Dietas e Dieta

------------------------

Dieta saúde.

Como emagrecer com a dieta do coco e perder até dois quilos em uma semana

Quer aderir à dieta do coco e eliminar dois quilos em sete dias? Veja o cardápio de uma semana que vai ajudá-la a entrar a em forma!

OPÇÃO 1

Café da Manhã: 1 copo (200ml) de suco cítrico (chá verde, 1 fatia de abacaxi e 3 gotas de limão) + 1 pão francês sem miolo + 1 fatia de queijo branco + 1/2 mamão papaia

Lanche da manhã:1 kiwi

Almoço: 1 prato raso de macarrão com sardinha em lata (sem óleo) + salada de pepino e tomate

Lanche da Tarde: 1 pão de queijo médio + 1 xíc. de leite desnatado com café

Jantar: 1 filé de Saint peter no papelote temperado com pimenta do reino + alecrim + 1 col. (sopa) óleo de coco + 1 col. (café) rasa de sal. A partir da segunda semana, acrescente uma porção de carboidrato: 2 col. (sopa) de arroz integral, batata, mandioquinha...

Ceia: 1 fruta ou 1 copo (200ml) de leite desnatado ou 1 copo (200ml) de água de coco ou 4 damascos secos ou 1 fatia queijo branco ou chá de ervas (camomila, erva doce, erva cidreira,...) ou 1 col. (sopa) uva passa

Emagrecer comendo coco? Isso mesmo! Incluir alimentos termogênicos no seu cardápio — como o gengibre, a canela e, principalmente, o óleo de coco — vai ajudá-la a perder aqueles quilinhos a mais que tanto a incomodam.

Para digeri-los, o organismo é obrigado a trabalhar mais rápido, queimando mais calorias

, afirma a nutricionista Roseli Ueno, de São Paulo. O óleo de coco extravirgem, extraído da polpa da fruta, é encontrado em lojas de produtos naturais e oferece muitos benefícios para quem quer entrar em forma.

Ele aumenta a sensação de saciedade e, ao mesmo tempo, faz com que o organismo absorva menos gordura, explica Roseli.

Pode ser consumido puro, batido com suco, iogurte ou vitamina ou adicionado ao tempero de saladas.

O ideal é começar tomando 1 colher (sopa) ou 1 cápsula ao dia 30 minutos antes do almoço ou do jantar, sugere a nutricionista. A partir da segunda semana, vale dobrar a dose — a não ser que seu intestino fique solto demais.

O resultado é você que escolhe: se seguir a dieta por uma semana, elimina 2 quilos; durante um mês, acompanhado de um plano de corrida, manda embora até 5 quilos!

------------------------

O Óleo de Côco Ajuda a Emagrecer?

O óleo de côco, que já foi considerado um vilão para a saúde por ser rico em gorduras saturadas e que teoricamente seria prejudicial principalmente para o coração, recentemente entrou para a lista dos alimentos mais procurados em lojas de produtos naturais. Isso devido a pesquisas recentes que mostram que o óleo de côco pode não ser tão nocivo assim e inclusive pode trazer diversos benefícios à saúde, entre eles, um alimento que seria um dos mais eficazes para a perda de peso.

Os adeptos do veganismo - aqueles que evitam qualquer produto de origem animal - também encontraram no óleo de côco o substituto ideal para a manteiga na hora de preparar bolos e sobremesas. Os veganos também ajudaram a aumentar a popularidade do óleo de côco, principalmente nos Estados Unidos, onde o número de veganos vem aumentando consideravelmente.

Mas ajuda a emagrecer?

Pesquisas que confirmam as propriedades benéficas do óleo de côco para a saúde e também para o emagrecimento são poucas. Entre elas, em um estudo feito por pesquisadores brasileiros na Universidade Federal de Alagoas foi observado que o óleo de côco pode auxiliar na diminuição da circunferência abdominal, ou seja, a barriguinha. No mesmo estudo, mulheres que consumiram óleo de côco durante 12 semanas, apresentaram maiores níveis de HDL, o colesterol considerado "bom" e menores níveis de LDL, o colesterol "ruim", comparado com mulheres que consumiram óleo de soja durante o mesmo período.

Outros estudos feito com ratos também apontaram que o óleo de côco pode diminuir os níveis de colesterol e promover a perda de gordura corporal.

O problema desses estudos é que apesar de serem observados resultados positivos, não foi determinado o mecanismo que faz com que o óleo de côco promova tais benefícios.

Consenso

O consenso entre os profissionais de saúde e nutrição é que o óleo de côco pode ser usado como substituto de outros tipos de gordura saturada, como aqueles de origem animal como a manteiga e a banha. Consumido de maneira moderada, não faz mal à saúde.

