PLANTAS MEDICINAIS

As Plantas Medicinais poder curativo das plantas é conhecido desde a antiguidade.

Ainda hoje, a medicina moderna continua buscando nas plantas o poder para curar antigos males que ainda pertubam a humanidade.

Embora o uso das ervas medicinais tenha sido bastante difundido nestas últimas décadas, seu potencial poderia ser bem mais explorado. É possível reduzir o consumo de medicamentos industrializados fazendo o uso correto das plantas medicinais.

A capuchinha (Tropaeolum majus) é usada como anti-anêmica e no tratamento contra
o escorbuto (carência de vitamina C). Uma valorosa planta medicinal.

O mais interessante é que por um custo muito baixo você pode manter um bom número de ervas em sua casa mesmo se dispor de pouco espaço para o cultivo. Uma janela ensolarada já será suficiente para ter algumas ervas que podem incrementar sua qualidade de vida.

O Alecrim, oregano e hortelã, por exemplo, não são simplesmente plantas medicinais. Podem ser empregadas em diversas ocasiões, com grande potencial aromático na culinária.

Além disso, são plantas de fácil cultivo e se adaptam bem a praticamente qualquer clima ensolarado. Graças a essas propriedades diversificadas se popularizaram com grande facilidade.

Muitos chás atuam também no combate aos radicais livres.

As plantas de uso medicinal devem ser cultivadas em solo livre de contaminação por metais pesados, sem contato com refugos ou animais. Na adubação use somente adubo orgânico.

Na armazenagem deve-se evitar o contato com ar, água, luz e calor.

O ar pode ser evitado guardando-se as partes vegetais em embalagens fechadas a vácuo.

Evite o calor e mantenha seu estoque de ervas secas longe do fogão em local mais fresco. Jamais seque as plantas no microondas ou no forno convencional.

É importante que você fique atento para a dosagem correta na hora do preparo dos chás.

A qualidade dos remédios vegetais depende do controle rigoroso das quantidades de água e de ervas prescritas nas receitas. Sendo assim, para fazer chás ou outros remédios caseiros é importantíssimo ter uma balança com escala em gramas.

A balança será empregada sempre que precisar pesar folhas, flores ou sementes frescas ou secas.

Lembre-se de que as ervas medicinais são remédios, e seu consumo equivocado é prejudicial à saúde.

A panela mais indicada é a esmaltada pois evita reações químicas com o metal. Se você não tiver panelas esmaltadas, as feitas de vidro também podem servir bem.

Você pode facilmente encontrar plantas medicinais desidratadas com instruções de preparo e dosagem até mesmo em bancas de jornal.

O que são Plantas Medicinais

O que são:

As Plantas Medicinais são todas aquelas que possuem propriedades bio-ativas que ajudam no tratamento de diversas doenças devido ao seu princípio ativo.

Geralmente elas são utilizadas sob a forma de chás ou infusões, que devem ser ingeridos diariamente, embora não exclua a necessidade da toma de medicamentos receitados pelo médico.

É preciso ter cuidado ao consumi-las pois algumas são tóxicas e potencialmente abortivas, como é o caso de alguns tipos de babosa, por exemplo.

Plantas Medicinais para Diabetes

Alguns exemplos de plantas medicinais para diabetes tipo 1 e tipo 2 são:

Poejo: É digestivo e diurético e facilita a perda de peso;
Pata de vaca: Ajuda a controlar os níveis de glicose no sangue;
Carqueja: É anti-diabética.
Para cada meio litro de água fervente acrescente 10 gramas da erva. Tomar 3 xícaras por dia.

Plantas Medicinais para Emagrecer

Alguns exemplos de plantas medicinais para emagrecer são:

Cavalinha: É diurético. Ferver 1 colher de sopa da erva durante 5 minutos em 25o ml de água e tomar 3 vezes ao dia durante 4 semanas;
Oliveira: Rica em fibras, promove a saciedade e melhora o trânsito intestinal. Ferva 1 punhado da erva em 1 litro de água e beba várias vezes ao dia;
Gengibre: Acelera o metabolismo, fazendo o coro gastar mais energia mesmo parado. Deixar em infusão 1 colher de gengibre em 1 litro de água fervente e ir bebendo aos poucos;
Chá mate: Favorece a queima de gorduras. Ferver 1 colher de chá para cada chávena. Beber de 3 a 4 vezes ao dia.
Plantas medicinais para o Fígado

Alguns exemplos de Plantas Medicinais para o fígado são:

Boldo: Favorece o funcionamento do fígado e da vesícula. Deixar em infusão 1/2 colher de chá para cada chávena e tomar a seguir;
Alfazema: Melhora todo o funcionamento digestivo. Deixar em infusão 1/2 colher de chá em 250 ml de água. Beber a seguir.
Acachofra: Melhora o funcionamento do fígado e combate o colesterol. Recomenda-se comer as flores de alcachofra cozida em água e sal.
Plantas Medicinais Abortivas

Alguns exemplos de Plantas Medicinais abortivas são:

Catuaba; Angélica; Jarrinha;
Arnica; Losna; Mata pasto;
Erva de Santa Maria Canela;
Lágrima de Nossa Senhora;
Copaíba; Trombeta; Cravo dos jardins.
Estas plantas não devem ser consumidas durante a gravidez, nem mesmo em pequenas doses, pois são muito tóxicas e podem prejudicar o bebê, levando ao baixo peso ao nascer ou ao parto pré-maturo, por exemplo. Também não devem ser utilizadas durante a amamentação.