Chá e Chás

------------------------

Chá de urtiga.

O Chá de urtiga é uma planta comum, que no passado foi utilizada pela indústria têxtil. O seu uso na indústria têxtil foi abandonado no princípio do século XX. Hoje, a Urtiga é utilizada como planta medicinal, alimento e fonte de clorofila.

INDICAÇÃO: Chá de urtiga >>> Hemorragias, anemias, ácido úrico, asma, brônquicos, ciática, circulação, depuração do sangue, diabetes, diarréias, próstata, úlcera, reumatismo gotoso, complemento alimentar, como coadjuvante no tratamento de distúrbios urinários. Uso Externo: Irritações e corrimentos.

COMO FAZER o Chá de urtiga: Coloque 1 colher de sopa para um litro de água.
Deixe cozinhar por 3 ou 4 minutos a partir do momento em que se inicia a ebulição, após esse tempo, retire do fogo e deixe repousando, tampada, por 10 minutos. Coe e está pronto para o uso.

COMO BEBER o Chá de urtiga: Tomar de 2 a 3 xícaras ao dia

------------------------

Chá de Urtiga e seus benefícios.

Chá de urtiga Conhecida como uma planta que encostou, queimou e a parte que passa fica muito irritada e ardida. A urtiga queima para se proteger de quem quer destrui-la, isso era o que diziam. Procurando saber mais sobre esta planta, descobri que ela tem propriedades medicinais e o que queima é um ácido que tem nos pelos das folhas.

Chá de urtiga propriedades medicinais são bastante conhecidas. Ela é adstringente, anti-radicais livres, anti-seborréica, anti-séptica, antiescorbútica, antioxidante, bactericida, depurativa, estimulante, hemostática, hipoglicémica, revitalizante, revulsiva, tónica, vasoconstritora, tonificante capilar.

Nome Botânico do Chá de urtiga: Urtica dioica L.
Família: Urticaceae
Parte utilizada do Chá de urtiga: Folhas frescas ou secas e raiz
Histórico: A urtiga é uma planta comum, que no passado foi utilizada pela indústria têxtil. Usada também como planta medicinal e como alimento.

O seu uso na indústria têxtil, foi abandonado no princípio do século XX. Hoje a urtiga é utilizada como planta medicinal, comestível e fonte de clorofila.

Chá de urtiga das folhas encontra-se uma substância histamínica e ácido fórmico. Contém ainda no resto da panta: taninos, mucilagens, vitamina A, C, B2, B5, sais minerais (S, Si, K, Fe, Ca, Na); clorofila, ácidos graxos, fitosterol (ß-sitosterol), carotenóides, flavonóides (glicosídeos da quercetina) e secretina.(fonte:Usinadeletras.com.br)
Indicações do Chá de urtiga: ácido úrico, anemia, asma, brônquicos, buco-faríngeas ( infecções), cabelos (caspa, crescimento, opacos, queda), ciática, complemento alimentar, circulação, cravos, depuração do sangue, diabete, diarreia, digestão, dor reumática, espinhas, ferida, gota, hemorragia, manchas, pele (feridas, irritação pós-sol, queimadura, sardas, tecidos danificados, úlceras), próstata (hiperplasia benigna), problemas urinários, reumatismo gotoso, úlcera, etc..

Contra-indicações e cuidados no uso do Chá de urtiga: gestantes e portadores de edema causado por problemas cardíacos ou renais. Podem ocorrer reacções alérgicas. Por isso, sempre consulte um médico antes de usar este ou outro remédio caseiro com plantas medicinais.
-------------------------

Os benefícios a saúde por trás Urtiga.

Rara é a erva que cresce praticamente despercebida em um campo e ainda se faz visível por contato. Esse é o caso da urtiga (Urtica dioica), considerada uma erva daninha pela maioria, mas agora uma estrela ascendente como um diurético e um tratamento para a hiperplasia prostática benigna.

Urtiga é um membro perene da família da Urticaceae. Ela é encontrada em campos, lugares de resíduos, e matas úmidas. Ambas as folhas e os caules fibrosos são cobertos com pequenos cabelos de sílica que ao serem tocados injetam um conjunto de compostos que causam ardor e irritam a pele, que geralmente dura cerca de uma hora, mas pode persistir por até doze horas em alguns indivíduos.

