Chá e Chás

------------------------

Chá para intestino preso.

O Chá para intestino preso de cáscara-sagrada é uma planta muito poderosa para o combate a males do intestino, principalmente a constipação intestinal, melhor conhecida como prisão de vente.

Vejamos aqui como regular o intestino com Chá para intestino preso a base dessa planta.

Você vai precisar de para fazer o Chá para intestino preso:

Cinco colheres de sopa do pó da casca de Cáscara Sagrada
1 garrafa de vinho branco

Modo de Preparo o Chá para intestino preso:

Coloque o pó da casca de cáscara-sagrada para macerar no vinho durante dez dias. Macerar é um processo que podemos chamar de por de molho a fim de extrair o sabor e deixar mais macio, um alimento, por exemplo. Feito isso, coe o Chá para intestino preso.
Posologia do Chá para intestino preso.

Beba um cálice do Chá para intestino preso antes de se deitar todos os dias, até que seu intestino funcione regularmente.
Precauções do Chá para intestino preso:

O Chá para intestino preso de cáscara Sagrada pode lesar as terminações nervosas do intestino. Interrompa o uso do Chá para intestino preso logo que seu intestino volte a funcionar normalmente.
Grávidas e lactantes também devem evitar o consumo do Chá para intestino preso.

------------------------

COMO FAZER O INTESTINO FUNCIONAR

Os males advindos de se ter o intestino preso são tão comuns que causam alarme. Se o indivíduo não tem uma evacuação regular (uma ou mais vezes por dia), ele pode estar sujeito aos mais variados males, que vão desde a alterações na pele, irritação nervosa, hemorróidas, até apendicite, colite ou, pior ainda, câncer no cólon ou do reto. É pesaroso ver que tantos sofrem deste mal quando três passos tão simples poderiam aliviá-los facilmente destes problemas.

Sugerimos abaixo estas três práticas que, se adotadas, poderão resolver o problema de prisão intestinal.
1) -
Ingerir abundância de líquidos. Se o volume de líquidos da corrente sanguínea estiver insuficiente, o organismo procura reter ao máximo a água da qual dispõe. Assim o indivíduo pode:
- Diminuir sua sudorese prejudicando a adequada eliminação de produtos indesejáveis ao organismo - toxinas.
- Diminuir a quantidade de urina eliminada, retendo assim as impurezas que seriam eliminadas para fora do corpo.
- Reter toda a água que estiver presente no bolo alimentar. Assim as fezes se concentram, endurecem e se tornam extremamente difíceis de serem eliminadas.
É por isso que todos nós necessitamos tomar líquidos em abundância durante o dia, mesmo que não tenhamos sede.


2) -
Comer abundância de fibras vegetais: Por não serem digeridas, estas fibras servem como "vassourinhas" para os intestinos, limpando suas paredes e forçando a evacuação mais regularizada. Os alimentos fibrosos são :
- Cereais integrais (aveia, trigo - grãos e farinha integral - arroz integral, triguilho, etc.) e os preparos e massas feitos com cereais integrais.
- Frutas com bagaço.
- Verduras, especialmente as de fibras mais rígidas. Ex.:escarola, almeirão, brócoli, catalônia, etc.
Obs.: Há alguns alimentos que são especialmente laxantes, são eles:
Farelo de trigo (adicionar a mingaus, sopas, bolachas e pães caseiros, etc.). Usar até 2 colheres de sopa por dia.
Ameixa preta: deixá-las de molho à noite e usá-las em jejum pela manhã.
Sementes de mamão: comer o mamão, engolir antes as sementes ( 2 a 3 colheres de sopa). Você pode mastigá-las ou não. Pode-se também batê-las em vitaminas de frutas, adoçando levemente esta vitamina com mel ou melado.
Sementes de linhaça: deixá-las de molho durante a noite (1 colher de sopa em meio copo de água). De manhã, tomar o líquido amornado. As sementes poderão ser mastigadas ou batidas em liquidificador, prestando-se para adição em vitaminas, mingaus ou panquecas e assados, substituindo em parte o ovo quanto ao efeito de dar liga.
Sene : deixar as folhas de molho durante a noite ( 1 colher de sobremesa por xícara de água) e beber o líquido de manhã, frio ou amornado.
Óleo de oliva puro: tomar uma colher de sopa em jejum de manhã.
Veja também Benefícios do azeite - DICAS DE ALIMENTACAO


