Dietas e Dieta

------------------------

Dieta do sangue.

Saiba como funciona a Dieta do Sangue

A dieta do sangue tem conseguido muitos adeptos nos últimos tempos.

Muito disso se deve ao fato de ser uma dieta pouco restritiva quanto ao cardápio que se pode montar, diferentemente das dietas que se vê por aí na Dieta do Sangue, que eliminam tudo o que há de gostoso do prato.

Na dieta do sangue a sua alimentação deve seguir um padrão, um cardápio desenhado para cada tipo sanguíneo.

Veja abaixo o que cada tipo de sangue diferente permite e não permite no seu organismo, se o assunto é perder peso com a Dieta do Sangue.

Dieta do sangue: tipo sanguíneo O:

RUPO DE ALIMENTO BONS NEUTROS RUINS
Carnes bovina, carneiro, vitela, cordeiro frango e peru carne de porco e derivados como presunto e bacon
Peixes bacalhau, badejo, sardinha, linguado, salmão atum, camarão, lagosta caviar, salmão defumado, polvo
Laticínios Queijo de leite de cabra, queijo de soja mussarela, manteiga, queijo minas creme de leite, iogurte, leite (integral ou magro),
Frutas ameixa, nozes, figo, semente de abóbora noz pecãn, castanhas, avelã, pinha laranja, morango, coco, amora, amendoim,
Verduras abóbora, brócolis, espinafre, acelga, salsa abobrinha, agrião, inhame berinjela, champignon, milho, repolho
Cereais nenhum farelo de arroz, farinha de trigo integral aveia, trigo, cuscuz e pão branco
Outros azeite de Oliva óleo de canola óleo de milho, óleo de amendoim

Dieta do sangue: tipo sanguíneo A:

GRUPO DE ALIMENTO BONS NEUTROS RUINS
Carnes nenhuma 

 

frango e peru bovina, carneiro, cordeiro, pato, porco e derivados, vitela
Peixes bacalhau, salmão vermelho, salmão, sardinha, truta atum, pescada mexilhões, lagostim, salmão defumado, caviar, ostra, lagosta, camarão, caranguejo
Laticínios queijo de soja, tofu iogurte, mussarela, ricota, iogurte c/ frutas, coalhada, creme de leite, sorvete, leite, manteiga, requeijão
Frutas abacaxi, ameixa, cereja, figo, limão, amora melão, passas, pêra, maçã, morango, uva, pêssego, caqui, carambola, coco
Verduras abóbora moranga, alface romana, acelga, brócolis, cenoura, acelga, alcachofra agrião, chicória, milho, beterraba repolho, tomate, inhame, batata, berinjela, batata doce
Cereais farinhas de centeio, arroz, soja e aveia, pão de farinha de soja fubá de milho, flocos de milho, cevada Creme e germe de trigo, farinha de trigo integral, pão preto, pão integral,
Outros alho, molho de soja, missô, melaço de cana, gengibre, chá verde, café normal, vinho tinto açúcar branco, chocolate, alecrim, mostarda (seca), noz-moscada, manjericão, açúcar mascavo, orégano, canela, hortelã, salsa, sálvia alcaparras, gelatina pura, pimenta em grão, vinagre, cerveja, licor, chá preto, refrigerante
------------------------

Dieta do Sangue a dieta que está no sangue.

A idéia de que o sangue pode dizer tudo a respeito de uma pessoa - inclusive detalhes de temperamento, personalidade, humor e estilo - não é nenhuma novidade.

No Japão, por exemplo, perguntar o tipo sanguíneo ao conhecer alguém já é prática comum.

No Brasil, o radicalismo não chega a esse ponto, mas a idéia já contamina a casa - ou melhor, a mesa - de quem adere à chamada dieta do tipo sanguíneo ou dieta do sangue.

O princípio é simples: classifica os alimentos de três formas - altamente benéficos, neutros e nocivos - de acordo com cada tipo de sangue.

O segredo da boa saúde já viria de fábrica, bastando obedecer a regras básicas de compatibilidade alimentar. Um exemplo é a carne vermelha, que seria um veneno para o sangue do tipo A e, ao mesmo tempo, um remédio para quem tem sangue tipo O.

Desenvolvida pelo naturopata a base da naturopatia é acreditar que o corpo deve se manter equilibrado para desenvolver dispositivos de cura Peter D'Adamo e popularizada no livro A Dieta do Tipo Sangüíneo, a dieta prega que deve haver uma alimentação diferenciada para cada tipo de sangue.

