Dietas e Dieta

------------------------

comprar remedios para emagrecer.

Remédios para Emagrecer
Tudo sobre medicamentos & produtos emagrecedores
Emagrecer não é tarefa fácil. Pelo menos não para todos. Para algumas pessoas como eu, a ajuda de algum produto ou remédio para emagrecer é inevitável. Porém, comprar remédios para emagrecer pode ser muito difícil. Considerados extremamente perigosos para saúde, todos são classificados com tarjas pretas ou vermelhas e médicos e especialistas difícilmente os recomendam. Na matéria prós e contras dos remédios para emagrecer da Boa Forma, não existiam prós e os remédios não eram recomendáveis para pessoas que não apresentassem casos críticos de obesidade.

Mas a realidade é um pouco diferente. Às vezes, simples 10 kilos a mais podem ser críticos para a autoestima e prejudicar não só a vida pessoal mas também a vida profissional de uma pessoa, e ainda muitas pessoas possuem dificuldades de emagrecer com dietas.
Algumas pessoas podem comer 2000 calorias em um dia e perdê-las no dia seguinte sem esforço algum. Outras, podem ingerir 800 calorias por dia e não emagrecer nunca nem mesmo com a ajuda de exercícios físicos. Tudo por algum mal funcionamento do corpo.

Não cheguei a experimentar todos os tipos de produtos para emagrecer existentes no mercado mas já tive experiência com alguns remédios sob prescrição médica e também com remédios naturais para emagrecer. E confiem, eles ajudam e muito.

No Portal Dieta você encontrará os principais remédios para para perder peso encontrados em farmácias comuns, farmácias de manipulação e lojas de produtos naturais.

------------------------

Melhor Remédio para Emagrecer.

Melhor Remédio para Emagrecer: Sibutramina – Moderador de Apetite
Esse medicamento só pode ser consumido mediante prescrição médica e a receita é retida na farmácia assim que a compra é realizada, pois ele é de uso controlado.
Um dos grandes problemas que vem aumentando a cada dia e afetando diversas famílias em todos os cantos do mundo é a obesidade, é com ela diversas formas de emagrecer ou perder peso a qualquer custo. Diante disso, os tratamentos contra a obesidade vem ganhando muitos adeptos, por isso, os remédios para emagrecer estão em alta, e um dele é a Sibutramina.

No entanto, a Sibutramina chegou a ser proibida no Brasil, como aconteceu na Europa. O remédio, que antes era comercializado com uma tarja vermelha na embalagem, e só podia ser vendido mediante apresentação de receita, acabava sendo consumido discriminadamente, pois era simples conseguir uma receita para comprar o produto, ou até mesmo compra-lo sem essa exigência, de maneira ilegal.
Como comprar a Sibutramina
A proibição não agradou boa parte dos Endocrinologistas, que tinham esse medicamento como aliado. Pouco tempo depois, a Sibutramina voltou ao mercado, mas com muitas restrições, como por exemplo, a exigência da leitura de um documento, onde consta todos os efeitos colaterais comprovados em pesquisas e possíveis danos à saúde por conta do medicamento. Além disso, o paciente precisa assinar essa espécie de termo de responsabilidade, assim como o médico.

Só pode consumir o medicamento quem precisa emagrecer vários quilos (acima de 10, pelo menos) e recebeu indicação médica. Ou seja, ingerir esse item por conta própria não pode e se mesmo assim, alguém quiser burlar a lei, encontrará muitas barreiras, pois a Sibutramina passou a ter uma tarja preta na caixa, é de uso controlado, e a receita médica é retida na farmácia quando o paciente compra o item.
-------------------------

Remédios para Emagrecer.

Remédios para Emagrecer

Muito se tem discutido a respeito das drogas utilizadas no tratamento da obesidade. Muitos especialistas são contra o uso de certas drogas, bem como, alertam para o abuso que muitos indivíduos, ou mesmo profissionais não-especialistas, andam cometendo.

É comum que uma pessoa que deseja emagrecer procure a farmácia em busca de uma solução rápida, como se tomar determinado "remédio" fosse o necessário para alcançar o seu peso ideal achando que, se deu certo com um "colega" dará também consigo. Porém, por trás dessa ilusória rápida perda de peso, se escondem efeitos colaterais e insucesso.

É claro, hoje, entre os especialistas, e várias pesquisas já mostraram isso, que somente o uso de drogas para emagrecer não é suficiente para uma perda de peso permanente, saudável e eficiente.

-------------------------

Novo remédio para emagrecer reduz 11% do peso em um mês.