3) -
Atender ao intestino assim que ele pedir: A prática de deixar para depois quando o intestino pede é altamente prejudicial: o intestino pode ficar viciado e preguiçoso. Coloque esta mensagem do teu organismo bem alto na lista de suas prioridades - assim que o intestino der um pequeno sinal, atenda-o.
Obs.: É muito benéfico para o bom funcionamento intestinal, a formação de hábito ou costume. Escolha um ou mais horários durante o dia que lhe favorecem e treine o seu intestino a funcionar àquelas horas (especialmente após uma refeição é mais fácil aparecer o desejo de evacuar).
Desfrute então os benefícios de um intestino regularizado
-------------------------

Intestino Preso x Emagrecimento.

INTESTINO PRESO

Intestino preso é queixa de muita gente. Cerca de 70% das mulheres sofrem com esse mal. Mas não são só elas as afetadas, homens também passam pelo problema. E, de fato, a constipação intestinal é razão de desconforto, pois o organismo retém, às vezes por tempo demais, o que deveria ser eliminado.

Muitas dúvidas surgem em relação à freqüência com que devemos ir ao banheiro. Se formos ver do do ponto de vista fisiológico, o ideal é evacuar após cada refeição realizada. Para isso, existe um reflexo chamado de gastro-cólico que faz o individuo ter essa vontade depois de se alimentar. Mas, como estamos presos a fatores sociais, nem sempre essa necessidade fisiológica pode ser atendida. Assim, é muito comum, através de repetidas repressões, perdermos definitivamente esse reflexo, tornando a evacuação mais desencontrada da rotina alimentar em si.

Está aí também a razão pela qual as mulheres se tornam as maiores vítimas da prisão de ventre: elas possuem mais pudores em ir ao banheiro fora de casa. Esse hábito acaba fazendo com que o intestino se torne preguiçoso.

Ir ao banheiro para evacuar diariamente é importante mas não essencial em termos de saúde. Algumas pessoas podem ter o transito intestinal mais lento e ir ao banheiro apenas de dois em dois dias, ou até de três em três, desde que as fezes tenham características normais, de forma e consistência. Sendo assim, nenhuma providencia necessita ser tomada.

Porém, se começarem a ficar ressecadas, mal ligadas (bolinhas separadas), duras e em volumes progressivamente menores, temos aí caracterizada a constipação intestinal. Nesse caso, suas conseqüências deverão ser combatidas.

O uso de laxantes, de maneira orientada e não regular, pode ser de muita ajuda. Mas é importante saber que o abuso pode levar à dependência e criar mais problemas do que soluções. Para enfrentar a prisão de ventre corretamente, é preciso fazer um diagnóstico das causas dessa constipação.

No entanto, a alimentação tem papel fundamental nessa questão, tanto para ajudar na melhora quanto para evitar o quadro. Algumas deficiências no cardápio e de hábitos de vida agravam a constipação, são elas:

- Falta de fibras insolúveis na alimentação – pode estar vinculada à falta de ingestão habitual de frutas e verduras

- Pouca ingestão de água diariamente - recomenda-se um copo de água a cada hora útil do dia

-Falta de exercícios físicos – leva a uma redução da atividade muscular, que está vinculada à respiração abdominal e que funciona como massageador natural dos intestinos.

- Estresse - tumultua o relógio biológico, regulador natural das funções fisiológicas do corpo falta de rotina para reservar um horário do dia para que o intestino funcione.

-------------------------

Azeite para soltar o intestino.

Entre 6 meses e 1 ano, basta uma colher de café. Para crianças acima de 1 ano, a dose é de uma colher de sobremesa de azeite.

• Por que funciona: O óleo não é absorvido pelo intestino e funciona como lubrificante da mucosa intestinal.

• Indicação: Para crianças que já se alimentam com papinhas, normalmente acima dos 6 meses.

