Dietas e Dieta

------------------------

Saiba como a Dieta do Carboidrato funciona.

Dentre as inúmeras e mais diferentes dietas que existem – dieta da sopa, dieta da lua, dieta da USP, etc. – uma que tem conquistados muitos adeptos é a Dieta de carboidratos. Talvez por apresentar um princípio bem fácil de ser seguido, pelo menos na teoria, a Dieta de carboidratos o ganha fãs a cada dia que passa.

A ideia por trás dessa Dieta de carboidratos é bem simples: levar o consumo de carboidratos para 0, ou o mais próximo possível disso.

Um menor número de carboidratos na alimentação representa menos açúcar convertido em energia, e menos energia produzida é igual a menos gordura para ser guardada como reserva. Uma conta simples.

Mas há algumas ressalvas a serem feitas. Por exemplo, a Dieta de carboidratos não é recomendada para pessoas ativas que praticam exercícios regularmente. Isso porque o nosso corpo utiliza os carboidratos tanto como combustível para desempenhar essas atividades, quanto para ajudar os músculos a se recuperarem do desgaste causado pelos exercícios.

Por isso a Dieta de carboidratos é mais recomendada a pessoas que não praticam nenhum tipo de esporte ou atividade física.

Além disso, por causa das conseqüencias que sofremos com a queda de carboidratos na corrente sanguínea, essa dieta não pode ser mantida por muito tempo.

Recomenda-se utilizar a Dieta de carboidratos por 15 dias e, no máximo, se houver necessidade, prolongá-la por mais 15.

Entre um período e outro, porém, é necessário que a pessoa coma normalmente, inclusive ingerindo carboidratos, pois a restrição desse nutriente por muito tempo pode causar dores de cabeça, náuseas, fraqueza, tontura e outros sintomas desagradáveis.

------------------------

Algumas dicas que são importantes para ajudar na dieta:.

1. A partir dos alimentos permitidos, procure as receitas que mais lhe agradam e crie uma tabela com as refeições que você irá fazer durante a semana, desta forma você terá uma grande variedade de sabores, o que evita que enjoe da comida e facilita na hora de fazer o supermercado.

Nada impede que você repita seus alimentos preferidos, o importante é comer sempre coisas que lhe agradem.

2. Coma sempre antes de sair de casa, mesmo que você não esteja com fome. Uma fruta e uma fatia de queijo já bastam para evitar que você fique com fome na rua e apele para um junk-food. Em último caso, coma alguma coisa que não tenha massa, como pedir pra fazer um sanduíche de filé sem o pão. Eu dizia que tinha uma doença e que não podia comer
3. Aproveite as liberdades que a dieta lhe dá. Coma sempre grande variedade de temperos, molhos, legumes e folhas durante as refeições. Quanto mais colorido seu prato, melhor. Isso faz com que você coma vitaminas e minerais variados, o que evita anemia, um problema em dietas malfeitas.

Quando for comer ovo, prefira omelete, onde você pode adicionar outras coisas. Eu sempre faço com queijo prato, um pouco de gorgonzola e provolone, cebola picada e às vezes coloco pedaçinhos de salame.

DIETA DE RESTRIÇÃO PARCIAL DE CARBOIDRATOS

ALIMENTOS PROIBIDOS
Açucar e doces de uma forma geral
Bebidas alcoólicas e refrigerantes
Aipim, Batata, Cará, Inhame, Nabo (raízes)
Arroz, Milho, Ervilha, Feijão, Grão de Bico, Lentilha (Grãos)
Abacate, Banana, Caqui, Fruta do Conde, Uva
Todas as frutas secas (Ameixa preta, Amêndoas, Amendoim, Avelãs, Banana passa, Castanhas, Damasco, Nozes, Tâmara, Uva passa, etc.)
Tudo o que levar farinha (à dorê, à milanesa, biscoitos, bolos, empadões, empanado, massas, pão, pastelões, requijão, salgadinhos, tortas, molho branco, etc.).

-------------------------

ALIMENTOS PERMITIDOS (comer normalmente, sem excesso).

ALIMENTOS PERMITIDOS comer normalmente, sem excesso.
Todos os tipos de carne preparadas de qualquer maneira, desde que não leve farinha (boi, galinha, peixe, porco, crustáceos, etc.)

Todas as verduras e legumes (com excessão dos citados acima), preparados e temperados à gosto – azeite, vinagre, sal, pimenta do reino, maionese, etc.
Ovos preparados de qualquer maneira (fritos, omelete, mexido, cozido, quente, etc)
Todos os tipos de queijos (prato, minas, provolone, ricota, cotáge, muzzarela, parmesão, gorgonzola, etc)

Todos os tipos de frios, enlatados e embutidos (atum, sardinha, presunto, presunto, salame, mortadela, salsicha, salsichão, presuntada, peito de peru, etc.).
Todas as frutas, com exceção das citadas acima.