Segundo o americano, a relação sangue x alimentação determinará, inclusive, o desenvolvimento de doenças como câncer, esclerose, esquizofrenia e até o enfarte. Cada sangue também define quais as comidas que podem causar emagrecimento ou aumento de peso, de acordo com a teoria de D`Adamo.

Para o médico, cada tipo sangüíneo reage à sua própria maneira aos alimentos, aproveitando uns e absorvendo mal os outros.

Assim, quem é tipo A, por exemplo, não tolera bem a carne e deveria seguir um cardápio vegetariano.

O extremo oposto são as pessoas que possuem tipo O, carnívoras por natureza. Este teria sido o primeiro tipo de sangue humano, o que corria nas veias de nossos ancestrais, cuja base da alimentação era a carne.

Carros com combustíveis diferentes

O primeiro livro de D'Adamo deu origem a outros, em que ele detalha como sua dieta pode ajudar no controle de doenças como a artrite, a diabete e problemas cardiovasculares.

No Brasil, o clínico geral, ortomolecular e homeopata Sérgio Teixeira fez uma adaptação do livro do colega americano, levando em conta o cardápio nacional, e lançou A Dieta que Está no Sangue. Teixeira acredita que essa dieta individualiza as pessoas em termos de alimentação e temperamento a partir da genética do sangue em seis tipos: AA, AB, AO, BB, BO e OO.

E complementa: cada uma delas é como um carro com combustível diferente, o que realmente conta muito para o bem estar e para o peso ideal. Segundo ele, há pessoas que não metabolizam qualquer alimento, apenas aqueles que seu organismo está preparado para receber.

O estudo do tipo de sangue nos ajuda a compreender qual a melhor forma de viver em harmonia com nosso genoma, para desfrutarmos de mais saúde e longevidade, acredita a Dra. Berenice Cunha Wilke, diretora da Associação Brasileira de Medicina Complementar. Segundo ela, cada tipo sangüíneo constitui uma mensagem genética de comportamentos e dietas de seus ancestrais.

Apesar de sedutora, a idéia de ter em mãos uma dieta 100% eficaz também causa dúvidas. O próprio Sérgio Teixeira questiona se certas informações trazidas pelas publicações não seriam precipitadas. O primeiro livro de D'Adamo apresenta a soja como benéfica para pessoas do grupo B.

No último, ele já a mostra como nociva, afirma o homeopata. Berenice também critica algumas distorções quanto à tradução da obra. Há alimentos que foram traduzidas ao pé da letra. O certo seria incluir o nome científico.

A doutora afirma, ainda, que há uma lista de mais de 50 alimentos publicados erroneamente no livro de D'Adamo. Ele se deu conta e colocou uma errata no próprio site. Mas nunca foi corrigido no livro".

A exemplo de outras dietas como a do Dr. Atkins, a South Beach ou a Mediterrânea, entre outras, o que prevalece ainda é o bom senso.

Se você desconfiou que nem todo mundo deve comer a mesma coisa ou fazer o mesmo exercício, você está certo. A atitude mais correta - e segura - é procurar um especialista, que indicará a dieta mais adequada ao seu organismo.
-------------------------

Dieta do sangue.

Verduras, legumes e frutas. A variedade de cores e sabores nas feiras é saúde ao alcance da boca. Mas será que é mesmo assim?

Você já pensou que pode não ter o poder de escolher os alimentos mais saudáveis para o seu corpo?

É o que afirma uma nova teoria alimentar. Segundo essa dieta, o que é bom para cada um de nós já foi escolhido há milhares de anos e está na memória genética do nosso sangue.

A dieta do tipo sanguíneo classifica os alimentos de três formas: alimentos altamente benéficos, alimentos neutros e alimentos nocivos. Os alimentos altamente benéficos reagem como remédio no organismo. Os neutros têm apenas valor nutricional. E os nocivos são os venenos, esclarece a naturopata Eva Hermann, que trabalha com a dieta há oito anos.

O método alimentar vem sendo desenvolvido há quase meio século por dois médicos americanos. Para eles, o sangue é a chave dos sistemas digestivo e imunológico. Quando não nos alimentamos de acordo com o nosso tipo sanguíneo, estamos abrindo portas para as doenças, entra elas, a obesidade.

Um exemplo é a carne vermelha, um remédio para o sangue Tipo O – dá energia e ajuda a manter o peso. Para o sangue Tipo A, a carne é um veneno, diz Eva.

Eu tive que dizer adeus à carne vermelha, conta o gastrônomo Paulo Brueckheimer, um dos 4 mil pacientes orientados pela naturopata. Há seis anos, ele estava bem acima do peso e com um problemão. Quanto menos eu comia, mais eu engordava", lembra.