• Riscos: O uso prolongado do azeite pode impedir a absorção de nutrientes solúveis em água, como as vitaminas do complexo B, cuja deficiência causa irritações na pele e nas mucosas dos olhos e da boca.

(sobre essa questão de impedir a absorção de certos nutrientes eu não sei nada. Vou pesquisar. Me cobrem! Mas mesmo usado como "remédio", escolha um bom azeite extra-virgem. Se puder ser não filtrado, melhor ainda!)

Gelo e faca sobre batidas para aliviar a dor e impedir a formação de manchas roxas e inchaços

Manda a tradição que se aplique uma compressa de gelo no local da batida. Outra opção é substituir a compressa por uma faca sem corte nem serra, pressionando-a levemente, por alguns minutos, contra o local afetado.

• Por que funciona: É a temperatura do gelo e da faca que faz a diferença. Com a batida, ocorre um sangramento por baixo da pele, causador do popular galo. O frio provoca uma vasoconstrição, impedindo o sangue de se acumular na região.

---------------------------

Intestino saudável ajuda a eliminar barriga.

Diga adeus à prisão de ventre e conquiste a barriga chapada dos seus sonhos

Ir ao banheiro não é exatamente um assunto glamouroso. Mas não ir com certeza é uma roubada, todo mundo concorda. Afinal, o intestino preso não tem esse nome feio à toa: ele provoca desconforto na região do abdômen, faz a barriga inchar e, por causa das toxinas não eliminadas, rouba a vitalidade da pele.

E não é brincadeira: Se não for levado a sério, o problema pode causar doenças graves, como hemorroidas e até câncer de cólon, conta a gastrenterologista Luciana Camargo Lobato, professora adjunta e chefe do setor de Motilidade Digestiva da Escola Paulista de Medicina, em São Paulo (SP).

Isso sem falar de um efeito colateral que pode azedar nosso dia-a-dia: o mau humor! Se você faz parte da multidão dos enfezados (palavra que, originalmente, significava cheio de fezes!) tem de tomar uma atitude. Para que seu intestino funcione legal, vai ter de transformar algumas estratégias em hábitos. De presente, você acaba com o desconforto, ganha uma barriga lisinha e uma pele mais viçosa.

Sem vergonha

Homem também tem, mas intestino preso é um problema muito mais comum entre as mulheres. Pode culpar nosso excesso de discrição. A gente não gosta de usar banheiro coletivo. Dá vergonha, não é? Daí, a gente segura a vontade.

O perigo é que, se isso acontece regularmente, o intestino se adapta à nossa teimosia e passa a esperar um acúmulo cada vez maior de bolo fecal para só então disparar o sinal de que agora é a hora. A solução é escutar os apelos do seu intestino. Você também pode educá-lo para se manifestar todo dia no mesmo horário.

Pode programar o serviço, por exemplo, para a manhã, no conforto da sua casa. Luciana Lobato dá o truque. Faça o seguinte exercício: passe 15 minutos por dia, sempre naquele horário desejado, sentada no vaso, esperando que o intestino funcione, ensina.

Procure se distrair, com uma revista, um livro, enfim, para dar tempo ao seu corpo. Se nos primeiros dias não funcionar, não desanime: reeducar seu organismo demora, mas vai valer a pena.

------------------------------

Cuide bem de seu Intestino.

A obstipação intestinal crônica ou intestino preso é um problema muito freqüente nos dias atuais. Cerca de 20% das pessoas reclamam que não evacuam todos os dias, como seria o normal. Isso traz desconforto abdominal, gases em excesso (flatulência), e ressecamento das fezes, o que por sua vez pode gerar problemas no reto, como fissuras, sangramentos e dores para evacuar.

A alimentação e o ritmo de vida modernos estão contribuindo para o aumento desse problema. Aquilo que é mais fácil e rápido de ingerir não é, definitivamente, o mais saudável. Pão com hambúrguer, frituras, refrigerantes, bata frita, leite e açúcar dominam cada vez mais o cardápio brasileiro.

