Chá de sucupira Semente

O Chá de sucupira é muito benéfica a saúde, e pode ser utilizada inclusive para se fazer chá. O Chá de sucupira, segundo contam, é excelente para dores ósseas, hérnia de disco, bicos de papagaio e artrites.

O Chá de sucupira é muito eficiente para quem deseja ter uma vida saudável. É um fruto tipo legume alado, com uma única semente protegida por cápsula fibrosa e envolta em substância oleosa numa estrutura esponjosa.

Conheça os Benefícios do Chá de sucupira.

O Chá de sucupira, também é utilizada como energético, anti-sifilítico, contém alcalóides empregados no tratamento de febres, reumatismo, artrite, inflamações, dermatoses.

Se tomar Chá de sucupira diariamente, a pessoa está proporcionando ao seu corpo um tratamento contínuo contra as dores, um alívio que promete trazer resultados positivos para o bem-estar físico.

Como fazer Chá de sucupira:

Ingredientes:

3 litros de água

12 sementes sucupira quebradas

Preparação do Chá de sucupira:

1-Ferva a água num recipiente e depois acrescente as 12 sementes de sucupira quebradas.

2- Depois de ferver, baixe o lume, e desligue.

3- Abafe a infusão com uma tampa e espere esfriar.

Beba 1, 5 l do Chá de sucupira por dia. A semente de sucupira é encontrada a venda nas melhores farmácias e lojas especializadas em produtos naturais, seu consumo vai aliviar as dores relacionadas à articulação e fortalecer a musculatura.

As sementes são sempre benéficas e podem ser utilizadas sem restrições. Se você quer uma saúde saudável, acrescentes as sementes de sucupira a sua alimentação.

Chá de semente de sucupira Receita

O chá de Sucupira, segundo contam, é excelente para dores ósseas, hérnia de disco, bicos de papagaio, e artrites. Aqui veremos uma receita dada pelo ator Juca de Oliveira sobre seu próprio caso de artrite (veja o vídeo) em uma entrevista ao Jô Soares. A apresentadora Ana Maria Braga já deu esta receita em seu programa também.

Você vai precisar para fazer chá de Sucupira:

12 sementes de sucupira
3 litros de água
Modo de Preparo:

Primeiramente, soque as sementes de sucupira em um pilão até que a resina interna da sementes esteja a mostra. Feito isso, ferva a água e coloque as sementes macetadas por 90 segundos (um minuto e meio) então apague o fogo. Tampe o caldeirão e deixe esfriar.

Posologia

Beba bastante durante o dia, cerca de um litro e meio durante o dia

Observações

A resina da semente de sucupira ficará depositada no caldeirão, de forma que ele não poderá mais ser utilizado para outros fins. Segundo a leitora Tânia, a vasilha pode ser limpa esfregando uma esponja ou bucha de lavar panelas com óleo.

Chá de Sucupira -2

ingredientes

12 sementes de sucupira quebradas (para liberar o óleo aromático)
3 litros de água
modo de preparo

1- Numa panela em fogo médio ferva 3 litros de água

2- Assim que ferver jogue 12 sementes de sucupira quebradas. A fervura vai abaixar. Assim que voltar a ferver conte 1 minuto e meio e desligue o fogo. Tampe a panela e espere esfriar. Retire as sementes e até 1,5 litro por dia.

O chá de Sucupira é recomendável para tratamento de doenças ósseas, artrite, artrose, reumatismo, úlceras, dermatoses, reumatismo agudo, antidiabético.

SEMENTE DE SUCUPIRA TEM EFICÁCIA COMPROVADA

Pesquisas na UNICAMP, comprovam os benefícios da sucupira como antiinflamotório e inibidor de tumores humanos.

Produto a cada dia mais procurado e recebendo apoio da mídia. Jô Soares entrevista Juca de Oliveira que faz importantes revelações. Ana Maria Braga em seu programa, também passou receitas e fez o chá das sementes de sucupira ao vivo, tendo antes a precaução de consultar fontes confiáveis, proporcionando assim, maior credibilidade aos seus fiéis telespectadores.

Atenção:
No livro A Saúde Brota da Natureza do Prof. Jaime Brüning, encontramos uma citação afirmando que a sucupira deve ser evitada nas pressões altas.

Assim, alertamos aos consumidores hipertensos interessados na sucupira, para que iniciem o tratamento com dosagens mínimas, fazendo uma minuciosa auto-avaliação, aumento o consumo de forma gradativa até chegar a dosagem divulgada. No entanto, nossa experiência com muitos anos de comercialização deste produto, mostrou que são raríssimos os consumidores que perceberam alterações comprometedoras, consumindo a sucupira seguindo a nossa orientação.