Carne, banana, laranja, berinjela. Paulo comia todos os inimigos do grupo A. E mesmo não acreditando muito na tese, decidiu experimentar. Adotou um cardápio rico em vegetais amigos do sangue A – soja, hortaliças, feijão preto, lentilha – e peixes como a sardinha. Perdeu 14 quilos e nunca mais voltou a engordar.

Hoje a soja é meu prato principal. De vez em quando, eu como um peixinho ou frango e nada mais", conta.

"Quem tem o meu tipo de sangue é premiado, comemora a comerciante Adelaide Heideke. A cesta ideal do grupo O libera carne, azeite de oliva, brócolis, abóbora, batata-doce e feijão fradinho. Em compensação, adeus ao pãozinho. Os alimentos à base de trigo são grandes inimigos do sangue Tipo O.

Eu sentia muita dor nas pernas, qualquer coisa me cansava, diz dona Adelaide.
"Peguei essa foto e até me assustei, mostra a estudante Raquel Heideke, filha de dona Adelaide. A foto é de nove meses atrás. Os quilos a mais pesavam na saúde de dona Adelaide. Dois meses de regime, 16 quilos a menos e vaidade recuperada. Dona Adelaide anda mais serelepe do que nunca.

Com certeza. Ela até pega minhas roupas.

O humor dela mudou bastante. Está mais alegre, com mais vontade de viver, mais entusiasmo, acrescenta o eletricista Rui Heideke, filho de dona Adelaide.

Agora todos estão me elogiando. Isso já é uma grande coisa, comemora dona Adelaide.

Na casa de dona Madalena Weidgenant, a reeducação alimentar dobrou o trabalho na cozinha. Ela tem sangue AB e segue a dieta. Mas a turma de casa continua comendo só o que gosta.

Para mim é permitido feijão carioca, arroz integral ou branco. Mas como eles não gostam do feijão carioca, eu cozinho feijão preto e arroz branco. Pastelão de frango é uma miragem para mim, brinca dona Madalena.

Os maiores inimigos do grupo AB são a carne vermelha, o leite, o milho e a banana. Perdi 12,8 quilos. Mas não foi só o peso, foi tudo.

A funcionária pública Adriana Giovaneza começou há pouco tempo. O sangue dela, do Tipo B, é o que permite o cardápio mais amplo e tolera os laticínios. Um problema a menos para quem se alimenta fora de casa, como ela. Pepino, palmito, brócolis, arroz integral, que é maravilhoso, carne vermelha, orienta a naturopata.

Quem é do grupo B não deve consumir carne de frango, trigo, feijão preto e tomate. Adriana acha que não vai ser tão difícil, desde que passe longe das sobremesas. Mas não basta apenas consumir os alimentos certos.

Como em toda reeducação alimentar, essa também pede exercícios físicos. Mas, também, de um jeito diferente do conhecido. Por exemplo: quem tem sangue do Tipo B deve fazer exercícios moderados, como andar de bicicleta.

Dona Adelaide, que é Tipo O, precisa fazer exercícios intensos, como correr. Já dona Madalena, Tipo AB, precisa apenas de uma caminhada leve. E seu Paulo, que é do Tipo A, não precisa muito mais do que uma boa leitura para manter a forma.

Para o Grupo A, o exercício pesado acaba promovendo um acúmulo de endorfina. Aumenta o apetite e a sensação de cansaço. Por isso, leitura e exercícios leves ajudariam a reduzir o estresse. Corpo e mente em equilíbrio seriam o segredo para viver em paz com a balança.

Pelo sim, pelo não, o ideal sempre é procurar um médico antes de começar qualquer dieta alimentar e prestar atenção se ela ensina a comer certo. Porque nenhum regime vai substituir a velha máxima: se você comer mais do que precisa, vai engordar, com certeza.

-------------------------

Dieta do sangue: tipo sanguíneo B:

GRUPO DE ALIMENTO BONS NEUTROS RUINS
Carnes carneiro, cordeiro, coelho, veado carne bovina, peru, vitela frango, pato, porco, presunto
Peixes bacalhau, salmão, linguado, badejo, caviar, sardinha arenque, truta, atum, lula lagosta, camarão, caranguejo, ostra, polvo
Laticínios iogurte, leite, queijo, ovos, ricota leite soja, manteiga, requeijão, leite integral queijo fundido e roquefort, sorvete com leite
Frutas abacaxi, bananas, mamão, uvas, ameixa fresca morango laranja, kiwi, passas, pêra caqui, carambola, coco
Verduras batata doce, cenoura, berinjela, beterraba, brócolis, couve, repolho abóbora, agrião, alface, acelga, aipo, cogumelos, espinafre alcachofra, azeitonas, tomate, broto de feijão, milho verde
Cereais arroz integral, aveia integral granola farinha de trigo, milho, centeio
Outros gengibre, salsa, açafrão, hortelã, pimenta, ginseng, gengibre, sálvia café, vinho branco, cerveja, chá preto, chá de amora, hortelã, camomila canela, maisena, gelatina pura, refrigerantes, bebidas destiladas