De fato, diversas culturas utilizam o óleo de côco na cozinha há vários séculos e não é constatado nenhum tipo de anormalidade em problemas do coração entre seus povos. Filipinas, Sri Lanka e Indonésia são exemplos de culturas que já vem utilizando o óleo de côco diariamente na preparação de seus pratos típicos desde longa data.

Vale lembrar também que, se for consumir o óleo de côco, o recomendado sempre é a versão extra virgem, aquele em que o óleo foi obtido sem processos químicos e de hidrogenação, que pode resultar em um óleo contendo as vilãs da vez, as gorduras trans.
-------------------------

Receita óleo de côco.

Confira a seguir uma receita que você pode fazer em casa, usando o óleo de côco no lugar da manteiga:

Maçã Crocante - Apple Crisp

Ingredientes

  • 4 maçãs verdes, ou também pode ser as maçãs do tipo Fuji
  • açúcar mascavo
  • essência de baunilha
  • canela em pó
  • limão, de preferência o siciliano
  • óleo de côco
  • farinha
  • aveia em flocos

Modo de Preparo

  • Preaqueça o forno a 200 graus
  • Corte as maçãs em cubinhos. Se desejar, pode descascá-las.
  • Em uma tigela, misture as maçãs cortadas, meia xícara de açúcar mascavo, 2 colheres de chá de essência de baunilha, 3 colheres de chá de canela(ou à gosto) e uma colher de sopa de suco de limão.
  • Unte uma forma refratária com óleo de côco e espalhe a mistura da maçã na forma.
  • Em outra tigela misture 1/4 de xícara de óleo de côco, 1/3 de xícara de açúcar mascavo, 1/2 xícara de farinha de trigo, e meia xícara de flocos de aveia. Misture levemente e espalhe por cima das maçãs.
  • Leve ao forno por aproximadamente 45 minutos ou até que a cobertura esteja dourada e as maças borbulhand
-------------------------

DIETA COM SAÚDE.

DIETA COM SAÚDE

Para receber diariamente um cardápio balanceado e iniciar sua reeducação alimentar, assine o Bem Leve e tenha dicas nutricionais online à sua disposição.

Quando se fala em perder peso, uma das primeiras coisas que vem à cabeça é deixar de jantar ou cortar os carboidratos da refeição. Mas é preciso cuidado com esse tipo de raciocínio, pois tal nutriente pode fazer falta ao nosso organismo, impedindo seu bom funcionamento.

Os carboidratos são a nossa principal fonte de energia, fundamental para o corpo desempenhar funções básicas como respiração, circulação sangüínea e batimentos cardíacos. Não à toa, uma dieta equilibrada precisa de 55% a 60% de carboidratos. Mas fique tranqüila, porque nem todos favorecem o ganho de peso. É o caso dos carboidratos complexos existentes em frutas, verduras, arroz e massas integrais.

Já os carboidratos simples (batatas, cereais refinados, arroz branco, doces em geral, pães e refrigerantes) podem não só engordar como também abrir o apetite, uma vez que são rapidamente absorvidos pelo organismo. As taxas de glicose diminuem em um curto período de tempo, fazendo com que a sensação de saciedade passe rápido.

O ideal é consumir alimentos que contenham carboidratos até três horas antes de dormir. Não seja radical a ponto de eliminá-los da dieta e nem sequer fique sem se alimentar. Se não quiser abusar na última refeição do dia, basta escolher alimentos menos pesados. Uma boa pedida são carnes, aves e peixes (ricos em proteínas) e vegetais folhosos ou caldos leves, como canja e sopa de legumes.

Para os que preferem fazer apenas um lanche à noite, veja a seguir uma receita prática, gostosa e saudável:

- pão integral
- queijo minas, chester, blanquet de peru ou ovo cozido
- vegetais (alface, rúcula, tomate, pimentão, etc)

Para acompanhar o sanduíche, um suco de frutas sem açúcar. Pronto! Aí é só ir dormir tranqüila, com corpo e consciência leves

---------------------------

Dieta dos 3 Dias

A dieta dos 3 dias é basicamente um cardápio que deve ser seguido e promete fazer com que a pessoa perca aproximadamente 5kg em 3 dias. A eficácia desse programa de emagrecimento é questionável e não é recomendada a sua prática por mais que os 3 dias sugeridos. O cardápio consiste em diminuição bem acentuada das calorias ingeridas.