Ciência:
1) SUCUPIRA-BRANCA PTERODON EMARGINATUS
AVALIAÇÃO FITOQUÍMICA DAS SEMENTES DE SUCUPIRA-BRANCA PTERODON EMARGINATUS. 1Dutra, R. C. ;2PIMENTA, D. S. ;3BARBOSA, N. R. ; 1, 3 Toxicologia, UFJF; 2Botânica, UFJF;

Objetivos:
O objetivo do presente trabalho foi realizar um estudo fitoquímico e determinar a constituição química do óleo essencial das sementes de Pterodon emarginatus, espécie conhecida popularmente por sucupira-branca, leguminosa de ampla dispersão pelo Brasil, ocorrendo desde o Pará até São Paulo, utilizada, como anti-reumático.

Métodos e Resultados:
As sementes foram coletadas no município de Belo Horizonte - MG, sendo depositadas na coleção de sementes (sementeca) do Herbário CESJ sob n° 46813. As sementes foram analisadas de acordo com os métodos para a verificação de substâncias ativas como: flavonóides (AlCl3, Shinoda, ácido bórico e NaOH), leucoantocianidinas, cumarinas (KOH + UV), taninos (FeCl3, alcalóides e gelatina), antraquinonas (Reação de Borntraeger), triterpenos/esteróides (Reação de Lieberman-Buchard), lactonas sesquiterpênicas (Reação de Kedde), saponinas (índice de espuma), alcalóides (Reação de Dragendorff) e óleo essencial, este foi submetido à análise por cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas.

As cinzas totais foram determinadas por incineração em mufla e a umidade por um sistema de infravermelho. Resultados: Os teores de cinzas totais e umidade para as sementes de P. emarginatus foram, respectivamente, de 0,64% e 3,09%. Detectou-se nas sementes de sucupira-branca a presença de flavonóides, cumarinas, saponinas, triterpenos/esteróides e óleo essencial (1,4 mL). A análise do óleo essencial demonstrou como constituintes majoritários: bicicloelemeno (4,73%); β-elemeno (15,35%); β-cariofileno (35,89%); α-humuleno (6,83%); germacreno-D (9,83%); biciclogermacreno (5,48%); espatulenol (5,90%) e farnesol (4,89%).

Conclusão:
O estudo fitoquímico e a análise do óleo essencial das sementes de P. emarginatus são promissores podendo conduzir ao doseamento ou isolamento de novos tipos estruturais com possível atividade farmacológica dentro do previsto pela medicina popular.

Propriedades e Benefícios do chá de Sucupira

Sucupira: Propriedades, Indicações e Benefícios da Sucupira
A Sucupira possui ação anticancerígina, além de ser um ótimo tônico. A planta é utilizada no combate ao excesso de ácido úrico do corpo, amigdalite, artrite, asma, blenorragia, cistos ovarianos e no útero, debilidade orgânica, dermatoses, diabetes, dor de garganta, dores espasmódicas, feridas, hemorragias, inflamações, reumatismo, sífilis e vermes.
O óleo volátil retirado da casca e das sementes, além de ser aromático, é muito utilizado no tratamento de reumatismo. Os tubérculos ou nódulos da raiz, também conhecidos como Batatas-de-Sucupira, são utilizados no controle do diabetes. Um estudo publicado também concluiu que os óleos essenciais das sementes de sucupira são úteis no combate de tumores de próstata.
Estudos comprovaram que as sementes de Sucupira da espécie Pterodon emarginatus possuem flavonóides, cumarinas, saponinas, triterpenos, esteróides e óleo essencial. No óleo da semente é encontrado elementos como o beta-cariofileno, substância química com atividade anti-inflamatória antibiótica, antioxidante, anti-carcinogênico e anestésico local, o que comprova as propriedades medicinais da Sucupira.

Como Fazer o Chá de Semente de Sucupira

Para fazer o chá da semente de Sucupira, deve-se partir as as sementes da Sucupira em cerca de quatro pedaços. Após ferver um litro de água por cerca de dez minutos, cinco sementes de Sucupira devem ser mergulhadas por um minuto na água quente. Deixar as sementes fervendo por cerca de dois minutos fortalecerá o chá, o que o tornará recomendado para casos de dores persistentes. Após ferver as sementes com a água, o chá medicinal deve ser esfriado e conservado na geladeira para consumo nos duas subsequentes.