Usos tradicionais da Urtiga

Se você puder evitar o contato com os pêlos urticantes (usar luvas e mangas compridas, quando for colher as folhas), você vai descobrir que a urtiga é uma planta de muitos usos. As folhas da urtiga são um substituto para o espinafre e quando fervida são usadas para tratar o escorbuto. Elas também proporcionam fibra dietética. A erva seca pode ser polvilhada em saladas, sopas, legumes e outros alimentos para dar um sabor sutil salgado e uma fonte rica em ferro, magnésio, potássio, cálcio, vitaminas A e C e proteínas.

Alguns herbalistas consideram a urtiga um diurético, adstringente, e excelente no tratamento da anemia (devido ao seu alto teor de ferro). Acredita-se também que seja bom para purificar o sangue e estimular o fluxo de leite. Ambas as folhas em pó e o sumo fresco são usados para estancar hemorragia e tomada como um chá para diminuir o fluxo menstrual excessivo, bem como para o tratamento de sangramentos, hemorróidas e diarreia. O chá da urtiga também é considerado bom para estimular a circulação sanguínea e para tratar a acne leve e eczema.

-------------------------

AS URTIGAS.

Urtiga significa em latim nada mais nada menos que a que arde e são conhecidas pelo seu efeito nefasto quando entram em contacto com a pele. As Urtigas crescem em climas temperados ou tropicais e podem ser encontradas facilmente no Mediterrânico e América do Sul.

As suas propriedades são conhecidas desde a antiguidade e por todo o mundo, desde a Grécia antiga até aos povos tribais da América do Sul. Faz assim parte do folclore mundial mas apesar de tudo, na generalidade, ninguém gosta delas.

As urtigas podem ter várias finalidades terapêuticas pois têm minerais e vitaminas como Vitaminas B1, B2, B3, B5, C, K, cálcio, ferro, magnésio, potássio e ainda são ricas em proteínas. São um analgésico, anti-inflamatório e diurético por excelência. Por todo o mundo as urtigas têm sido utilizadas para tratar e prevenir várias doenças através de infusão tónicos e chás. Mas as propriedades das urtigas não se ficam pela medicina natural. Vários laboratórios farmacêuticos já se renderam às propriedades desta planta e usam frequentemente os seus extractos no fabrico de medicamentos e loções.

Recomenda-se para a cura e prevenção de:

Artrite, Reumatismo: Infusão de folhas de urtiga ou chá com mel.

Reumático: existe ainda uma mesinha popular para aliviar as dores que consiste em passar folhas de urtiga pelas articulações doridas. Porém será lógico alertar para o incomodo que a urticaria irá causar.

Problemas respiratórios (asma, rinites, alergias como febre dos fenos): Infusão de folhas de urtiga ou chá com mel.

Hemorragias: Utilizar compressas embebidas em infusão de urtigas.

Doenças da próstata: Chá ou infusão de raiz de Urtigas.

Anemia e Eczema: Ingestão de Sopa de Urtigas, salada de urtigas ou qualquer outro prato que tenha como ingrediente urtigas. (Risoto de Urtigas ; Nhoque Verde de Urtiga ; Urtiga à Milanesa ; Estufado de Urtigas com arroz ; Urtigas com Ricotta).

Queda de cabelo: Já existe no mercado vários sabonetes ou champôs naturais com extractos de urtigas. Se faz o seu champô ou sabonete em casa, basta adicionar-lhe algumas gotas (dependendo da quantidade do sabão e da concentração do extracto).

São ainda utilizadas desde a Grécia antiga como um diurético e laxante e hoje em dia recomendadas como um auxiliar na perda de peso.

A urtiga é ainda conhecida por ser um insecticida natural:

Um molho de urtigas penduradas irão afastar as moscas e uma infusão de urtigas é um excelente insecticida para o seu jardim.

Colher e Preparar as Urtigas:

Apesar de existir a crença que se as colhermos sem respirar os dardos não penetrarão a nossa pele, recomenda-se vivamente a utilização de luvas durante a colheita. (Eu experimentei e resultou mas se alguém se decidir a aventurar a colhe-las sem luvas ficará por sua própria conta e risco).

Depois de colhidas, deve-se esperar 24 horas. Depois deve-se lava-las muito bem em água corrente e ferver as folhas.

Para uso culinário devem-se escolher urtigas sem flor e escolher as folhas mais jovens.

