Óleo de Linhaça é um bioativo funcional.

O Óleo de linhaça é um bioativo funcional extraído a frio da semente de linhaça.

Óleo de linhaça é rico em gorduras saudáveis como os ácidos graxos ômega 3 ácido linolênico.

Óleo de linhaça contem 6 ácido linoleico e 9 ácido oléico, os quais são fundamentais para o bom funcionamento do nosso organismo.

Óleo de linhaça é considerada como um alimento funcional, ou seja, que contém, além de seus nutrientes básicos carboidratos.

Óleo de linhaça contém: proteínas, gorduras e fibras, elementos que podem diminuir o risco de algumas doenças.

Pois seu uso contínuo pode proporcionar aumento da defesa orgânica e redução do ritmo de envelhecimento celular.

Óleo de linhaça auxila também no controle de emagrecimento.

Óleo de linhaça é rejuvenescedor.
Auxila no comtrole de emagrecimento.
Auxilia no combate a anemia.
Auxilia no combate ao câncer: de mama, de próstata, de colon, de pulmão, etc..
Óleo de linhaça auxilia no combate à acne.

Óleo de linhaça auxilia no equilíbrio hormonal, amenizando distúrbios causados pela TPM e menopausa.

Auxilia na diminuição do risco de aterosclerose e no controle de Diabete - glicemica.

Óleo de linhaça auxília na redução de colesterol.

O consumo regular de óleo de linhaça favorece o controle dos níveis de açúcar no sangue;
Vitalidade Física.
Sistema Digestivo.
Sistema Nervoso
Doenças Inflamatórias.
Retenção de Líquidos.
Sistema Imunológico .
Sistema Cardiovascular.
Funcionamento Intestinal.
Óleo de linhaça o auxília na redução de colesterol ruim, dos sintomas de TPM, menopausa.
Óleo de linhaça é bom para combater a agressividade e a obesidade.
Condições da Pele e do Cabelo.

Benefícios do uso da semente e do Óleo de linhaça.

Óleo de linhaça possui além dos carboidratos, proteínas, gorduras e fibras, substãncias que diminuem riscos de algumas doenças e estimulam a defesa do organismo e reduz o envelhecimento das células que temos no corpo.

A semente óleo de linhaça contém proteínas, fibras alimentares, ômega 3 e ômega 6.

É a semente que mais possui Ômega 3 na natureza.
A utilização delas podem ser da forma integral ou trituradas, no copo de suco, iogurtes, receitas de bolo etc.

Existem também outras versões, como a semente de linhaça em pó e na forma líquida, como o óleo de linhaça, que é vendida em forma de cápsulas.

O óleo de linhaça normalmente é usada como laxante natural e podem ser usadas também para baixar o colesterol ruim.

Pouco se fala de efeitos colaterais no uso. É importante utiliz-la com muita água, já que por ser fibra, pode até piorar a constipação intestinal.

Benefícios do Óleo de linhaça:

- Óleo de linhaça é rejuvenescedor
- Óleo de linhaça auxiliar pra baixar o peso
-Auxiliar no combate a anemia
- Auxiliar no combate ao câncer: de mama, de próstata, de colon, de pulmão, etc…
-Auxiliar no combate à acne.
- Auxiliar no equilíbrio hormonal, amenizando distúrbios causados pela TPM e menopausa;
- Auxiliar na diminuição do risco de aterosclerose;
- Auxiliar no controle Diabete – da glicemia
O consumo regular de linhaça favorece o controle dos níveis de açúcar no sangue.

Veja a composição nutricional do Óleo de linhaça:

Valor calórico 43 Kcal
Carboidratos 1 g
Proteínas 2 g
Gorduras totais 3 g
Gorduras Saturadas 0 g
Gorduras Trans 0 g
Fibra alimentar 3 g
Ômega-3 58%
Ômega-6 16 %
Sódio 7,8 mg

Óleo de linhaça é fonte das vitaminas B1, B2, C, E e Caroteno e minerais como ferro, zinco, alguma quantidade de potássio, magnésio, fósforo e cálcio.

A semente do Óleo de linhaça moída trás mais benefícios nutricionais que a semente inteira, que possui uma casca dura, difícil de digerir. Portanto, uma forma fácil quebrar as sementes é passá-la em um processador ou liquidificador na tecla pulsar, para que não vire pó.

Linhaça: a semente aliada do coração, diabetes e da dieta

O grão, mesmo que pequeno, tem grandes quantidades de ômega 3 e fibras.

A linhaça é a semente do linho (Linum usitatissimum) e é utilizada na culinária. Sua planta é conhecida desde 5 mil a.C., na região da Mesopotâmia.

