Dietas e Dieta

------------------------

capsula oleo de coco.

Cápsulas de óleo de coco potencializam a dieta
"Sequei 36 kg com a cápsula de óleo de coco. Conquistei o corpo dos meus sonhos, aprendi a controlar minha gula e ainda salvei meu casamento!", conta Janaina Aguiar
Como eu poderia ficar sem roupa na frente do meu marido pesando 90 kg? Isso acabava com o meu desejo. Eu passava até um mês sem chegar perto do Paulo. Levei meu casamento assim por dois anos, até que tivemos uma briga feia em julho de 2009. 'Você já se olhou no espelho e viu o que está fazendo? Olha o seu estado. Olha a situação do nosso casamento. Não dá mais!', ele desabafou. E Paulo, que sempre foi um companheirão, tinha razão: eu estava cada dia mais gorda, relaxada e amarga. Eu havia chegado ao meu limite. Precisava emagrecer para salvar meu casamento e minha vida.

Na gestação, comia por dois

Não foi à toa que cheguei a esse peso absurdo. Sempre comi demais. Mas perdi o controle mesmo na minha gestação, aos 22 anos. Com a permissão para comer por dois, ganhei 30 kg e cheguei aos 76 kg!

Nessa época, mudamos para outra cidade. A saudade dos familiares e o ócio de ficar em casa me abriam o apetite. Comer era um vício. Aos poucos, fui deixando de comprar roupas, de me sentir bonita, de me ver como mulher. Voltei a trabalhar, mas andava largada, sem nenhuma vaidade. Não era para menos: eu já estava vestindo manequim 58 e pesando 90 kg!

O Paulo sempre tentava me animar. Me levava ao shopping para comprar roupas, me incentivava a comer menos e melhor, a fazer exercícios... Mas eu não conseguia mudar. E isso foi estremecendo nosso casamento de 13 anos. Nossas brigas estavam ficando cada vez mais frequentes.

Depois daquele desabafo do Paulo, fui para o quarto e chorei. E prometi a mim mesma que tomaria uma atitude. Eu precisava cuidar da minha saúde, reconquistar minha autoestima e o amor do meu marido.

------------------------

O cardápio da dieta.

O cardápio da dieta

Café da manhã
· 1 copo (400 ml) de vitamina com leite de soja, polpa de fruta natural (morango, banana, maçã ou mamão), 1 colher (sopa) de Farinha Láctea® ou Neston® e 1 colher (sopa) de superfarinha (antiga ração humana)

Dica da nutricionista: Café da manhã calórico. Sugestão: 250 ml de vitamina feita com 1 laranja, 1 sachê de polpa de fruta e 1 colher (sopa) de farinha de banana-verde.

Lanche da manhã
· 1 fatia de pão light com requeijão e queijo
· 1 copo de suco natural OU 1 fruta
· 1 barra de cereais OU 1 iogurte Activia® com granola

Dica da nutricionista: Prefira apenas 1 copo de iogurte.

Almoço
· Salada à vontade
· Legumes refogados à vontade
· 1 porção de carne grelhada
· 1 xícara de feijão ou 1 colher (sopa) de arroz

Lanche da tarde
· 1 iogurte
· 3 torradas com requeijão light OU 1 fruta
· 1 barra de cereais

Dica da nutricionista: Varie os alimentos do lanche da tarde. Você pode optar por 60 g de biscoito polvilho salgado OU 1 fruta OU 25 g de chocolate meio amargo.
-------------------------

A dieta das cápsulas de óleo de coco.

A dieta das cápsulas de óleo de coco
Veja como incluir cápsulas de óleo de coco no cardápio e conquiste o corpo dos sonhos
A dieta da cápsula de óleos naturais
Mix de óleos de coco, linhaça e cártamo aumenta a saciedade, acelera o metabolismo e detona as gordurinhas indesejadas
Pesando 110 kg com apenas 21 anos, Emanuelle Murray Diniz Carneiro Gouvêa resolveu dar um basta no excesso de peso. Quando foi ao médico em busca de melhorar sua saúde e qualidade de vida fez uma série de exames e descobriu que estava com o colesterol e glicose bem acimas do nível normal. Correndo o risco de desenvolver diabetes, o médico endocrinologista a encaminhou para uma médica ortomolecular. Esse ramo da medicina busca restabelecer o equilíbrio do corpo com o uso de elementos e substâncias naturais. A especialista mandou manipular cápsulas com um mix de três óleos poderosos: de cártamo, de linhaça e de coco. É uma combinação muito eficiente para queimar gordura! Além disso, a médica manipulou outra cápsula, que continha dez ervas, entre elas chá verde, centelha asiática e cavalinha. Tomar os três óleos em conjunto é uma opção bastante efetiva para o emagrecimento, pois cada um atua em uma parte do corpo e colabora de maneira diferente para a perda de peso, de acordo com a nutricionista Daniela Jobst. “O óleo de coco dá saciedade, o de linhaça age diretamente na gordura e o de cártamo acelera o metabolismo”, explica. “Mas todo caso deve ser avaliado individualmente, alerta a nutricionista Priscila Lino.