O aumento de consumidores nas redes de alimentação rápida é diretamente proporcional ao dos pacientes nos consultórios de doenças gastrintestinais.
O tipo mais freqüente de obstipação intestinal é a chamada funcional. Outras causas de obstipação, porém menos freqüentes, são hipotireoidismo, diabetes, doença de chagas, uso de alguns medicamentos como analgésicos, antiácidos à base de cálcio e alumínio, antidepressivos e sais de ferro.

Algumas pessoas crêem que seu problema intestinal seja hereditário. Quando toda uma família tem dificuldade de funcionamento intestinal, o que mais freqüentemente ocorre é todos terem os mesmos hábitos de vida que levam à obstipação.
As principais causas de obstipação funcional são as seguintes:

DIMINUIÇÃO DOS REFLEXOS EVACUATÓRIOS
É importante evacuar de manhã. A milenar Tradicional Medicina Chinesa já considerava isso, antes mesmo de a civilização ocidental se desenvolver. E por uma simples razão: evacuando de manhã, aliviamos nosso metabolismo. Sem desconforto abdominal, conseguimos pensar melhor, atuar melhor, viver melhor.

Normalmente, existem três reflexos evacuatórios cuja função é promover o funcionamento intestinal diário e matinal:
1. O reflexo ortocólico (quando acordamos e ficamos em pé);
2. O reflexo gastrocólico (causado pela chegada do desjejum ao estômago, que se distende e lança o aviso para a medula espinhal, que avisa ao intestino ser hora de funcionar); e
3. O reflexo colocólico ( provocado pela entrada do bolo fecal no ceco).
Os reflexos fisiológicos não passam pelo cérebro. Isto é, o impulso nervoso parte de um órgão, vai até a medula espinhal e volta para outro órgão ou para o mesmo. Porém, conscientemente, o reflexo pode ser inibido. Muitas pessoas estão apressadas, correndo para ir trabalhar ou estudar e suprimem essa vontade.

Quando, dia após dia, ano após ano, esses reflexos deixam de ser atendidos por restrição de tempo, eles se tornam quase imperceptíveis. Quase. Como reflexos fisiológicos, podem ser desenvolvidos novamente. Qualquer um pode, mediante a disciplina, reeducar seu organismo e criar o hábito de evacuar todas as manhãs.

FALTA DE ÁGUA
Os que sofrem de obstipação intestinal, freqüentemente se esquecem de tomar água. Sem água, nada funciona bem, especialmente o intestino e os rins.

SEDENTARISMO
Caminhar também ajuda. O sedentarismo leva à obesidade que leva ao enfraquecimento da musculatura abdominal, diminuindo a força para evacuar.

FALTA DE FIBRAS NA DIETA
A lista a seguir apresenta os principais inimigos do bom funcionamento intestinal:
· leite;
· açúcar e doces (principalmente chocolate);
· farináceos refinados em excesso (pães, bolachas, biscoitos);
· carne vermelha;
· gorduras e frituras;
· batata; e
· arroz branco.
O leite merece destaque (negativo). Embora seja um alimento importantíssimo para o desenvolvimento da criança, freqüentemente os adultos não conseguem digeri-lo adequadamente, ocasionando gases (flatulência) e ressecamento intestinal.
Boa parte das pessoas, durante o desenvolvimento orgânico, deixa de produzir em quantidade suficiente a enzima lactase, que digere o açúcar do leite (lactose). Açúcar não digerido no tubo digestivo fermenta e produz gases.
Quando estudamos zoologia, vemos que nenhum mamífero adulto mama – somente os seres humanos o fazem e também os animais que domesticamos, porque os acostumamos assim.
Bebês alimentados com leite materno dificilmente têm intestino preso. Já aqueles que recebem leite de vaca, especialmente quando não bem diluído em água ou quando acrescidos de farináceos, freqüentemente apresentam fezes ressecadas e cólicas abdominais. As mães devem ouvir o médico pediatra a fim de receber as orientações alimentares mais adequadas. Massagens abdominais, no sentido horário, com óleo de camomila podem ser úteis para aliviar tais cólicas.

