---------------------------


suplemento

Tudo Sobre Emagrecer Emagrecedor.info