Outra forma de preparar o chá da Sucupira consiste em ferver por cerca de 10 minutos em cerca de um litro de água alguns pedaços da semente ou casca.
O chá deve ser tomado com intervalos de algumas horas, intercalados com o consumo de água. A recomendação é de que o chá seja tomado preferencialmente fresco. O chá pode ser utilizado no tratamento de dores, vez que possui efeito analgésico e anti-inflamatório.

A Tintura e o Extrato de Sucupira

A tintura de Sucupira é preparada através de seus frutos e usada na forma diluída, em mínimas quantidades, de 3 a 5 vezes ao dia.

O extrato de Sucupira é normalmente vendido em cápsulas. O uso é indicado principalmente para casos de dor de garganta.

O extrato também é utilizado para o tratamento de artrite, artrose, gota e reumatismo, além de aliviar dores nas costas e joelhos.
Sucupira: Efeitos Colaterais e Contra-Indicações
A Sucupira é considerada uma planta muito segura para o consumo e não possui contra-indicações.

No entanto, algumas pessoas recomendam que o chá de Sucupira seja consumido por até quinze dias consecutivos, retomando seu uso após descansar por outros quinze dias, para que ocorra um equilíbrio no sistema endócrino.

No entanto, não há suficientes estudos publicados correlacionados aos efeitos colaterais da Sucupira. Também não foi encontrada nenhuma contra-indicação quanto ao uso contínuo do extrato ou da tintura de Sucupira.
Curiosidades
A Sucupira (Pterodon emarginatus) é uma árvore rústica com floração azulada, ocorre no cerrado e na faixa de transição para a Mata Atlântica, nos estados de Minas Gerais, Mato Grosso, Tocantins, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul.

É uma árvore de porte médio. Sempre foi muito utilizada por tribos indígenas brasileiras, como é o caso da tribo Pataxós, incidente na região onde ocorre a Sucupira. Sua madeira é nobre e muito utilizada na fabricação de pisos e móveis. O fruto só possui uma semente.

Receita Chá de Sucupira

Pegar 4 sementes de sucupira para cada litro de água.

Amassar a semente num lugar firme, pois a mesma é muito dura de ser quebrada. Também pode ser usado um alicate para abrir a semente, pois em seu interior que está a resina poderosíssima.

Num caldeirão colocar a quantidade desejada de água (é indicado fazer 3 litros de uma vez, pois o chá deve ser tomado em abundância, com isso seriam 12 sementes.)

As sementes amassadas e abertas, devem ser colocadas no caldeirão quando estiver fervendo. Imediatamente após serem colocadas, a fervura diminuirá um pouco. Voltando a fervura, conte 1 minuto e 30 segundos. Após os 1 minuto e 30 segundos, apagar fogo e tampar a panela.

À medida que o chá for esfriando, já pode ser tomado.

Deve ser ingerido como água. 1 litro e meio por dia.

Atenção

A panela a ser usada, provavelmente ficará inutilizada após a fervura, isso porque a semente libera uma resina que adere a panela. Essa mesma resina que trará os benefícios no chá.

Benefícios da Sucupira para Artrite e Artrose

A sucupira é uma planta medicinal da família das Fabaceae, também conhecida como Cutiúba, Supupina-do-campo, Sicupira, Sicupira-do-cerrado, Sicupira-açu ou Sicupira-parda, muito utilizada para fazer remédios caseiros para aliviar a dor em vários locais do corpo, além de tratar a inflamação nas articulações.

O nome científico da sucupira é Pterodon emarginatus e as suas sementes podem ser compradas em alguns mercados e supermercados. Além disso, a sucupira também pode ser encontrada sob a forma de cápsulas em lojas de produtos naturais ou farmácias de manipulação.

Para que serve

A sucupira ajuda a diminuir a inflamação nas articulações e, por isso, é utilizada para tratar artrite, artrose, reumatismo e artrite reumatoide. Por aliviar a dor, o chá de sucupira pode ainda ser utilizado para diminuir o desconforto causado por problemas como excesso de ácido úrico, amigdalite, dor de garanta, feridas, cisto no útero, inflamações e sífilis. Em alguns casos, este chá pode ainda ajudar a aliviar a dor e desconforto constante provocado pelo tratamento de câncer com quimioterapia.
Propriedades medicinais

As principais propriedades da sucupira incluem sua ação analgésica, anti-inflamatória, antirreumática e antioxidante. Além disso as sementes de sucupira tem ação antitumoral, especialmente indicada para o câncer de próstata.
Como usar a sucupira

A sucupira pode ser encontrada em forma de chá, cápsulas e óleo. E pode ser usada da seguinte forma:

Chá de sementes de sucupira: Lave 4 sementes de sucupira e quebre-as utilizando um martelo de cozinha. Depois ferva as sementes quebradas juntamente com 1 litro de água por 10 minutos, coe e beba ao longo do dia.
Cápsulas de sucupira: tomar de 2 cápsulas ao dia para um melhor efeito. Saiba quando o uso das cápsulas é mais indicado.