Para as folhas mais jovens e pequenas e as raízes, recomenda-se apenas que sejam lavadas muito bem.

Em caso de contacto com a pele não é aconselhável lavar a zona afectada com água doce. Deve porém lavar a zona com vinagre e aguardar até que o ardor passe. Se for uma zona extensa, pode ainda aplicar compressas.

A dosagem geralmente recomendada é:

Prevenção – 2 a 3 copos de chá ou infusão de urtigas por semana

Cura – 2 a 3 copos de chá ou infusão de urtigas por dia.

As infusões podem ser feitas através de folhas ou raízes. Para o chá é recomendado 2 colheres de chá por cada chávena de água.

Antes de consumir urtigas tenha atenção pois estas não são recomendadas a grávidas, pessoas com problemas cardíacos ou renais e em pessoas mais sensíveis e crianças, podem causar alergias e náuseas.

---------------------------

Chá de urtiga excelente tónico.

O chá de urtiga é um excelente tónico para o sistema urinário, regenera também os tecidos dos rins e alivia os cálculos renais, cistites, incontinência e nefrites. Quando utilizado em grãos, é ideal para os casos de hemodiálise. É ainda um excelente diurético.
Para fazer o chá, coloque numa panela 1 litro de água a ferver e depois adicione 1 colher de sopa de urtiga em infusão, durante 15 minutos. Coar e beber 2 a 3 chávenas de chá por dia, quente ou frio

Chá de urtiga como drenante

A urtiga é uma planta que tem uma acção drenante, ajuda o nosso corpo a funcionar melhor e favorece os efeitos de numa dieta alimentar.
Ela também tem uma acção depurativa por excelência, activa as secreções digestivos, o estômago, fígado, pâncreas e intestinos. Diminui o ácido urico, láctico e outros resíduos tóxicos para o nosso organismo. O facto de ter um elevado teor de hormonas vegetais e vitaminas, favorece as trocas metabólicas. Pode tomar 2 a 3 chávenas por dia.

Há muitas pessoas que têm problemas de saúde e têm este remédio à mão, as urtigas, mas que as arrancam e deitam fora, continuando a sofrer.
Também há pessoas esclarecidas que não desprezam (nem dispensam) um esparregadinho de urtigas ou, simplesmente, juntá-las na sopa.
As urtigas têm má fama e são chatas de manipular porque provocam irritação na pele, ao contacto. Mas esse efeito desaparece quando cozidas (que é a forma mais comum de serem usadas). Usando luvas já não há problema.

Vejamos os benefícios que se podem colher do consumo de urtigas.

Propriedades medicinais:

Adstringente, anti radicais livres, anti-seborreica, anti anémica, anti séptica, anti escorbútica, antioxidante, bactericida, depurativa, estimulante, hemostática, hipoglicemiante, revitalizante, revulsiva, tónica, vasoconstritora, tonificante capilar e das unhas.
As urtigas são muito usadas, em fitoterapia, para tratamento de TODOS os problemas de pele e não só.

Indicações: Anemia, asma, afecções brônquicas (dos brônquios), infecções da boca e faringe, caspa, queda e crescimento dos cabelos, brilho (vida) dos cabelos e pele, eczema, cravos, espinhas, feridas, sardas (pano), úlceras da pele, manchas, queimaduras solares e outras, outras erupções cutâneas, ácido úrico, ciática, gota, reumatismo (dor do), problemas sanguíneos: de circulação e outros, depurativa do sangue, anti hemorrágica, diarreia, diabetes, problemas digestivos, úlceras do aparelho digestivo, prostatites (hiperplasia benigna), problemas das vias urinárias…

As urtigas podem ser usadas para fazer esparregado, na sopa, ou simplesmente cozidas. Também se podem deixar secar, triturar e juntar na alimentação ou para fazer um chá, fervendo um pouco e tomando sem coar.
A dose média, para tratamento, é de cerca de 6 a 10 gr por dia, quando se usam urtigas secas.
Se as urtigas forem frescas podem exceder-se as 100 gr diárias.

As urtigas são referidas como sendo contra indicadas para grávidas e pessoas com edemas de origem cardíaca ou devidos a problemas renais (dos rins)…
E, obviamente, se houver intolerância gástrica que se manifesta através de náuseas e vómitos.