O benefício de cada cápsula

Óleo de coco
Aumenta a sensação de saciedade e o gasto calórico, combate a flacidez e o colesterol ruim e melhora o funcionamento do intestino. Age principalmente na região abdominal, de acordo com a nutricionista Priscila Lino. Como consumir: Uma cápsula meia hora antes do almoço e outra meia hora antes do jantar.

Óleo de linhaça
Ajuda a eliminar a gordura e as toxinas do corpo e dá saciedade. Também reduz o colesterol ruim e melhora o trânsito intestinal. Como consumir: O ideal é tomar uma cápsula por dia antes de dormir, pois seu efeito é potencializado durante o sono, segundo a nutricionista Paula Castilho.

Óleo de cártamo
Acelera o metabolismo e ajuda a gastar mais calorias, pois obriga o corpo a usar a gordura acumulada como combustível. O ideal é consumir quando se faz atividade física, segundo a nutricionista Paula Castilho. Como consumir: Ingira uma cápsula 30 minutos antes da atividade física.

-------------------------

Cardápio de Emanuelle.

Cardápio de Emanuelle

Café da manhã
3 torradas integrais ou light com requeijão light ou geleia
1 copo de suco de frutas sem açúcar ou 1 copo de água de coco

Lanche da manhã
1 fruta ou 1 barrinha de cereal
Dica da nutricionista:
Escolha sempre uma barrinha que seja realmente rica em fibras e nutrientes (veja na embalagem).

Almoço
1 colher (sopa) de arroz integral • 1 filé de carne branca • Salada à vontade
Dica da nutricionista: Vale ressaltar a importância de variar bastante a salada e as verduras.

Café da tarde
1 fruta ou 1 sanduíche natural de atum ou peito de peru com queijo de minas ou Polenguinho® light e salada (pão integral)

Jantar
1 copo de shake diet

Lanche da noite
1 fruta ou 2 torradas integrais

---------------------------

Dietas da moda não funcionam para perder peso.

Dietas da moda não funcionam para perder peso

Ilusão — Por causa de resultados controversos como esses, que indicam tanto benefícios quanto malefícios do óleo de coco, sem confirmar nenhum dado e estabelecendo a necessidade de novos estudos, os médicos acreditam que incluir óleo de coco na dieta como um suplemento alimentar não é seguro. "Nenhum estudo feito sobre óleo de coco tem qualidade que garanta segurança dos resultados, além de não ter sido publicado em revistas médicas de excelência", afirma Cíntia Cercato, endocrinologista da SBEM e do Hospital das Clínicas.

O endocrinologista Alfredo Halpern, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e autor do livro Pontos Para o Gordo, é mais taxativo. "O óleo de coco é uma grande enganação. É rico em gorduras saturadas, ou seja, em excesso faz mal, e não tem nenhuma dessas propriedades sobre as quais as pessoas vêm falando. É uma gordura como outra qualquer: pode ser consumida, mas também é capaz de engordar o indivíduo", afirma.

O óleo de coco não precisa ser exterminado. Ele pode substituir outras gorduras, como manteiga, óleo de girassol e azeite, na preparação de alimentos, desde que haja bom senso. "A gordura não é proibida. O ideal é que ela represente, no máximo, 30% do total de calorias que consumimos ao dia, dependendo do tamanho, do peso e do estilo de vida do indivíduo. As gorduras saturadas, porém, não devem ultrapassar 7%", diz o endocrinologista da SBEM e chefe do grupo de obesidade do Hospital as Clínicas da Faculdade de Medicina da USP Márcio Mancini.

Mancini, porém, reafirma: para emagrecer, o óleo de coco é uma bobagem. "Quem compra essa ideia joga dinheiro fora, se ilude com um caminho fácil para a perda de peso e acaba se decepcionando."

------------------------------

Óleo de Coco em Capsulas Mediervas.

Óleo de Coco em Capsulas Mediervas - 60 cáps 1000mg (Emagrecimento
Óleo de Coco Extravirgem extra virgem é um produto 100% natural, obtido a partir da prensagem da poupa do coco maduro, que pode ser fresco ou seco. É rico em substâncias antioxidantes e apresenta propriedades funcionais, conferindo diversos benefícios à saúde.

O Óleo de Coco pode auxiliar no emagrecimento devido ao seu efeito termogênico, que aumenta o gasto energético do organismo, além de causar saciedade. Além disso, o óleo de coco ajuda a regular o intestino.