Novo remédio para emagrecer reduz 11% do peso em um mês
Considerada epidemia mundial, a obesidade já afeta um bilhão e meio de pessoas no mundo. Ainda em fase experimental, um novo remédio parece ser a grande promessa para banir o excesso de peso. Em estudos realizados por pesquisadores do Centro de Câncer MD Anderson, da Universidade do Texas, o medicamento Adipotide reduziu 11% do peso de macacos em apenas um mês.
Obesidade aumenta o risco de diabetes, hipertensão e problemas cardíacos. Saiba mais

O Adipotide ataca o suprimento de sangue das células de gordura, conhecidas como tecido adiposo branco, que tendem a se acumular sob a pele e em torno da barriga.

Medicamento age no corpo e não no cérebro
De acordo com declarações dos pesquisadores para a revista científica Science Translational Medicine, após injeções diárias de Adipotide, os macacos com excesso de peso apresentaram redução de 39% da gordura corporal total, o que representou queda de 11% no peso corporal. Os especialistas também relataram, após 4 semanas, o tamanho da barriga reduziu 27%.

A grande diferença do Adipotide para as outras drogas que promovem a perda de peso parece ser o fato de não agir diretamente no cérebro. Em forma de injeção, o medicamento tem ação no corpo e, por esse motivo, os pesquisadores acreditam que o novo remédio seja mais seguro do que aqueles comercializados até hoje.

Adipotide diminui resistência à insulina e controla o apetite
Recentemente, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a venda de três inibidores de apetite no Brasil e ainda apertou o cerco em torno da prescrição da Sibutramina. O problema dos medicamentos vetados pelo órgão é que sua ação sobre o cérebro apresenta reações adversas graves.

Segundo Dirceu Barbano, diretor-presidente da Anvisa, "os efeitos colaterais dos inibidores de apetite suspensos pela Anvisa não matam, mas podem causar dependência, depressão, complicações cardíacas e quadros psiquiátricos graves". O Adipotide apresentou efeitos nocivos sobre os rins, mas os pesquisadores acreditam que a redução das doses possa resolver o problema.
Sibutramina: conheça o medicamento para emagrecer mais receitado pelos médicos

Os especialistas verificaram que o novo remédio diminuiu a resistência dos animais à insulina, sugerindo uma relação positiva para o tratamento do diabetes tipo 2. De acordo com a endocrinologista Rosane Kupfer, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Endocrinologia, "o diabetes tipo 2 está associado ao ganho de peso. Estima-se que 90% dos portadores da doença sejam obesos". O Adipotide também controlou o apetite dos macacos pesquisados.

---------------------------

Remédio para emagrecer dobra a perda de peso

Tesofensina: Remédio para emagrecer dobra a perda de peso dos outros remédios
Todos aqueles que têm uns quilinhos a mais querem emagrecer rápido e muitos pensam que a solução pode estar em um remédio para emagrecer. Bem, eles podem estar certos, pois um novo estudo mostrou que um medicamento chamado tesofensina, usado para tratar doenças neurológicas, tem o dobro da eficiência do que qualquer outro remédio de emagrecer.
Novo remédio para emagrecer ajuda a perder peso e mantê-lo por 2 anos
Voluntários obesos receberam o remédio para emagrecer tesofensina (tesofensine em inglês) diariamente durante 24 semanas e conseguiram perder 13 Kg, aproximadamente. É o dobro do peso perdido por medicamentos como sibutramina e rimonabant, de acordo com especialistas.
Enquanto o medicamento tesofensina estava sendo testado para doenças como Mal de Parkinson e Alzheimer os cientistas observaram que os pacientes estavam perdendo peso. Mais tarde descobriram que ele é um supressor do apetite que age nos sinais neurológicos do cérebro.
Para o estudo da tesofensina como um remédio para emagrecer foram utilizados 161 pessoas obesas que pesavam cerca de 100 kg. Para um grupo foi prescrito o medicamento para emagrecer e o outro grupo recebeu um placebo inativo.
Este é, ao menos, o dobro do peso perdido por pacientes nos estudos de remédios de emagrecer como Reductil e Acomplia, escreveram os pesquisadores em uma edição online da revista científica The Lancet. A tesofensina foi três vezes mais potente do que o remédio para emagrecer chamado orlistat.
Os autores da Universidade de Copenhagen concluíram que "esta fase 2 do estudo mostrou que a tesofensina é muito eficaz para produzir perda de peso em pacientes em seis meses".
Estudos anteriores mostraram que no mesmo período o orlistat ajudou pacientes obesos a perder 3 kg a sibutraminha a perder 4 kg e o rimonabant a perder 5 kg.
No entanto a tesofensina tem efeitos colaterais quando tomada em doses de 1 miligrama como boca seca, constipação, movimentos irregulares do intestino e insônia. Por esta razão a dose segura foi considerada de 0,5 miligramas que levou os pacientes à perder 11 kg

------------------------------

Sibutramina – Moderador de Apetite.