Usar água de urtigas para combater os pulgões das plantas: colocar 100 gr de urtigas frescas, ou 20 gr de urtigas secas em um litro de água e mexer de vez em quando. Borrifar as plantas com essa água passados dois dias.
Portanto, podem me mandar "às urtigas" (com luvas) que eu não me importo.

------------------------------

chá de urtiga para aumentar a concentração.

Beber 3 xícaras de chá de urtiga por dia ajuda a aumentar a concentração além de melhorar a capacidade de desintoxicação do organismo.

Para fazer uma xícara deste chá de urtiga, coloque duas folhas de urtiga e uma colher de sopa de suco de limão em 250 ml de água quente a 80ºC. Abafe com um pires durante 7 minutos e o chá está pronto para ser ingerido.

A urtiga deve ser sempre manipulada com luvas e nunca deve ser ingerida crua.

O chá de urtiga é um excelente purificador e diurético que ajuda a filtrar toxinas do sangue, regulando o equilíbrio do pH do corpo.

Este chá é especialmente indicado durante o processo de emagrecimento, porque ajuda os rins a eliminar os ácidos que são produzidos como resultado da queima da gordura.
------------------------

Composição e Propriedades da urtiga

Os elementos ativos conhecidos até agora são: ferro, clorofila, lecitina, tanino, ou glicósido ainda não identificado, uma secretina semelhante à do espinafre, ácido fórmico, mucina, cera, caroteno, vitamina A e numerosos minerais, especialmente cálcio, ácido salícico, magnésio e manganês. Segundo F. Fluri o ardor é devido a uma substância análoga ao ácido resinoso e não a um corpo albuminoso.

A urtiga produz um efeito diurético parecido com o do chá preto, embora inferior.

A secretina atua como excitante do estômago, do intestino, do pâncreas e da vesícula. Com o aumento das secreções dos sucos digestivos efetua-se simultaneamente uma excitação do movimento intestinal.

O teor da urtiga em compostos orgânicos de ferro e em clorofila capacita-a para incitar a renovação do sangue, aumentando a hemoglobina e os glóbulos vermelhos. A eficácia é análoga à do sumo de espinafres.

Tal como acontece com as folhas de arando, também a urtiga influi favoravelmente no metabolismo do açúcar nos diabéticos, que podem poupar injeções de insulina mediante este específico natural. Naturalmente, o efeito deve ser controlado por um médico, em cada caso.

Também parece comprovarem-se propriedades anti-hemorrágicas, devidas provavelmente à presença de tanino.

O efeito adstringente das urtigas faz-se notar numa série de doenças disentéricas. Mas, em contrapartida, podem facilmente constituir um laxante, de modo que se torna lícito falar da sua capacidade como elemento normalizador do intestino.
Consegue-se uma forte circulação do sangue pela pele e pelas regiões orgânicas internas golpeando o corpo com urtigas (a «urticação» dos antigos). Este aumento da circulação atua favoravelmente nos mais diversos processos reumáticos, musculares e arteriais.

Aplicações Como Planta Medicinal -- A infusão de urtigas obtida fazendo cozer durante cinco minutos folhas trituradas com 200 ml de água, que se beberá três vezes por dia, é indicada nas cólicas nefríticas com expulsão de areia e cálculos, falhas cardíacas com congestão, inflamação renal, icterícia, cólica intestinal, espasmos gástricos, catarros gastrintestinais e pobreza de sangue (anemia). Deve preferir-se o suco cru nos casos de hematúria, escarros sanguíneos, hematêmeses, regras excessivas e muito freqüentes, e hemorragias hemorroidais, consultando sempre o médico. Nas doenças metabólicas, como o diabetes, serve de reforço, e no reumatismo ou gota serve de remédio de uso externo (urticação).

Emprego Como Salada -- As urtigas não só têm sabor como os espinafres, como também se preparam da mesma maneira. Mas, na medida do possível, só devemos empregar folhas e rebentos tenros. Como há abundância por toda a parte, temos de ser exigentes. Podem misturar-se também com acelgas ou espinafres, conseguindo-se assim diferentes sabores. Cozem-se primeiramente as folhas inteiras em água com sal até que fiquem brandas; seguidamente, esmagam-se e cortam-se aos pedacinhos. Prepara-se depois farinha torrada e manteiga, a que se adicionam cebolas picadas muito finas e as urtigas, com adição de leite e água. Tudo isto vai ao fogo durante quinze minutos. Quem preferir renunciar à farinha torrada, tem de misturar as verduras acrescentando batatas raladas, cruas.

