Dietas e Dieta

------------------------

Dieta para refluxo.

Dieta para refluxo gastroesofágico

A dieta para tratar o refluxo gastroesofágico se baseia na ingestão de alimentos que não estimulem de mais o estômago a produzir suco gástrico, por isso para evitar o refluxo estão proibidos:

  • café
  • bebidas alcoólicas
  • chocolate
  • carnes gordas ou embutidos
  • tabagismo
  • medicamentos anticolinérgicos

O paciente com refluxo gastroesofágico pode tomar um antiácido uma hora após as refeições e um outro na hora de dormir para neutralizar o ácido gástrico.

Medicamentos com ação colinérgica como o betanecol, metoclopramida ou cisaprida podem ser uma forma de tratamento médico para fazer com que o esfíncter esofágico inferior feche com mais força, evitando complicações como a esofagite.

------------------------

Dicas alimentares para portadores de refluxo gástrico.

A causa comum de refluxo gastroesofágico e esofagite é a ocorrência de hérnia hiatal. Em circunstâncias normais, o hiato é uma pequena abertura no diafragma, na junção do esôfago com o estômago.

A hérnia de hiato desenvolve-se quando a abertura se alarga e permite que a parte superior do estômago se projete para cima.

Algumas hérnias de hiato são congênitas. A maioria, entretanto, se desenvolve ao longo da vida, à medida que a abertura do hiato vai se alargando, geralmente como resultado de gravidez, ganho excessivo de peso e situações em que o estômago sofre pressões geradas pelo diafragma suficientes para forçar o conteúdo gástrico ácido para cima, em direção ao esôfago.

Além disso, excesso de tosse, vômitos, força ao evacuar ou súbito esforço físico também podem causar alargamento do hiato provocando a hérnia de hiato. Os pacientes experimentam mais desconfortos após as refeições pesadas e quando estão deitados ou curvados sobre si mesmos.

Incidência

Cerca de metade das pessoas com mais de 50 anos tem hérnia de hiato, mas a maioria não sabe disso, pois não apresenta sintomas ou problemas associados. A hérnia de hiato normalmente é diagnosticada após recorrentes crises de azia e má digestão, resultantes do refluxo de ácido do estômago para o esôfago e garganta. Mesmo quando os sintomas se desenvolvem, o problema não é considerado grave.

Há todavia, exceções em que a freqüente exposição aos ácidos do estômago causa danos graves ao esôfago, inclusive úlcera, sangramento e até obstrução ou ruptura. Nesses casos, é necessário a intervenção cirúrgica. Geralmente, no entanto, tudo o que se precisa são cuidados que a própria pessoa pode tomar, como perda de peso para aliviar a pressão sobre o estômago e não usar cintos, cintas, ou roupas que apertem.

Dieta

A dieta tem um papel fundamental no tratamento da hérnia de hiato. Independentemente se a pessoa faz ou não tratamento medicamentoso, a mudança de hábitos alimentares é importante para o sucesso do tratamento. Um ganho excessivo de peso, o consumo de alimentos gordurosos como embutidos, carnes gordas.

o consumo de alimentos ácidos que irritam a mucosa do estômago como picles, suco de tomate, frutas cítricas... e o consumo de alimentos ricos em cafeína como chocolates, café, entre outros, podem agravar o problema. 

Com relação ao peso excessivo, sabe-se que aumenta a pressão intra-abdominal e faz piorar o refluxo. Uma redução das gorduras e da ingestão total de calorias pode reduzir os sintomas, bem como a perda de peso gradual para aqueles que estiverem acima do peso. É desejável uma perda de peso de 0,5 quilo por semana ou de 1 quilo por mês. Exercícios regulares também são importantes para manter o peso corporal ideal. 

Os alimentos ricos em gorduras comumente fazem piorar o refluxo e representam um problema particular quando comidos rapidamente e juntamente com bebidas carbonatadas de cola, álcool ou café.

As comidas gordurosas ficam mais tempo no estômago que as outras e também podem causar indigestão. As recomendações para a ingestão diária de gorduras variam: uma diretriz é de 45 g para homens e de 30g para mulheres. Para se ter uma idéia, um hambúrguer típico com um pacote grande de batatas fritas fornece 60g de gordura.

É importante também que o portador de hérnia de hiato evite bebidas gasosas, que podem aumentar o desconforto. Depois de comer, é aconselhável não se deitar ou abaixar durante pelo menos uma hora, pois isso pode provocar refluxo. Recomenda-se também que se evite substâncias que relaxam o diafragma, como o álcool.