Sibutramina – Moderador de Apetite

Atualmente considerada mais moderna que outras drogas como a anfetamina, a sibutramina aumenta a saciedade, ou seja, você come menos por sentir satisfeito com pequenas quantidades de alimentos. Nas farmácias, Reductil e Plenty são os dois nomes mais conhecidos.

Como a Sibutramina age no organismo ?

A Sibutramina atua diretamente no sistema nervoso central, numa parte do cérebro (Hipotálamo) responsável por controlar a sensação de ansiedade e fome. Ou seja, quando uma pessoa toma sibutramina ela passa a se sentir satisfeita com uma quantidade menor de alimentos do que costumava ingerir. O objetivo desta droga é o controle das calorias, possibilitando assim a reeducação alimentar e consequentemente a perde de peso.

Efeitos Colaterais Sibutramina

Boca seca;
Apetite elevado ;
Náusea;
Gosto estranho na boca;
Estômago irritado;
Constipação;
Insônia ou sonolência;
Tontura;
Dores menstruais;
Dor de cabeça;
Dor nas articulações;
Elevação da pressão sanguínea.
Todos sabem que qualquer medicamento apresenta efeitos colaterais, o importante é ter o acompanhamento médico desde o início do tratamento. Os efeitos colaterais a seguir são pouco comuns, porém sérios, e requerem atenção médica imediata:

Arritmia cardíaca, parestesia, alterações mentais e no humor. Sintomas que requerem atenção médica urgente são: ataque apoplético, problema para urinar, dor no peito, hemiplegia, visão anormal, dispnéia e edema.

Contra-indicações da sibutramina

Além dos efeitos colaterais deste medicamento já citados, listamos ainda suas contra-indicações, que requer também muita atenção. São elas:

Condições psiquiátricas como bulimia, anorexia, depressão profunda ou manias pré-existentes;
Hipersensibilidade ao medicamento;
Pacientes menores de 18 anos;
Tratamentos com outros inibidores ou antidepressivos;
Hipertensão não controlada;
Hipertensão pulmonar;
Lesões em válvulas cardíacas;
Doença coronária;
Insuficiência cardíaca;
Arritmia séria;
Infarto do miocárdio anterior;
Infarto ou ataque isquêmico transiente;
Hipertiroidismo;
Mulheres grávidas ou lactantes

------------------------

comprar remédios para emagrecer sem receita.

Ainda é fácil comprar remédios para emagrecer sem receita em todo Brasil
Há quase um ano, o governo aumentou as exigências para a venda de inibidores de apetites. Mas eles continuam a ser comprados com facilidade e até recebidos em casa.
Para perder peso, uma mulher já comprou remédios de uso controlado, sem receita. Em farmácias e com vendedores clandestinos. "Se eu sair daqui agora eu sei onde encontrar e onde comprar com facilidade", diz.
Desde outubro, está proibida a venda de derivados de anfetamina, usados para emagrecer. Só a venda da sibutramina, um remédio que tira a fome é que continua liberada, mesmo assim, com restrições.
Médicos e pacientes têm que assinar um documento no qual se responsabilizam pelo uso do remédio. A cópia da farmácia é enviada à Anvisa. O rigor é porque esses medicamentos têm contraindicações.
"O risco maior da sibutramina existe nos pacientes onde ela é contraindicada, em cardiopatas, ou pacientes com arritmia cardíaca. Se ele não for ao médico, ele não vai saber que tem arritmia", explica a médica Nina Rosa de Castro Musolino, Sociedade Brasileira de Endocrinologia.
Até sem sair de casa, com alguns cliques, é fácil achar medicamentos. Nós ligamos para um desses fornecedores, que tinha remédios para emagrecer.
- Eu tenho a sibutramina de 15 miligramas e 10 miligramas. Eu trabalho num hospital, mas não sou médica. Os remédios eu consigo.
Ela diz que envia a encomenda pelo correio depois de receber um depósito bancário.
- Com receita eu não trabalho não.
A venda de remédios sem receita pela internet preocupa a Anvisa. O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária diz que monitora com a Polícia federal esse mercado. Mas reconhece que tem dificuldades.
"Normalmente sites são hospedados fora do Brasil. São quadrilhas muitas vezes muito organizadas. E pra poder agir. Na medida em que você tira um site do ar, a facilidade de colocar outro é muito rápida", afirma Dirceu Barbano, diretor pres. ANVISA.
------------------------------


Dietas e Dieta

Tudo Sobre Emagrecer Emagrecedor.info