Procede-se da mesma maneira para preparar a sopa de urtigas. Cozem-se folhas tenras de urtigas, em água salgada até as amolecer; cortam-se depois em pequenos pedaços; engrossam-se com manteiga, molham-se com água quente e engrossam-se novamente comfarinha, e cozem-se definitivamente, depois de acrescentar borragem, endro e pedaços de batatas.

Salada de urtigas: as folhas e os talos tenros podem apresentar-se muito bem como salada; acrescentam-se em partes iguais dentes-de-leão, azedas e mil-em-rama, obtendo-se uma salada de grande capacidade como meio depurador do sangue.

As folhas da urtiga não contêm grande força nem sabor de especiaria; empregam-se, porém, como condimento pelo seu efeito excitante sobre as glândulas dos órgãos digestivos, cortando-as em pequenos pedaços para saladas, pratos vegetais silvestres, sopas de legumes, purês de batatas, quando não se quiser consumi-ias como alimento principal de salada ou guisados de legumes.

Outras Aplicações -- É muito conhecido o excelente efeito das tinturas de urtigas contra a caspa e a queda do cabelo. Prepara-se a tintura da seguinte maneira: coze-se um litro de água com meio litro de vinagre e 250 g de raízes de urtiga, finamente picadas, durante meia hora. Seguidamente, filtra-se o líquido. Com esta tintura lava-se a cabeça uma vez por semanal esfregando-se depois com azeite de oliveira puro.

As urtigas servem de matéria prévia barata para a obtenção industrial de clorofila com objetivos farmacêuticos e para a coloração de conservas.
------------------------

Urtiga ou Urtiga-maior.

SINÓNIMOS: Urtiga-maior
PARTES USADAS: Utilizam-se as folhas e a raiz da planta. Os principais ingredientes activos existentes nas folhas são os flavonóides, seguidos pela vitamina C, a provitamina A, o ácido fólico, o ferro, o potássio e a amina. As raízes contêm taninos e uma quantidade significativa de Beta-sitosterol.

EFEITOS MEDICINAIS: A vitamina C e a provitamina A fortalecem o sistema imunológico. O ácido fólico e o ferro desempenham um papel muito importante no tratamento de hematopoiese. O potássio tem efeitos diuréticos. O Beta-sitosterol é usado para tratar de tumores benignos da próstata.

APLICAÇÕES: O chá de urtiga é um favorito para desintoxicações porque deixa os rins limpos de sais, areias e pedras. Fortalece o sistema imunitário e tem um efeito hematopaiético. O chá ( ou feito de mistura contendo urtiga juntamente com outros ingredientes) é também usado para o reumatismo. Afirma-se que esfregar o couro cabeludo com chá frio de raízes de urtiga ajuda a eliminar a caspa e o cabelo quebradiço e sem brilho. Os banhos reforçam o aporte vitamínico. Além disso, o consumo regular de chá de raiz de urtiga tem fama de restringir o desenvolvimento do tumor benigno da próstata. Contudo, esta será uma questão a ser debatida com o seu urologista.

CHÁ: Deite 1 chávena de água a ferver sobre 1 colher de chá de folhas secas de urtiga. Deixe em infusão durante dez minutos e em seguida coe. Beba 3 a 4 chávenas durante o dia. Um regime de toma de chá deverá durar pelo menos quatro semanas ( não mais que oito) e deverá consistir em seguida cerca de 0,5 l de chá de urtiga por dia.

FOLHAS DE URTIGA COMO INGREDIENTE PARA SALADAS: Na primavera adicione folhas jovens e frescas de urtiga ás de alface.
TÓNICO CAPILAR: Freva 225 gramas de raiz picada em aproximadamente 0,5 l de água e 2 chávenas de vinagre durante meia hora. Esfregue com este preparado o couro cabeludo, uma vez por semana.

BANHOS: Deite cerca de 0,5 l de água sobre um punhado de urtigas, deixe levantar fervura e coza em lume brando durante dois a três minutos. Deixe em infusão durante quinze minutos, coe e adicione este líquido à água do banho ou use para lavagens.
------------------------------


Chá e Chás

Tudo Sobre Emagrecer Emagrecedor.info