Alimentos que irritam o estômago ou provocam indigestão devem ser eliminados. Dentre os mais prejudiciais estão as especiarias, as frutas cítricas, o suco de tomate, o picles e o vinagre. O café e o cigarro aumentam a acidez estomacal. O chocolate e a hortelã tendem a relaxar o esfincter do hiato.
-------------------------

Dicas alimentares para portadores de refluxo.

Dicas alimentares para portadores de refluxo

1º) Reduzir o peso se estiver acima de seu peso.

2º) Manter um diário dos alimentos e das bebidas que pareçam causar seus sintomas.

3º) Observar o papel e os comportamentos alimentares, como comer correndo, refeições grandes, excesso de álcool e cafeína.

4º) Ficar num equilíbrio de três refeições e dois lanches por dia. Basear cada refeição em alimentos pobres em gordura, ricos em fibras e em carboidratos, como cereais, pão, massas ou arroz.

5º) Evitar repetir ao jantar e evitar comer menos de 2 horas antes de ir dormir.

6º)Fazer escolhas sensatas ao comer fora - menos gordura e limitar o número de pratos (tente uma entrada e uma salada ou apenas um prato principal e salada)

Este cardápio contém 35g-40g de gordura e 30g de fibras

- Café da manhã - uma tigela de cereais ricos em fibras, como musli, ou mingau com frutas frescas, ou leite desnatado e torrada integral com um mínimo de margarina e mel.
- Almoço - frango e verduras com um mínimo de óleo, servidos com arroz no vapor. Água gelada com limão ou suco de lima.
- Lanches - frutas frescas, iogurte ligth, crackers pobres em gordura, como biscoito de arroz, aveia, polvilho. Água, chá ou suco diluído. Evitar lanches ricos em gorduras, como salgadinhos do tipo batatas fritas, salgadinhos de milho e queijos e biscoitos doces.
- Jantar - sanduíches feitos de pão integral com queijos pobres em gordura, carnes magras, peixe e salada. Não usar margarina ou maionese. Frutas frescas com iogurte pobre em gorduras. Água, chá ou suco diluído.

Finalizando, concluímos que a moral da história todos já sabemos: substituindo hábitos errados por hábitos alimentares corretos, disciplinando os horários das refeições e usando o bom senso na escolha dos alimentos com certeza passamos a ter uma qualidade de vida melhor, com ânimo para trabalhar, estudar, divertir, passear, enfim , desfrutar o que a vida oferece de bom com alegria.

-------------------------

Dieta para Refluxo Gastro-Esof·gico e Gastrites.

Alimentos no recomendados: Refrigerantes, café puro, ch· mate, frituras em geral,
preparaÁıes ‡ milanesa e empanados, batata frita, pipoca, pastel, coxinhas, bolinhos de
queijo, empadinhas; Condimentos: pimentas, mostarda, catchup, vinagre, molho de tomate,
picles, maionese; Vegetais: brÛcolis, couve-flor, repolho, piment"o, pepino, tomate; Frutas
·cidas cruas, laranja, acerola, maracuj·, abacaxi, morango, limão, uva, banana nanica;
Salgadinhos de pacote: amendoim e similares; Queijo prato ou mussarela, presunto,
mortadela, linguiÁa, bacon, salsichas, salame, hamb˙rguer, carne de porco, picanha; Doces
concentrados em Áçucar: leite condensado, creme de leite, goiabada, doce de leite, cocada,
pÈ de moleque; Biscoitos recheados e os do tipo waffers; Chocolates e achocolatados
(nescau); Chicletes, balas; miojo; strogonoff.
Alimentos preferidos: , torradas, biscoitos simples; Margarina ou requeij"o light;
Arroz, farinhas, massas com pouco ou sem molho; Caldo de feij"o; Carne de boi, ave, peixe
grelhados ou cozidos sem molhos; Ovos cozidos ou poches; Leite, coalhada, queijo
branco, ricota; Iogurtes, yakult e danones devem ser consumidos com critÈrio; Verduras e
legumes cozidos, folhas de alface crua; Frutas como; Mam"o, pÍra, maÁ", ameixa, pÍssego,
banana prata- mão, laranja lima, melão, melancia, manga; Frutas ·cidas como abacaxi,
goiaba devem ser cozidas antes de serem consumidas; Sobremesas: gelatina, pudins sem
calda, sag˙, bolo simples; Temperos: na quantidade de 2 colheres de ch· por dia de Ûleo de
soja ou canola ou margarina, cebola, alho, salsinha; Ch·s- de- ervas, sucos de frutas n"o
·cidas. Os sucos de frutas industrializados devem ser consumidos com critério
moderadamente de diluÌdos.
RecomendaÁıes:
Coma devagar e mastigue bem os alimentos; FaÁa de 5 a 6 refeições por dia, em pequenas
quantidades e em intervalos regulares; Faça as refeições em ambiente tranquilo; Evite
ingerir lÌquidos durante as refeiÁıes, não faça refeiÁıes volumosas antes de deitar, não
tomar mamadeira ou comer, deitado ou assistindo TV, evitar mamar, tomar lÌquidos ou
alimentar-se 1 hora e meia antes de dormir; Em caso de refluxo dormir com a cabeceira da
cama mais alta ( 30-45), dando preferÍncia para o dec˙bito lateral esquerdo; Se tiver mais
que 2 anos e meio de idade e mamar na mamadeira, ela deve ser retirada cuidadosamente,
especialmente as noturnas.