O ideal são duas unidades ou porção equivalente (no máximo 5). Não beber suco, e sim comê-las.
Líquidos que podem ser ingeridos durante a dieta: Limonada, Chá, Mate, Café, Água (natural ou com gás), Leite (moderadamente), refrigerantes diet nos fins de semana (com moderação)

Usar sempre o adoçante de sua preferência.
OBS: Se tiver boca seca ou boca amarga, usar chiclete ou bala diet em pouca quantidade.

VEGETAIS
Abóbora, abobrinha, acelga, agrião, aipo, alcachofra, alface, aspargo, azeitona, beringela, beterraba, brocoli, cebola, cenoura, champignon, chocória, chuchu, couve bruxelas, couve-flor, espinafre, jiló, maxixe, nabo em folhas, palmito, pepino, pimentão, quiabo, rabanete, repolho, tomate, vagem.

CARNES
Boi, coelho, coração, cordeiro, crutáceos (camarão, lagosta, ostra, mexilhão, siri, carangueijo), dobradinha, fígado, galinha, língua, lula, pato, peixes, peru, polvo, porco, presunto magro, rins, salsichas, vitela.

FRUTAS
Abacaxi, amora, cereja, figo, goiaba, grape-fruit, kiwi, laranja, laranja lima, lima da pérsia, limão, maça, mamão, manga, maracujá, melancia, melão, morango, nectarina, nêspera, pêra, pêssego, tangerina.
LATICÍNIOS
Coalhada caseira, creme de leite, iogurte natural, leite, manetiga, margarina, queijos. Dê preferencia aos desnatados.

CONDIMENTOS
Aginomoto, azeite (extra virgem preferenciamente), canela, cebolinha, cheiro verde, coentro, katchup, maionese, mostarda, óleo (cânola, girassol, milho, arroz), orégano, pimentas, sal, salsa, suco de limão, tomate, vinagre.

VÁRIOS
Caldo de carne ou galinha, gelatina diet, ovo (não mais do que dois ao dia).

-------------------------

Dieta do Cetônico – Emagrecer 5kg em 1 semana, sem carboidratos.

Dieta do Cetônico – Emagrecer 5kg em 1 semana, sem carboidratos, secando as gorduras acumuladas.

A Dieta cetônica, defende a eliminação do consumo de carboidratos.
Ela segue a mesma linha da Dieta das proteínas, atacando diretamente as gorduras acumuladas em excesso.

Quando os carboidratos estão escassos, o organismo busca outra forma de energia iniciando assim a quebra da gordura (ácidos graxos). Em outras palavras, da quebra dos ácidos graxos são produzidos os corpos cetônicos. E essas fontes alternativas de energia para seu organismo, seriam as gorduras acumuladas.

Para conseguir emagrecer mais rápido você tem que eliminar qualquer consumo de carboidrato nas primeiras 48 horas da dieta.
Já nesses dois primeiros dias você já sentira a diferença, como diminuição de culotes e barriga. E ajuda a reduzir a celulite.

Tente unir essa dieta a atividades físicas, aí sim a diferença será radical.
Para evitar hipoglicemias, alimente-se bem, pois o organismo conseguirá transformar os alimentos consumidos em energia para ter seu dia a dia e ainda poder malhar.
Assim como a Dieta das proteínas de Atkins e Dieta de South Beach aditivada, o cardápio é livre , existem os alimentos que pode ou não comer.

O mais importante é NÃO INGERIR CARBOIDRATOS. Caso isso aconteça terá que recomeçar a dieta.
Existe um limite de consumo acidental tolerável de carboidrato de até 5 gramas nesses dois primeiros dias e até 40 gramas depois desses primeiros 2 dias.
Você sentirá um pouco de fome nesses dias, não passe fome, como algo permitido.

Depois de 15 dias você pode acrescentar UMA fruta por dia.

Relação de algumas frutas com menos de 10% do peso em carboidrato que podem ser incluídas depois dos 15 dias. Mas pode ser qualquer fruta ao gosto de cada um.

Isso é apenas um exemplo de frutas a estarem no cardápio, essa porcentagem é apenas informativa.