Ela é considerada um alimento funcional, trazendo benefícios para o coração, intestino e até mesmo prevenindo alguns tipos de câncer.

Mas o benefício carro-chefe da linhaça é o emagrecimento, pois suas fibras atuam na liberação da glicose no sangue e reduzem, por tabela, o acúmulo de gordura no corpo.

E ainda é uma alternativa de cereal sem glúten.

Existem dois tipos de linhaça, a marrom e a dourada, mas elas não apresentam grandes diferenças nutricionais, a não ser um pouco mais de ácidos-graxos ômega 3 e 6 na primeira, mas são condições que podem variar de acordo com a região em que ela foi plantada, por exemplo.

A linhaça também é bastante rica em lignanas, substâncias muito semelhantes ao estrógeno e por isso chamadas de fitoestrógenos, que estão relacionadas a proteção contra o câncer de mama e à saúde dos ossos das mulheres.

As fibras são outro nutriente em destaque na linhaça.

A porção recomendada dessa semente é de 10 gramas por dia, aproximadamente de uma colher de sopa.

Essa quantidade contém 3,35 gramas de fibras. Como precisamos consumir até 25 gramas ao dia, ela contém 13% da quantidade diária recomendada. Veja qual porcentagem do Valor Diário* de alguns nutrientes ela também carrega:

13% de fibras
13% de magnésio
12% de manganês
9% de fósforo
6% de zinco
6% de gorduras totais
3% de proteínas
3% de ferro
2% de gorduras saturadas
2% de cálcio
1% de carboidratos.

* Valores Diários de referência para adultos com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8.400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.

Benefícios da linhaça

Ajuda a emagrecer Por ser rica em fibras, o consumo da linhaça com outros alimentos cria uma barreira no bolo alimentar, que torna a liberação da glicose na corrente sanguínea muito mais lenta.

Dessa forma, não há picos glicêmicos e é preciso utilizar menos insulina, hormônio responsável pelo armazenamento de gordura.

Quando temos muita insulina circulando pelo corpo, rapidamente sentimos a necessidade de consumir mais alimentos que trarão glicose ao nosso organismo rapidamente, no caso alimentos como pães, bolos, biscoitos e doces, que engordam.

Como se não bastasse, a simples presença da insulina em altas quantidades no nosso corpo nos faz depositar a gordura no tecido adiposo, ou seja, aumenta a "massa gorda.

Faz bem coração Existem algumas controvérsias sobre isso.

É um fato que o ômega 3 é uma gordura poli-insaturada que atua reduzindo os níveis do colesterol LDL (ruim) e aumentando os de HDL (colesterol bom).

Porém, as frações responsáveis por isso são o ácido eicosapentaenoico (EPA) e o ácido docosahexaenóico (DHA), duas frações desse ácido graxo mais encontradas nos peixes,como o salmão.

As fontes vegetais de ômega 3 são ricas em ácido alfalinoleico (ALA), que segundo algumas pesquisas, não tem esse efeito.

Porém, existem evidências que o nosso corpo pode converter ALA em DHA e EPA, portanto ele pode trazer sim esse benefício.

Como consumir a linhaça

A linhaça é encontrada em quatro formas para consumo:

Farinha de linhaça Pode ser adicionada a sucos, saladas, frutas e iogurtes, e por já estar triturada, o que garante uma melhor absorção de todos os seus nutrientes, além de conservar as fibras.

Grão Ao consumir a linhaça em grãos, o ideal e mastigá-la muito bem para quebrar sua casca.

Como ela é feita de celulose, não é digerida no intestino e acaba se tornando uma barreira para os nutrientes.

Outra forma de garantir o consumo de seus nutrientes é triturá-la em casa, mas só é possível conservar esse alimento na geladeira por quatro dias, mais do que isso ela perde seus nutrientes essenciais.

Também dá para comprar a linhaça moída industrialmente, que tem prazo de validade de um mês quando aberta a embalagem. Ou você pode batê-la diretamente com sucos, iogurtes e vitaminas.

Óleo de linhaça Quando é prensado a frio, ele se torna uma boa opção e pode ser utilizado em preparações prontas, como temperar saladas.

Porém esse óleo não pode ser aquecido nem prensado no calor, pois as altas temperaturas anulam as propriedades da linhaça. Por isso, é preciso muito cuidado ao comprar. Além disso, essa versão perde as fibras.

Suplementos O consumo do de óleo de linhaça pode ser manipulado em cápsulas.