afé: Almoço: Janta:
café, chá ou água
1/2 de grapefruit (aquela fruta parecida com uma laranja grande, de cor rosada/avermelhada)
1 torrada com pasta de amendoim
café, chá ou água
1/2 xícara de atum em lata
1 torrada
café, chá ou água
1 maçã
1 xícara de sorvete de baunilha
1 xícara de cenoura (ralada)
100 gramas de carne magra
1 xícara de vagem

Segundo dia

Café: Almoço: Janta:
café, chá ou água
1 ovo (frito ou cozido)
1 torrada
banana
café, chá ou água
1 xícara de ricota ou atum em lata
5 bolachas água e sal pequenas tipo club social
café, chá ou água
2 salsichas
1/2 xícara de cenoura
banana
1 xícara de brócolis ou repolho
1/2 xícara de sorvete de baunilha

Terceiro dia

Café: Almoço: Janta:
café, chá ou água
5 bolachas água e sal pequenas tipo club social
30 gramas de queijo tipo cheddar
1 maçã
café, chá ou água
1 ovo cozido
1 torrada
café, chá ou água
1/2 xícara de sorvete de baunilha
1 xícara de atum em lata
1 xícara de cenoura
1 xícara de melão
1 xícara de couve-flor

------------------------------

Malhação express.

Vid corrida e falta de tempo não podem mais ser uma desculpa para não se exercitar. Apenas meia hora de exercícios já ajuda a manter a saúde em dia – e a boa forma também! Não é milagre, nem mito. Trinta minutinhos de atividades físicas podem trazer benefícios que vão desde a melhora da flexibilidade até a prevenção de doenças como o diabetes. Sem contar, é claro, aquela ajudinha na perda de peso!

De acordo com o American College of Sport Medicine, três a cinco sessões de exercícios semanais, de 20 a 60 minutos, com intensidade moderada, são suficientes para turbinar o corpo e relaxar a mente de pessoas com a saúde normal. Para os sedentários e indivíduos com algum tipo de restrição médica, 20 minutos com intensidade leve bastam.

'Trinta minutos por dia de atividades físicas bem balanceadas, três vezes na semana, promovem ganhos significativos no que diz respeito tanto à saúde quanto à estética. Além de reduzir o percentual de gordura, praticar exercícios nem que seja durante esse curto período de tempo melhora a função cardiorrespiratória, auxilia no controle da pressão arterial e da glicose sangüínea, além de elevar a auto-estima', afirma o professor de educação física Eduardo Furtado.

Neste período de tempo, é possível praticar diferentes atividades, alternando entre as aeróbicas e musculação. Atualmente na moda, as academias só para mulheres, que oferecem um programa de exercícios praticado em meia hora, também são alternativas a se considerar por quem corre contra o tempo e contra a balança.

Neste tipo de método, normalmente o circuito começa sempre com um aquecimento. Em seguida, são realizadas atividades aeróbicas e para o fortalecimento muscular em aparelhos desenvolvidos especialmente para que haja o menor risco possível de lesões. Por fim, exercícios de resfriamento e alongamento. Em apenas 30 minutos, completa-se a série de exercícios.

Para aqueles que ainda não encontraram força de vontade ou tempo para começar a se exercitar, um bom começo é trocar o elevador pela escada, o carro pela caminhada ou até descer do ônibus um ponto antes e fazer o percurso a pé. A maioria pessoas ainda não percebeu os benefícios da atividade física espontânea.

Pequenas alterações no dia a dia, como deslocar-se de bicicleta e caminhar para o trabalho, entre outras, são capazes de, em alguns casos, triplicar o gasto calórico diário de uma pessoa, afirma Eduardo Furtado. Pronta para entrar em forma?
------------------------

Dieta da pele perfeita.

Conheça agora os 14 alimentos mais poderosos para combater problemas comuns como acne, olheiras, celulites, estrias e rugas, entre muitos outros

Investir em um bom creme ou em um tratamento estético de última geração pode ajudar a recuperar a firmeza, a maciez e a luminosidade da pele.

Mas todas essas estratégias farão pouquíssima diferença se a sua alimentação, no dia a dia, não der conta de suprir o organismo da matéria- prima de que precisa para recuperar o maior órgão do nosso corpo das agressões externas, combater os radicais livres que aceleram o envelhecimento e ainda produzir colágeno, a bendita substância que dá sustentação ao tecido cutâneo.

Funciona assim: uma dieta equilibrada fornece os nutrientes necessários às nossas células que, por sua vez, realizarão os processos fundamentais para garantir a saúde e o viço da pele, explica a professora de Nutrição da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Esalq/ USP, Jocelem Mastrodi Salgado, autora de diversos livros sobre alimentação funcional, entre eles Previna doenças: faça dos alimentos o seu medicamento Ediouro.
De maneira geral, para ajudar a prevenir e tratar os problemas de pele mais comuns, é fundamental garantir um bom aporte de vitaminas e minerais.