Abacate[5,63%], abacaxi(polpa)[5,80%], abricó do Pará [3,92%], abiu [9,90%], caju(polpa)[8,40%], caju(suco)[10,00%], carambola[3,40%], castanha do Pará[7,00%], coco(leite)[7,00%], figo da índia[5,02%], goiaba [7,98%], groselha preta[7,30%], groselha vermelha[5,75%], jaca(polpa)[10,00%], limão[8,50%], maracujá [9,60%], melancia [6,90%], melão [6,35%], morango [7,40%], pêssego[9,40%].

---------------------------

Como funciona a Dieta do Carboidrato?.

Como funciona a Dieta do Carboidrato?

A dieta funciona assim, os carboidratos ficam expressamente proibidos principalmente nas primeiras 48 horas, onde o Cetônico começa a agir, pois normalmente o cetônico não funciona quando ingerimos carboidratos, antes das 48 horas a sensação de fome é intensa, por este motivo consuma outros alimentos desde que não sejam carboidratos, afinal, para seguir a dieta à risca pode-se consumir demais alimentos (vide lista de alimentos permitidos).

Assim como a dieta sem lactose, na qual você evita os alimentos que contém lactose, clique aqui para conhecer essa dieta também.

O objetivo de fazer o cetônico agir é fazer com que ele utilize as energias que ficaram armazenadas, ele só vai agir se não for consumido nenhum carboidrato.

OBS: É de grande importância salientar que a dieta do carboidrato não deve exceder o período de 30 dias, a dieta deve ser feita de 15 em 15 dias. Lembrando que deve haver um espaço de 3 dias entre o fim da primeira quinzena e o início da segunda.

Outro ponto importante é não continuar a dieta mais do que o tempo estabelecido, afinal, a falta de carboidratos pode se tornar um problema mais tarde. Lembre-se, tudo em exagero, não faz bem!

Caso o seu objetivo seja emagrecer bastante, o ideal é consultar um profissional que vai indicar uma dieta mais correta à seguir e o mais importante, você vai emagrecer com saúde através de uma reeducação alimentar.

------------------------------

Este regime é basicamente a base de proteínas.

Este regime é basicamente a base de proteínas.
Muito simples, na prática você pode comer quanto quiser, mas deve evitar os carboidratos (açúcares e massas basicamente).
Frutas (poucas) apenas depois de 15 dias.
Essa dieta funciona, mas evite quebrar o regime mesmo que seja com uma xícara de café c/ açúcar.

Considerações:

Não pode comer nenhuma espécie de carboidrato (hidrato de carbono ou sacarídeo), para que dentro de 48 horas entre em ação o CETÔNICO do seu corpo, que é uma glândula que fica sem funcionar caso haja a ingestão de carboidrato.
Após 48 horas sem ingerir carboidrato, ela começa a usar as energias armazenadas (gordura).
Se houver a ingestão de alimentos que contenha carboidrato, deverá começar tudo de novo.
Você poderá comer bastante gordura pois será transformada em glicose para que não cause hipoglicemia (falta de açúcar no sangue).
CETÔNICO é dietético, energético, laxante, relaxante e tira o apetite.
É encontrado no organismo e só se manifesta se você não comer carboidratos. Para medir o CETÔNICO, pode comprar na farmácia ( mas náo há necessidade) ( Gluketur-test da Roche, vem 50 bastões e custa em média uns R$ 50,00) .
No início, até formar o CETÔNICO (antes de completar 48 horas), você irá sentir fome, não podendo deixar de comer.
Não passe fome.
Coma quanto e quando quiser, desde que não seja carboidrato.
A necessidade diária de carboidrato, para o adulto, varia entre 300 a 800 g, conforme o peso da pessoa, por isso quando suprimimos o carboidrato o organismo precisa compensar.

: OUTRAS CONSIDERAÇÕES

1 - O tempo limite da dieta é 30 dias, são duas quinzenas com espaço de 3 dias entre elas. Você poderá continua-la posteriormente mas é recomendável para a maioria das pessoas que dê um espaço de tempo de uma semana.

2 - Alimente-se constantemente, sempre que sentir fome e tome bastante líquido.

3 - Algumas pessoas durante as primeiras semanas poderão sentir algum tipo de fraqueza.

4 - Coma bastante verduras, carnes, peixes, etc...

5 - Em hipótese nenhuma deixe de se alimentar, seu corpo necessitará de calorias, por isso pode comer à vontade para suprir a falta de carboidrato.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: CADA ORGANISMO REAGE DE UMA MANEIRA DIFERENTE DO OUTRO , POR ISSO , SE COMEÇAR A PASSAR MAL, SENTIR TONTURAS, PARE A DIETA IMEDIATAMENTE.