Se optar por fazer o chá, deve utilizar uma panela apenas para esse efeito porque o óleo liberado pelas sementes da planta fica grudado nas paredes da panela, sendo difícil de eliminar completamente.

Quais os efeitos secundários

A sucupira não tem efeitos colaterais, sendo bem tolerada

Sucupira pode ter ação analgésica e anti-inflamatória

Planta pode contribuir em casos de artrite, gota e doenças músculoesqueléticas

A sucupira (Pterodon emarginatus) é uma árvore que faz parte da vegetação do cerrado brasileiro. Todas as partes da planta são utilizadas na medicina popular, desde a raiz até as folhas, sob a forma de infusão ou decocção.
Nutrientes da sucupira

Cada parte da planta de sucupira apresenta diferentes compostos bioativos. Pesquisas mostram a presença de alcaloides na casca e folhas, isoflavonas e alguns triterpenos na semente e nos frutos.

Os alcaloides se destacam pela ação antimicrobiana e antiparasitária. Já as isoflavonas têm atividade neuroprotetora, anticâncer e contra acidente cardiovascular, derivado de sua capacidade antioxidante. Os triterpenos têm atividade antiinflmatória, antioxidante, antiartrítica, antidiabética, cardioprotetora, antiproliferativa, quimioprotetora e citoprotetora.

Benefícios em estudo da sucupira

Ação analgésica: Estudos realizados em camundongos apontam que o extrato de sucupira pode ter efeitos analgésicos. Segundo uma pesquisa publicada na Revista Brasileira de Plantas Medicinais, os mecanismos dos efeitos analgésicos permanecem desconhecidos, porém pode-se induzir que a presença dos flavonoides diminui a produção de prostaglandinas responsáveis pela dor.

Diminui a inflamação muscular: Há muito tempo esta espécie vegetal vem sendo frequentemente utilizada pela medicina popular para tratamento de artrite, gota e doenças músculo esqueléticas. Estudos mostram que o extrato de sucupira pode diminuir a inflamação muscular, induzida por processos oxidativos como a artrite. Porém, os estudos publicados não são realizados em humanos. Então, não podemos afirmar que essa ação não teria efeitos deletérios também ao organismo de quem faz uso deste fruto.

Estudos de 1967 já mostravam que os frutos podiam ser usados para o tratamento de dores musculares, torções, artrite e artrose, apresentando ação anti-inflamatória e analgésica. Um estudo em ratos mostrou que a administração de extrato hidroalcoólico de sucupira é benéfica devido a presença de diterpenos no óleo da semente. É importante salientar que o tratamento com a sucupira não impediu a evolução da doença, mas reduziu significativamente a sua gravidade nos animais testados.

Bom contra as úlceras: O óleo essencial da semente mostrou proteção significativa contra úlceras gástricas em pesquisas realizadas em animais. O óleo essencial levou a uma redução no volume de exsudato e maior influxo de neutrófilos, células de defesa. Desse modo, demonstrou que a sucupira pode exercer efeito antiúlcera e anti-inflamatório, podendo ser mais estudado como opção terapêutica para o tratamento de úlceras gástricas e doenças inflamatórias. Porém, mais estudos precisam ser realizados em humanos a fim de analisar possíveis efeitos colaterais e segurança de uso.

Sucupira e o câncer

Não existem muitos estudos mostrando a ação anticancerígena da sucupira. Estudo publicado em 2013 mostrou que o óxido de etileno obtido a partir da semente da sucupira apresentam atividade citotóxica em células cancerosas em animais. Ou seja, a composição química do óxido de etileno pode a atuar parcialmente na morte celular. Porém, mais estudos são necessários para comprovar o efeito e a utilização da sucupira para estes casos.
Quantidade recomendada

Não existe uma quantidade de sucupira definida que seja recomendada. É importante seguir as orientações de um nutricionista ou médico sobre o quanto consumir da sucupira.
Como consumir a sucupira

A sucupira pode ser consumida de diferentes maneiras, são ela

Chá: constituído por partes de vegetais, inteiras, fragmentadas ou moídas das folhas de plantas. Ele pode ser feito por infusão ou decocção em água potável.