Normalmente, por conta da manipulação e de todo processo de encapsulamento, elas acabam sendo menos efetivas do que o alimento in natura, mesmo assim seu consumo dessa forma deve ser receitado por um médico nutrólogo.

Combinando a linhaça

Linhaça + Soja Ambos os alimentos tem fitoestrógenos, mas eles têm ações diferentes: a primeira contém as lignanas, enquanto a segunda traz isoflavonas.

Ambas atuam de forma positiva nos sintomas da menopausa, e no lugar de vê-las como concorrentes, a maioria dos especialistas incentiva a juntar o consumo de ambas ao dia a dia, para assim potencializar esse tipo de efeito.

Além disso, a soja em excesso pode trazer problemas na tireoide, o que torna sua associação com a linhaça ainda mais positiva para a saúde, considerando que haverá a redução do consumo de soja se for consumida com a linhaça.

Contraindicações

Devido ao alto teor de fibras, a linhaça é contraindicada para crianças com menos de seis meses, que ainda não tem um aparelho digestório que consegue digerir de forma eficiente essas substâncias.

Pessoas com intestino que funciona rapidamente podem ter desconfortos.
Riscos do consumo em excesso

Devido ao alto teor de fibras, consumir além de duas colheres de sopa de linhaça pode causar inconvenientes como competição por absorção, produção excessiva de gases, chegando até mesmo a obstrução intestinal.

Além disso, mesmo que seja fonte de gorduras consideradas saudáveis, elas são calóricas e podem causar ganho excessivo de peso.

Diferença entre linhaça dourada e linhaça marrom

A linhaça dourada é rica em ômega 3,ômega 6 e ômega 9, enquanto a linhaça marrom possui apenas ômega 3.

Outra principal diferença é que são cultivadas de forma orgânica certificada, ou seja, não possui agrotóxico, por isso a linhaça dourada é mais cara. mas, do ponto de vista nutricional ambas são iguais.
Ômega-3 e Ômega-6

Essas duas gorduras atuam juntas e são ótimas para o coração porque ajudam a baixar a taxa de LDL, o mau colesterol responsável pelo entupimento das artérias.

E mais: o ômega-3 é anti-inflamatório, ajuda o corpo a estocar menos gordura e reduz o apetite. Em combinação com a vitamina E, presente no alimento, o ômega-3 e o ômega-6 previnem contra o envelhecimento da pele.

→ Saiba mais sobre os Ômegas 3, 6 e 9.
Benefícios da Linhaça

diminui os sintomas da menopausa, como: suores, dores de cabeça e insônia;
reduz o colesterol
auxilia na redução do peso
combate as espinhas
proporciona equilíbrio nos hormônios
modulação do sistema imunológico
ajuda controlar o diabetes
regula o intestino

Conheça o motivo para consumir linhaça

A semente acelera a dieta, faz bem para o coração e até renova a pele

De uns tempos para cá, a linhaça ganhou destaque nos cardápios, supermercados e pesquisas científicas. E não é à toa: a sementinha tem muitos benefícios a oferecer ao organismo.

A linhaça é ótima fonte de ômegas 3 e 6, por isso, ela só traz vantagens à sua dieta, além de ser um importante agente antioxidante e renovador celular.

Ela é rica em fibras e gorduras boas, as insaturadas.

Assim, o consumo desse alimento ajuda a melhorar a alimentação, explica a nutricionista do Dieta e Saúde, Roberta Stella.

Porém, além de boa pedida para a dieta, a semente tem outros benefícios importantes.

Ela ajuda a emagrecer

Para quem precisa perder uns quilinhos, a linhaça pode ser mais do que uma aliada, como descobriu um estudo recente realizado pela Unicamp.

De acordo com os pesquisadores, os ácidos graxos insaturados, ou seja, ômegas-3, 6 e 9, são capazes de interromper ou até mesmo reverter um processo inflamatório do hipotálamo, causada pela ingestão das gorduras saturadas que consumimos juntas com fast food, carnes vermelhas e derivados do leite.

Mas, o que o hipotálamo tem a ver com a dieta?

Na verdade, muita coisa, já que uma das funções dessa região do cérebro é responsável por sinalizar ao organismo o quanto de comida tem no seu organismo.

Em outras palavras, o hipotálamo - que liga o sistema nervoso ao sistema endócrino - controla o apetite.

Quando a região está inflamada, parte dos neurônios morre, entre eles, os que estão ligados à sensação de saciedade, facilitando, portanto, o consumo de alimentos em excesso.

Onde encontrar

A linhaça é vendida na maior parte dos hipermercados e lojas de produtos naturais