---------------------------

Dieta do sangue: tipo sanguíneo AB:

GRUPO DE ALIMENTO BONS NEUTROS RUINS
Carnes carneiro, cordeiro, coelho, veado carne bovina, peru, vitela frango, pato, porco, presunto
Peixes bacalhau, salmão, linguado, badejo, caviar, sardinha arenque, truta, atum, lula lagosta, camarão, caranguejo, ostra, polvo
Laticínios iogurte, leite, queijo, ovos, ricota leite soja, manteiga, requeijão, leite integral queijo fundido e roquefort, sorvete com leite
Frutas abacaxi, bananas, mamão, uvas, ameixa fresca morango laranja, kiwi, passas, pêra caqui, carambola, coco
Verduras batata doce, cenoura, berinjela, beterraba, brócolis, couve, repolho abóbora, agrião, alface, acelga, aipo, cogumelos, espinafre alcachofra, azeitonas, tomate, broto de feijão, milho verde
Cereais arroz integral, aveia integral granola farinha de trigo, milho, centeio
Outros gengibre, salsa, açafrão, hortelã, pimenta, ginseng, gengibre, sálvia café, vinho branco, cerveja, chá preto, chá de amora, hortelã, camomila canela, maisena, gelatina pura, refrigerantes, bebidas destiladas

------------------------------

Quem são os vilões em um cardápio para emagrecer?

Se você pretende mudar sua alimentação, para conseguir chegar à forma ideal sem o desespero das dietas milagrosas que existem por aí, precisa prestar atenção ao que coloca no seu prato. 

Montar um cardápio para emagrecer requer informação, mas pode ser divertido e muito saboroso. Pequenas mudanças nos pratos do dia-a-dia podem fazer uma diferença enorme na soma de calorias ao final do dia.

Mais do que isso, melhorando o valor nutricional da sua alimentação você se sentirá mais disposta, com energia para fazer os exercícios que tanto ajudam a perder a barriga. 

Veja o que você deve evitar para montar um cardápio para emagrecer bem eficiente.

Todo o tipo de salgadinhos industrializados – aqueles que parecem feitos de isopor

– inclusive os que apresentam a palavra Light, gigante e colorida em suas embalagens, são um desastre para qualquer cardápio para emagrecer. São cheios de açúcar, sal, conservantes e corantes.

Além deles, quem também tem que ficar de fora são as bolachas e biscoitos industrializados. Esses produtos são um veneno pra quem procura perder peso.

Duas bolachinhas recheadas têm mais calorias do que uma banana ou uma maçã grande, e não apresentam nem um terço dos saudáveis nutrientes que uma fruta traz.

Se você é tarada por pães e massas, saiba que eles os são grandes inimigos de qualquer dieta. 

Todos aqueles que são feitos com farinha branca principalmente, pois o processo pelo qual a farinha passa para ser refinada acaba com todos os nutrientes, deixando apenas calorias vazias, uma energia sem força nutricional, só com açúcares e sal.

Caso não consiga cortá-los de jeito nenhum de sua alimentação diária, tente reduzir o consumo e prefira pães e massas feitos com farinha integral, pois ela além de mais saudável prolonga a sensação de saciedade e ajuda a diminuir a vontade de comer.

Refrigerantes devem ser evitados com todas as forças! 

Mesmo os refrigerantes light não devem ser consumidos, pois são bebidas que não apresentam nenhum valor nutricional, apenas açúcares e conservantes. Procure trocá-los por sucos de frutas da estação ou mesmo por sucos industrializados, prontos na caixinha, pois possuem valor nutricional bem superior aos refrigerantes.

E lembre-se: num cardápio para emagrecer, se você sentir sede, beba água! Bastante água, e gelada de preferência, pois ativa efeitos termogênicos no nosso organismo. Isso quer dizer que o nosso corpo precisa elevar a temperatura da água para algo próximo da sua temperatura para poder aproveitá-la e esse processo queima calorias!

Evite esses inimigos e monte um cardápio para emagrecer original, saboroso e, principalmente, saudável!
------------------------


Dietas e Dieta

Tudo Sobre Emagrecer Emagrecedor.info