A única coisa importante ressaltar, é que essa dieta não é milagrosa e não adianta fazer e não se cuidar porque da terceira ou quarta vez que você fizer essa dieta , ela não vai funcionar nada.
------------------------

Dieta dos carboidratos balanceados.

Dieta dos carboidratos balanceados

O que propõe
Considerando que ninguém pode passar o resto da vida só à base de frutas, saladas, legumes, verduras e carnes magras, o nutricionista americano Robert Ferguson desenvolveu esta dieta que utiliza a combinação de nutrientes - carboidratos com itens que desaceleram a rápida absorção do açúcar, como proteínas e fibras – para emagrecer.

Se o carboidrato é totalmente retirado da alimentação, não há energia suficiente para as atividades básicas, podendo levar à hipoglicemia. Com isso, o corpo começa a queimar massa magra, ou seja, massa muscular, e não gordura armazenada", explica Isabella Correia, pós-graduada em Nutrição Clínica e Funcional e nutricionista da Clínica Patrícia Davidson, no Rio de Janeiro.

Cortá-lo radicalmente ainda provoca inanição, quer dizer, fraqueza, e reduz o metabolismo basal em até 40% - esta taxa é a quantidade calórica que o corpo utiliza, durante o repouso, para o funcionamento de todos os órgãos.

Carboidratos são ricos em glicose, o açúcar do sangue. O uso deste grupo de alimentos, quando equilibrado, mantém o organismo saudável, observa a nutricionista. Comer pão, arroz ou macarrão com proteínas e fibras reduz a fome e dá energia. Isso porque há um retardo do índice glicêmico do carboidrato: ele demora mais para ser transformado em açúcar na corrente sanguínea – e, dessa forma, os nutrientes permanecem mais tempo no sangue – e a produção de insulina é mantida em equilíbrio, levando ao emagrecimento. Vale lembrar que, quando produzida em excesso, a insulina faz com que o corpo retenha gordura", salienta Isabella. E tem mais, as fibras proporcionam maior enchimento gastrointestinal. Trocando em miúdos: a fome fica sob controle!

Como é feita
Algumas dicas para a dieta dar certo: beber água, de forma a aproveitar os benefícios das fibras; fazer exercícios regularmente, para aumentar e manter o metabolismo ativo; não fumar e reduzir ao máximo o consumo de álcool; e não ficar mais de três horas sem comer – o cardápio deve incluir desjejum, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar. Agora, as refeições...

No café da manhã, o ideal é ingerir frutas, itens desnatados e light (leite, iogurte, coalhada) e trocar o pão branco pelo integral ou por cereais sem açúcar, itens de baixo índice glicêmico. Para pessoas que não abrem mão do pãozinho branco, a dica é consumi-lo com uma fatia de queijo magro – de soja ou branco light – ou um ovo mexido. Tal cuidado vai fazer o índice glicêmico cair.

Nos lanches intermediários, é recomendado beber um copo de leite de soja ou um suco de laranja ou maçã, de preferência batidos com alguma fibra, como aveia, linhaça ou semente de girassol – também para reduzir o índice glicêmico. Outras opções são iogurte desnatado com barrinha de cereais, e uma fruta (uma banana, duas ameixas, ½ mamão papaia) com alguma porção de proteína (queijo magro, rolinho de peito de peru).

No almoço e no jantar, vale abusar de verduras como acelga, rúcula, alface ou repolho e couve, acompanhadas de uma colher de sopa de linhaça, além de cenoura refogada, arroz integral e uma porção de proteína magra (carne, frango ou peixe). Se optar pelo arroz branco, é bom servi-lo junto com algum legume como brócolis – para não aumentar o tal índice glicêmico.

Alternativas práticas: um prato de sopa de legumes com macarrão, atum conservado em água com suflê de legumes alaranjados e sanduíche natural feito com duas fatias de pão integral e frango desfiado com azeite. Na sobremesa, é bom trocar doces por frutas – banana, laranja, pêra ou maçã.

Promessa
A perda de peso é garantida, mas varia individualmente. Na média, é possível eliminar de 1 kg a 1,5 kg por semana.

Contraindicação
O ideal é que cada cardápio de dieta seja feito exclusivamente para a pessoa. Mas, como esse regime é equilibrado, pode ser adotado por quem quer reduzir peso e investir em um estilo de vida saudável, diz Isabella Correia. Pacientes com diabetes precisam falar com seu médico antes, assim como os que apresentam doença celíaca, isto é, intolerância ao glúten – já que o menu traz farinha em pães e massas.
------------------------

Reduza os carboidratos.