Algumas frutas, embora saudáveis de maneira geral, são obstipantes, isto é, prendem o intestino. As principais são a maçã, banana maçã, caju e goiaba.
Os alimentos que favorecem o bom funcionamento intestinal são aqueles ricos em fibras que não são absorvidas, como as verduras (folhas verdes), algumas frutas (laranja, mexerica, manga, mamão, uva, ameixa, figo, abacate), alguns legumes como o brócolis, sementes (linhaça), milho, mel e coalhada natural.

Alguns chás são excelentes estímulos para que o intestino se regule, como o senne (cássia angustifólia), porém com o uso continuado passa a não ter o efeito que tinha inicialmente. É como se o intestino se acostumasse ao chá. Isso também ocorre com a maioria dos medicamentos laxantes e,por isso, estes só devem ser usados transitoriamente e com acompanhamento médico.

O que de fato corrige a obstipação intestinal funcional é a mudança do ritmo de vida, alimentação adequada, água e caminhada diária. Se existirem dúvidas quanto ao tipo da sua obstipação ou se ela não melhorar totalmente com essas medidas você deverá consultar um médico.

Num país, onde se podem produzir tantos alimentos saudáveis, a globalização da alimentação - desrespeitando as características regionais - nos reduz a papa hamburguers de intestino preso e barriga estufada.
A saúde passa ao longe das cadeias de alimentação rápida, desvia da esquina depressa com o sedentarismo e, calmamente, se senta para comer um bom prato de salada de agrião com azeite de oliva, orégano e manga. Está servido?

Um farto hambúrguer e um grande copo de refrigerante têm tudo para garantir a saciedade por algumas horas. Afinal de contas, essa é uma refeição que oferece proteínas, gorduras e carboidratos.Porém, ocorre o contrário quando ingerimos esse tipo de comida, também conhecida como trash.

Apesar de hipercalóricos, os carboidratos presentes nesses alimentos têm alto índice glicêmico, ou seja, logo depois de digeridos elevam rapidamente as taxas de açúcar no sangue.

A ausência de fibras nessa refeição contribui ainda mais para acelerar a liberação de insulina no sangue. Para equilibrar essa situação, o organismo responde com uma queda brusca de glicose (hipoglicemia) e é justamente nessa variação que se dá fraqueza e sensação de fome, com o cérebro comandando que a pessoa volte a comer em menos de uma hora.

Portanto, evite incorporar à sua dieta comida do tipo trash. Afinal, para manter a boa forma e a saúde também são necessários alguns sacrifícios.
------------------------

Constipação Intestinal ou intestino preso

O que é Constipação?
A constipação intestinal, também conhecida como prisão de ventre, é caracterizada por uma diminuição da frequência das evacuações, associada à dificuldade ao evacuar, pois as fezes estão ressecadas e endurecidas, difíceis de serem eliminadas.

A constipação intestinal é geralmente a consequência do reduzido conteúdo de fezes e permanência prolongada do conteúdo fecal no intestino.

Quais são os principais sintomas da constipação intestinal?
Os sintomas mais importantes são a dor provocada pelo esforço excessivo ao evacuar, às vezes, acompanhada de sangramento e sensação de evacuação insatisfatória ou incompleta.

A principal queixa do paciente constipado é o número reduzido de evacuações. É comum pacientes constipados ficarem uma semana sem evacuar. Eventuamente, pode ocorrer a formação de fecaloma (massa de fezes grande, dura e imóvel, que o paciente não consegue eliminar sozinho).

Quais são as consequências da constipação intestinal?
Se a constipação intestinal não for tratada adequadamente, a longo prazo, pode evoluir e gerar novas e grandes complicações para o organismo, como descreveremos abaixo:
Diverticulose: saculações do revestimento interno do intestinl para fora de suas paredes
Hemorróidas: dilatações tortuosas dos vasos sanguíneos da região anal, que podem sangrar, além de causar dor e prurido (coceira), provocadas por fezes ressecadas e esforço exagerado ao evacuar.
Fissuras anais: pequenos cortes na região anal, provoda por fezes ressecadas e esforço ao evacuar, gerando dor, sangramento e ardência ao evacuar.
Câncer do intestino: a constipação intestinal também está relacionada aumento da possibilidade de desenvolver câncer do intestino, devido a redução do trânsito intestinal e consequênte aumento na formação e no contato de substâncias cancerígenas encontradas nas fezes com as paredes do intestino grosso, além da alteração da flora intestinal.
Quais são as principais causas de constipação intestinal?
As duas principais causas do aparecimento e agravamento da constipação intestinal são a baixa ingestão de alimentos ricos em fibras e a baixa ingestão de líquidos. Além delas, podemos considerar a idade avançada, gravidez, obesidade, falta de exercícios físicos e abuso de laxantes. Portanto, ingerir bastante líquido e alimentos ricos em fibras é fundamental para prevenir e tratar a constipação intestinal.