---------------------------

Dieta sem alimento ácido reduz sintoma de refluxo.

O ácido estomacal sempre foi tido como culpado pelo refluxo gástrico. Agora, os especialistas estão começando a achar que o problema não acontece só por causa do ácido que está voltando do estômago, mas também da comida que está descendo.

A ideia tem feito barulho por causa de livros como Crazy Sexy Die A dieta louca e sexy, do médico Dean Ornish, sem edição no Brasil e o The Acid-Alkaline Food Guide O guia de alimentos ácidos e alcalinos, da médica Susan Brown, também sem tradução). As obras defendem que é possível melhorar a saúde equilibrando a acidez da dieta.

Neste ano, um estudo pequeno mostrou que restringir o ácido alivia os sintomas do refluxo, como tosse e rouquidão, em pacientes que não melhoram com remédios. A pesquisa foi publicada na revista Annals of Otology, Rhinology & Laringology.

No estudo, 12 homens e oito mulheres com refluxo, que não melhoravam com remédios, fizeram uma dieta com baixa acidez por duas semanas. Foram eliminados todos os alimentos e as bebidas com pH menor que 5.

Quanto mais baixo o pH, maior é a acidez. Refrigerantes diet, por exemplo, têm pH de 2,9 a 3,7. Segundo o estudo, 19 dos 20 pacientes melhoraram, e três se livraram totalmente dos sintomas.

A autora, a médica Jamie Koufman, defende a dieta em seu novo livro: Dropping Acid: The Reflux Diet Cookbook & Cure Pingando ácido: o livro de receitas e a cura da dieta do refluxo

------------------------------

Alimentos bons para o refluxo ácido.

Há certos alimentos bons para o refluxo ácido que ajuda no tratamento desta condição. Quais são eles? Aqui está uma lista de alimentos bons para o refluxo ácido, bem como os alimentos que devem ser evitados para o refluxo ácido.

Leia em …
Refluxo ácido, também conhecida como Gastroeseophageal doença do refluxo (DRGE), é uma condição em que o ácido no estômago escoa de volta para o esôfago e garganta. Isso causa um grande desconforto, dificuldade em engolir, dor no peito e azia.

Há várias razões que causam A doença do refluxo ácido, O mais importante sendo o funcionamento inadequado do esfíncter inferior do esôfago (EIE) dos músculos. Da mesma forma, hábitos alimentares irregulares e tabagismo também contribuem muito na causa da doença do refluxo ácido.

Existem vários métodos de tratamento disponível para tratar a doença de refluxo ácido, mas você pode tratar e evitar o refluxo ácido apenas seguindo uma dieta. Vamos ter um olhar em detalhe.

Refluxo ácido dieta
Mudar hábitos alimentares errados e são o maior culpado causando refluxo ácido doença. Tendo refeições maiores e picante, especialmente à noite, pode desencadear os sintomas de refluxo ácido. Portanto, antes de começar qualquer dieta, é necessário que a pessoa a ter refeições menores e mais freqüentes.

Da mesma forma, ele deveria ter fixado o tempo alocado para as refeições e segui-lo regularmente. Seguindo estes métodos podem reduzir a ocorrência de refluxo ácido, em maior medida. Por outro lado, existem alguns alimentos que quando consumidos têm maiores chances de causar refluxo ácido.

Por outro lado, existem ainda os alimentos bons para o refluxo ácido que pode ser consumida com segurança. Quais são eles? Vamos dar uma olhada.
Alimentos bons para o refluxo ácido

A seguir está uma lista de alimentos bons para comer para o reflux ácido. Esses alimentos não causam azia e refluxo ácido. Vamos ter um olhar em detalhe
Frutas e Legumes: Legumes e frutas raramente causam azia e refluxo ácido.

Frutas e legumes também são bons para a saúde geral e ajudar na prevenção da maioria dos distúrbios de saúde. Frutas bom para o refluxo ácido são maçãs, bananas, melão, pêra e pêssego.