O óleo de coco é rico nos chamados Ácidos Graxos de Cadeia Média (triglicerídeos de cadeia média – TCM). Cerca de 65% do óleo de coco é constituído por Triglicerídeos de Cadeia Média. Os Tliglicerídeos de Cadeia Média também encontram destaque nas pesquisas atuais com os seguintes achados, entre outros:

• Auxiliam na redução nos níveis de Lp(a) ( Lipoproteína a). Níveis elevados constituem risco de desenvolvimento de doença aterosclerótica. (The Journal of Nutrition, 2003; 133: 3422–3427)

• Auxiliam no aumento dos níveis de energia e redução de gordura abdominal. (Obesity Research, 2003;11:395– 402)
• Podem ajudar na prevenção da obesidade. (The Journal of Nutrition, 2002; 132: 329–332)

• Podem aumentar a capacidade antioxidante geral do organismo. (Food Chemistry, 2006; 99(2), 260-266)

• Podem reduzir os níveis de colesterol e de triglicerídeos. (Clinical Biochemistry, 2004; 37 (9), 830-835)

• Podem auxiliar na redução do envelhecimento cutâneo. (Sabinsa Coorporation , 2007)
É prensado a frio, não é submetido ao processo de refinamento e desodorização, sendo extraído a partir da polpa do coco fresco por processos físicos, passando pelas etapas de trituração, prensagem e tripla filtração. Seu índice de acidez é no máximo até 0,5%, o que o caracteriza como um óleo extra virgem.

Apresentação do Oleo de Coco Mediervas: 60 cápsulas


Modo de Usar: Tomar 2 (duas) cápsulas, 30 minutos antes do almoço e 2 (duas) cápsulas, 30 minutos antes do jantar, com um copo de água.


Registro na Anvisa do Oleo de Coco Mediervas: 6.6006.0035

Indicações do Oleo de Coco:

• Auxiliar no emagrecimento
• Auxiliar na redução da gordura abdominal, desde que associada a prática de atividade física regular
• Auxiliar na redução do colesterol

------------------------

Óleo de coco: para emagrecer, não passa de bobagem.

Óleo de coco: para emagrecer, não passa de bobagem

Na forma líquida ou na de pílula, cada vez mais pessoas usam suplementos na tentativa de perder peso. Com esse objetivo, só estão perdendo dinheiro
O óleo de coco, seja na forma líquida ou na de pílula, é o emagrecedor da moda. Na forma de pílula, é ingerido duas vezes ao dia. Líquido, também pode ser ingerido ou usado no preparo de alimentos. Na Mundo Verde, uma rede de 205 lojas de produtos naturais espalhadas pelo Brasil, as vendas aumentaram 500% nos últimos 4 meses, mais do que qualquer outro produto. O frenesi não deve continuar por muito tempo. Vários alimentos, bebidas, sementes e produtos naturais caíram no esquecimento pela ausência de estudos científicos e resultados práticos que comprovassem sua eficácia. O caminho dessa nova moda parece ser o mesmo.
O primeiro motivo é que nada — benefícios ou prejuízos — foi provado em relação ao óleo, o que basta para impedir que médicos responsáveis recomendem a substância como emagrecedor. Segundo Gláucia Carneiro, endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e do ambulatório de obesidade da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), as evidências científicas são insuficientes para que as pessoas contem com o óleo de coco para emagrecer.

Não há mal nenhum em usá-lo, em sua forma líquida, como substituto do óleo de origem animal ou mesmo do óleo de soja na preparação de alimentos. Ele faz parte do grupo de gorduras vegetais, mais saudável do que as animais. No entanto, é rico em gorduras saturadas. O azeite de oliva, por exemplo, tem gorduras insaturadas. Para cozinhar, tudo bem. Para emagrecer, fora de questão.

Sem comprovação — As pesquisas que encontraram tanto benefícios como malefícios no alimento não foram capazes de explicar o mecanismo envolvido. Há quem atribua ao óleo de coco a condição de um termogênico, ou seja, algo capaz de aumentar a queima de calorias no corpo. Substâncias termogênicas estão presentes no café ou no chá verde, por exemplo, mas também podem ser encontradas em suplementos alimentares. Mas, de novo, nada foi comprovado.

Pesquisadores brasileiros da Universidade de Alagoas, em Maceió, publicaram no periódico Lipids, em 2009, um estudo sobre óleo de coco. Nele, 40 mulheres obesas de 20 a 40 anos seguiram, por 12 semanas, uma dieta com restrição calórica (menos consumo de carboidratos, mais ingestão de proteínas e fibras e semelhante consumo de gordura) e praticaram 50 minutos de caminhadas todos os dias. Metade delas ingeriu suplementos óleo de soja e as outras, de óleo de coco. Antes do início do estudo, as participantes apresentavam níveis de colesterol, índice de massa corporal (IMC) e medidas abdominais parecidas. Ao final da pesquisa, aquelas que consumiram óleo de coco apresentaram maiores níveis de HDL, o colesterol 'bom', e menores de LDL, o colesterol 'ruim', enquanto o outro grupo teve os dois tipos de colesterol aumentados. A redução do IMC foi observada nos dois grupos, embora somente o grupo do óleo de coco tenha reduzido a circunferência abdominal.

Os pesquisadores concluíram que dieta com suplemento de óleo de coco não aumenta os níveis de gordura no sangue e reduz medidas abdominais em obesos. Entretanto, eles também observaram que o suplemento pode induzir uma resistência à insulina. Os cientistas, no entanto, concluíram que outros estudos eram necessários para avaliar os efeitos do alimento a longo prazo.
------------------------------


Dietas e Dieta

Tudo Sobre Emagrecer Emagrecedor.info