As vitaminas A, C, D e E exercem funções antioxidantes e anti-inflamatórias, garantindo eficiência no combate aos radicais livres e, consequentemente, retardando o processo de envelhecimento.

Outros nutrientes importantes são os minerais manganês e cobre, ambos envolvidos na síntese de colágeno, o zinco, que auxilia na cicatrização e previne a formação de rugas, e, por fim, o silício, que garante maior elasticidade, diz Valéria Paschoal, diretora da VP Consultoria Nutricional.

Para cada tratamento há alimentos específicos que devem ser adotados para recuperar a pele das agressões, mantendo-a saudável e radiante. Conheça-os agora e tire proveito!

EVITAR A INFLAMAÇÃO DA ACNE

Entenda o problema: a acne é resultado de uma alteração hormonal, que influi na produção de sebo, substância que, em quantidades adequadas, protege a pele dos agentes externos e da perda de água que levaria à desidratação.

porém, quando as glândulas sebáceas começam a funcionar a todo o vapor, a oleosidade acaba favorecendo o entupimento dos poros.

Para piorar, algumas bactérias se alimentam desse sebo e são elas as responsáveis pela inflamação local, que é justamente o que caracteriza a acne.

No contra-ataque: para combater o mal, uma boa estratégia é investir em alimentos fontes de vitamina c, como as frutas cítricas. A vitamina tem ação antioxidante e anti-inflamatória, explica Jocelem salgado.
Alimento-chave: mexerica, uma das frutas que reúnem a maior quantidade de vitamina c por unidade.

Quanto consumir: uma unidade por dia.

Como consumir: em sucos, vitaminas ou na salada de frutas, como parte do café da manhã ou nos lanches entre as refeições principais. importante descascar e cortar a fruta no momento imediato do consumo.

Outros alimentos recomendados: goiaba, salsinha, pimentão, acerola, brócoli, tomate, mamão, cenoura, abóbora, sementes de abóbora e de girassol, aveia, peixes de água fria, frutos do mar, ovos e couve-manteiga.

PARA MANTER A HIDRATAÇÃO

Entenda o problema: especialmente nos dias quentes, a perda de água acontece de forma acelerada. isso porque, para manter o corpo numa temperatura sempre estável, a estratégia do organismo é nos fazer suar.

Daí, se o líquido perdido não for reposto em tempo, a pele perderá a maciez, a elasticidade e o brilho.

No contra-ataque: investir em alimentos que contêm bastante água é uma maneira de garantir a hidratação, mesmo nos dias mais quentes do ano.
Alimento-chave: melancia, que apresenta quantidade de água igual ou superior a 90% de sua composição.

Quanto consumir: uma fatia grande por dia.

Como consumir: em sucos, vitaminas ou na salada de frutas, como parte do café da manhã ou nos lanches entre as refeições principais. Observe se a fruta está bem vermelha e com uma parte verde mais fina.

Outros alimentos recomendados: outras frutas ricas em água também podem ser consumidas diariamente, como o melão, o abacaxi, a pera e também a água de coco.

TRATAR AS QUEIMADURAS DE SOL
Entenda o problema: os raios ultravioleta (uv) que chegam à Terra penetram facilmente na pele sem proteção. como consequência, o organismo se apressa em produzir melanina, a substância que dá cor à pele, na tentativa de aumentar a proteção contra os efeitos nocivos da radiação. Porém, o tecido acabará dando sinais claros de que está sofrendo pela queimadura, tornando-se avermelhado.
No contra-ataque: alimentos ricos em betacaroteno preparam a pele para receber o sol, tornando-a mais resistente.

As enzimas que protegem os vegetais fontes dessa substância da radiação, na natureza, também agem em nosso corpo, minimizando os danos causados pelo sol, esclarece a nutricionista Jocelem salgado.
Alimento-chave: brócoli. Além do carotenoide, contém sulforafano.

Um estudo publicado recentemente comprovou que o sulforafano reduz a vermelhidão causada pelos raios uv em até 40%, afirma Jocelem.
Quanto consumir: uma xícara por dia.
Como consumir: em forma de salada, cozido ou como ingrediente de sopas, tortas e suflês, entre outros pratos.
Outros alimentos recomendados: cenoura, mamão e couve.

------------------------------


Dietas e Dieta

Tudo Sobre Emagrecer Emagrecedor.info