Qual a quantidade de fibra recomendada que devemos ingerir?
Em um adulto é de aproximadamente 0,5g/kg/dia, ou 25 a 30g/dia.

Quais alimentos contém fibras?
Vegetais (legumes, verduras de folha, raízes), Frutas (frescas e secas), leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão-de-bico, fava, soja), cereais integrais (pão, arroz, massas, aveia, lihaça), oleaginosas (noz, avelã, amêndoa), e sementes (gergelim, linhaça e frutas).

Quais alimentos são praticamente isentos de fibras?
Geralmente as proteínas animais (carne, leite, ovos, peixe, queijos), as gorduras (manteiga, óleos em geral, creme de leite), vários tipos de doces e massas com cereais refinados.

As fibras presentes nos alimentos são todas iguais?
As fibras podem ser solúveis e insolúveis. Ambos os tipo estão presentes em quase todos os alimentos que contém fibras, em maior ou menor quantidade. Para o bom funcionamento intestinal, é recomendado a ingestão balanceada de fibras solúveis e insolúveis.

Medicamentos são recomendáveis para suprir as necessidades diárias de fibras?
Sim. Atualmente existem medicamentos compostos de grandes concentrações de fibras 100% vegetais, como por exemplo as fibras originárias da planta Plantago ovata, que contribuem para suprir a carência de fibras da dieta, além de prevenir e tratar de forma natural a constipação intestinal.

Além da constipação intestinal, as fibras podem contribuir de outras formas para saúde?
Sim. Diversos estudos têm demonstrado que além de beneficiarem o tratamento da constipação intestinal, as fibras contribuem também como tratamento auxiliar em outras doenças, como o diabetes tipo 2, hipercolesterolemia (excesso de colesterol no sangue) e em Dietas de Emagrecimento.
No tratamento do diabetes tipo 2 e hipercolesterolemia, as fibras auxiliam retardando o esvaziamento dos açúcares do estômago e reduzindo a absorção das gorduras pelo organismo.
Com relação às Dietas de Emagrecimento, as fibras também têm uma função importante, pois se a fibra for ingerida em grande quantidade nas refeições, pode provocar a sensação de saciedade e diminuir o apetite.

Dicas no preparo dos alimentos
Procure preservar e ingerir alimentos com seu maior teor de fibras. Evite picar os vegetais e legumes em pedaços muito pequenos ou finos. Não retire a casca ou semente dos alimentos. Evite liquidificar alimentos com fibras.

Sete dicas de ouro para tratar e prevenir a constipação intestinal
Mantenha uma alimentação saudável, rica em fibras: frutas, verduras, legumes e cereais
Faça refeições regulares (café da manhã, almoço e jantar) e como devagar, mastigando bem os alimentos.

Evite a ingestão em excesso de alimentos constipantes, tais como: massas com farinhas refinadas, batata, chocolate, chá mate e chá preto.
Beba líquidos em abundância. Inclua em sua dieta muita água e sucos naturais, na quantidade mínima de 2 litros/dia.

Vá ao banheiro sempre que tiver vontade. Deixando para depois, as fezes podem ficar secas e endurecidas, difíceis de serem eliminadas.
Evite o uso abusivo de laxantes. Utilize medicamentos apenas com orientação médica.
Faça exercícios com regularidade. Come caminhando, pedalando ou nadando, no mínimo 3 x/semana. Aumente o tempo do exercício progressivamente, respeitando o seu condicionamento físico.


Chá e Chás

Tudo Sobre Emagrecer Emagrecedor.info