Dieta do carboidrato amigo
Com carboidratos pouco processados ou cozidos, você consegue driblar a absorção do açúcar dos alimentos e emagrece até 3 quilos em uma semana. Como montar esse cardápio low carb? A gente mostra aqui

Reduza os carboidratos

Não, você não vai precisar ficar à base de picanha e ovo frito de manhã, à tarde e à noite. Aliás, essa é uma péssima idéia até para o cérebro, que fica privado de glicose, seu combustível preferido. Para emagrecer até 3 quilos por semana, monte suas refeições com 35% a 45% de carboidratos (cerca de 1/3 do prato).

É uma medida confortável. As autoridades americanas de saúde estão pensando em adotá-la na nova versão da pirâmide alimentar que, segundo estimativas, será divulgada ainda este ano.

A tradicional recomendação de 50% a 60% de carboidratos por dia é um exagero, principalmente para quem é sedentário. Essa porção é um dos motivos para o mundo estar mais gordo, afirma a endocrinologista Débora Teixeira Mainardi, do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Não esqueça que a maioria dos alimentos, incluindo verduras, legumes e frutas, contém um pouco do nutriente.

prefira os alimentos integrais
A dieta low carb dá atenção ao índice glicêmico (IG) do que você come. Se o alimento tem IG baixo ou moderado, ok, pode colocar no prato. Pão, massa e biscoito integrais, nozes e sementes oleaginosas, legumes, frutas cítricas e verduras são os principais representantes dessa lista. Por causa das fibras, são digeridos devagar e a glicose é liberada no sangue aos poucos, deixando você com energia por mais tempo e sem vontade de ficar beliscando.

Entre os alimentos com IG alto estão a maioria dos processados. Pobres em fibras, são digeridos rapidinho, disparando a glicose no sangue e, como o corpo não dá conta de digerir todo esse açúcar de uma só vez, armazena o excesso na forma de gordura. Portanto, passe longe do açúcar branco, refri, folhado, mel e bolo e pão refinados.

Segure a absorção do açúcar
Quando não for possível evitar os carboidratos industrializados, combine-os com fibras. "Elas dão uma segurada na absorção do açúcar dos alimentos processados, baixando o índice glicêmico da refeição, diz a nutricionista Michaela Lessmann, da MLNutriclínica, em São Paulo.

Anote alguns truques: polvilhar gergelim no arroz branco; regar a salada de cenoura com azeite; cozinhar a massa al dente; incrementar a pizza com verduras. Então, pronta para colocar essas e outras sugestões low carb em prática? Então confira o cardápio

-------------------------

Gordura no prato e barriga lisinha.

Efeito pochete (socorro!) ninguém quer. É por isso que você, garota dedicada, controla a alimentação, cuida da postura e capricha nos exercícios. Mas nem sempre é suficiente. Se você não consegue livrar a área daquela gordura teimosa que esconde o resultado dos seus abdominais, vale arriscar, por dois dias, uma dieta mais radical. Repetindo: só por dois dias!

Nesse período, a proposta é cortar quase todo carboidrato do cardápio e comer apenas proteína e gordura, bastante gordura.

Antes de pensar que isso é uma loucura, fazendo você engordar no lugar de secar as últimas sobrinhas de barriga, entenda o que acontece no organismo. Apesar de ser calórica, a gordura tem baixíssimo índice glicêmico.

Ao contrário do carboidrato, ela não altera em nada a produção de insulina (hormônio ligado ao armazenamento de gordura, especialmente na região do abdômen) e estimula a ação do glucagon (hormônio encarregado de mobilizar e liberar a gordura estocada).

Essas mudanças hormonais dão o chacoalhão que o corpo precisa para vencer a resistência natural a mudanças (estado de homeostase) e, finalmente, queimar as dobrinhas persistentes", explica o consultor de nutrição Alfredo Galebe, de São Paulo, que bolou essa dieta.

A proposta é tentadora e realmente funciona. Mas não esqueça o combinado: nada de esticar os dois dias.

Depois de 48 horas, além do estímulo dessa dieta perder a força, você começa a se sentir fraca por causa da falta de carboidrato. Outra regra importante: dar preferência às proteínas e gorduras consideradas boas, como frango e especialmente peixe (ele tem a vantagem extra do ômega 3, que protege o coração), e, ainda, azeite, azeitona, amêndoa e abacate (fontes de gordura amiga).

São sugestões, aliás, que merecem ser adotadas para sempre — além de saudáveis, podem evitar que você volte a brigar com a sua barriga. Encare esse desafio e vista sem medo aquele jeans com a cintura lá embaixo!
------------------------------


Dietas e Dieta

Tudo Sobre Emagrecer Emagrecedor.info