Legumes bom para refluxo ácido incluem batata cozida, brócolis, cenoura, aipo, repolho, erva-doce, feijão verde e ervilhas. Esses vegetais não devem ser fritos, pois pode agravar o refluxo ácido.

Grãos: Baixo teor de gordura contendo grãos de cereais como multi, pão branco, farelo de aveia, cereais, arroz branco ou integral, biscoitos, farinha de trigo integrais são alimentos bons para o refluxo ácido. Cozido e gordura livre cookies são seguros para comer.

Carnes e Laticínios: Peito de frango, ovo, peixe, bife de não causar refluxo ácido. Estes devem ser consumidos sem adicionar gordura extra ou temperos. Da mesma forma, livre de gordura cremes e queijos também podem ser consumidos.

Todos os alimentos lácteos deve ser livre de gordura ou que contenham quantidades muito baixas de gorduras. livre de gordura e óleos para salada são alimentos bons para o alívio do refluxo ácido.

Alimentos que devem ser evitados para o refluxo ácido
Existem certos tipos de alimentos que devem ser excluídos da dieta completamente para prevenir a ocorrência de refluxo ácido.

A seguir está a lista de alimentos que devem ser evitados.
Picantes, frituras e quente
As frutas cítricas como limão, laranja
Café e refrigerante
Tomate, molho de tomate
Menta
Chocolates
Salsicha, bacon, carne frita
Sorvete
Álcool
Esta é a lista simples dos alimentos bons para o refluxo ácido e também aqueles a evitar. O RGE dieta é simples e muito eficaz. Você pode fazer um plano de dieta diário ou semanal e uma loja de acordo, se você está seguindo o plano de dieta refluxo ácido.

Será útil para se concentrar sobre os alimentos mais seguros para o consumo do que os necessários para ser evitado.

Deve-se lembrar que, seguindo este plano de dietas simples e tomando refeições regulares na hora certa vai ajudar no tratamento e prevenção da doença do refluxo ácido completamente.
------------------------

DIETA PARA REFLUXO GASTRO-ESOFAGICO.

RECOMENDAMOS:

· Comer devagar mastigando bem os alimentos

· Não ficar de jejum mais de quatro horas, alimentando-se, pelo menos, seis vezes ao dia a cada 2 horas
· Leite sem lactose, 1 a 2 copos ao dia, quando necessário a substituição

· Leite de soja  com ou sem  sabor
· Chá, exceto: mate, preto e hortelã.
· Suco de frutas exceto as cítricas
· Frutas: mamão, melão, maçã, pera, morango, banana-maçã, pêssego, ameixa, caju, acerola, goiaba, caqui, etc.
· Cereais: farelo de trigo, gérmen de trigo, aveia, granola
· Pão francês sem miolo, uma fatia de pão integral ou de centeio
· Torrada, bolacha de água e sal, bolacha de fibras
· Presunto de peru, frango desfiado, atum na água.
· Mel e geléia
· Arroz, feijão
· Saladas com legumes, verduras, grãos (ervilha, lentilha, milho,
. Temperos: sal, tempero verde, azeite de oliva, shoyo, orégano, ervas finas.
· Carne magra: na chapa, grelhada, assada ou cozida
· Gelatina, sagu,  frutas cozidas ( em pequena quantidade).
. Manjar, pudim ( sem farinha), cremes,etc -  com leite sem lactose
.Salada de frutas, podendo acrescentar clara em neve.

.Se estiver  com excesso de peso ou obeso reduzir peso
.Elevar a cabeceira da cama com tijolo de 15 cm.

Evitar:

.Café, chocolate, chá  (mate, preto e hortelã), refrigerante, menta ou bebidas mentoladas.
· Álcool e cigarro
· Frituras e gorduras abacate e manga
· Massas e doces feitos com farinha de trigo
· Frutas ácidas: laranja, limão, tangerina, abacaxi, maracujá
· Temperos fortes: vinagre, limão, pimenta, pimenta-do-reino, alho, cebola, mostarda, catchup, conservas, embutidos salsicha, salame, lingüiça .
· Alimentos indigestos: pepino, tomate, beringela, pimentão, melancia
· Anti-inflamatórios: corticóides, acido acetil salicilico, diclofenaco…
· Deitar após as refeições
· Ingerir muito líquido durante as refeições

.Evitar alimentos de difícil digestão e flatulentos (feijão com casca, repolho, ovo, melão, melancia, couve-flor, cebola, batata doce, pepino, pimentão

------------------------------


Dietas e Dieta

Tudo Sobre Emagrecer Emagrecedor.info