Chá e Chás

------------------------

Chá de salsa como um diurético.

Como fazer chá de salsa como um diurético
Retenção de água pode ser causada por várias razões, mas a solução para o problema não deve incluir produtos fortes ou químicos.

O chá de salsa---variedade de salsa de jardim---pode ser usada para fazer um chá de salsa que promove a produção de urina pelos rins, agindo como um diurético natural mas eficaz.

O chá de salsa não apenas ajuda a reduzir a retenção de água, como também é rica em vitaminas A e C e possui alto teor de beta-caroteno. Além disto, o chá é bem fácil de preparar.

Instruções do chá de salsa

O que você precisa para fazer o chá de salsa?
¼ de xícara de salsa fresca (ou duas colheres de chá de salsa seca)
Panela ou chaleira
1 xícara de água
Peneira
Xícara e pires ou caneca
1
Lave e seque a salsa fresca. Corte-a, se desejar, ou deixe-a inteira.

2
Ferva uma xícara de água em uma panela ou em uma chaleira.

3
Despeje a água fervendo sobre a salsa fresca ou seca.

4
Cubra-a e deixe-a absorver por aproximadamente cinco minutos.

5
Retire as folhas da salsa do líquido usando uma peneira. Despeje em uma xícara de chá ou caneca e beba.

 

UTILIZAÇÃO - do chá de salsa.
- Minimização dos sintomas da menstruação (dor de cabeça, nos lombos e região uterina).

INGREDIENTES para mais uma chá de salsa
- 20 g da salsa inteira (folhas e talos)
- 1 litro de àgua

PREPARAÇÃO do chá de salsa

- Ferva a água e quando esta estiver a ponto de ebulir, desligue o fogo e acrescente a salsa. Deixe descansar por dez minutos.

POSOLOGIA do chá de salsa

- Beber o chá 3 vezes ao dia.

------------------------

Chá de salsa para emagrecer.

O chá de salsa é um ótimo remédio caseiro para emagrecer, pois seus talos são potentes diuréticos. Para preparar este remédio caseiro são necessários os seguintes ingredientes: 1 colher (sopa) de salsa picada e 1 xícara de água.

Preparar este remédio caseiro é muito fácil, basta adicionar a colher de salsa na água fervente e abafar a xícara por aproximadamente 8 minutos. Se tiver fios de cabelo de milho , adicione no chá, pois eles também são ótimos diuréticos.

O indivíduo que deseja emagrecer deve beber pelo menos 2 xícaras do chá de salsa diariamente.

A salsa, de nome científico Petroselinum crispum além de ser um ótimo tempero, proporciona inúmeros benefícios a saúde, atuando no combate de doenças como anemia, artrite e câncer.
-------------------------

Emagrecer com Chá de salsa.

Emagrecer com salsa é possível, basta beber o chá dessa planta diariamente. Para preparar o chá de salsa é preciso 4 colheres de sopa de salsa, meio litro de água fervente e 1 limão.

Adicione a salsa na água fervente, e deixe a solução descansar por 10 minutos. Retire as folhas e pingue 3 gotas de limão. Beba o chá após as refeições, durante 2 semanas.

A salsa, de nome científico Petroselinum crispum, é indicada para indivíduos que querem emagrecer, pois possui propriedades diuréticas. Além de emagrecer, a salsa proporciona outros benefícios a saúde, como controlar o açúcar no sangue e aliviar inflamações no fígado.

Benefícios da salsa

O consumo regular de salsa tem muitos benefícios para a saúde.
Em Portugal a salsa é muito utilizada na culinária em pratos típicos como bacalhau à Gomes de Sá, no famoso arroz seco, bolinhos de bacalhau, pataniscas, peixe grelhado, etc. A verdade é que as pessoas usam e abusam da salsa, mas muitas não imaginam o potencial desta erva aromática. Ela é excelente para inflamações do fígado e baço, é depurativa, controla o açúcar em diabéticos e a sua infusão combate a flatulência, gases, acidez no estômago, alivia dores menstruais e mastigada elimina o mau hálito.

Salsa é altamente nutritiva

Salsa é fácil de crescer em quase qualquer canto do jardim ou um vaso de flores. Salsa prefere ser plantada em terra úmida, rica em húmus e sombra parcial.

Salsa é uma erva medicinal incrível, é deliciosa para o paladar e agradável para o estômago. É uma planta muito versátil que ajuda o corpo a recuperar a saúde. A raiz contém cálcio, vitaminas do complexo B, e ferro, todos os quais alimentam as glândulas que ajudam a regular a absorção de cálcio. É uma fonte e tanto de magnésio e cálcio, e especialmente de potássio. Salsa é rica em vitamina A, beta-caroteno e vitamina C.

Tradicionalmente a salsa tem sido utilizada para ajudar no congestionamento e inflamação dos rins e bexiga, pedra nos rins e retenção de urina. A raiz e as folhas são excelentes para o fígado e o baço. Salsa é um remédio diurético muito confiável, muitas vezes ignorado hoje. A raíz e sementes da salsa contêm ingredientes que ajudam a relaxar e aliviar a dor das articulações.

A salsa trabalha na vesícula biliar e irá remover cálculos biliares, se usado corretamente. Salsa é excelente para as glândulas adrenais, é poderosamente terapêutico para os nervos ópticos, o cérebro e o sistema nervoso simpático.

Suco de Salsa é um excelente tônico para os vasos sanguíneos, especialmente os capilares e arteríolas. Salsa pode ajudar a expelir excesso de muco, flatulência (gases), e reduz o inchaço das glândulas.

É melhor evitar grandes quantidades de salsa se estiver grávida, especialmente do óleo volátil essencial.

-------------------------

Salsa- Planta para limpar os rins.

SALSA – (Apium Petroselinum, Carum petroselinum, Petroselinum Sativum)

A salsa é uma das plantas mais fáceis de serem cultivadas, pois seu plantio não exige nenhum tipo de cuidados especiais, basta semear e colher.
A salsa é conhecida pela humanidade desde os tempos mais remotos e está ligada a inúmeras superstições de diferentes povos e países. Os antigos, a ela atribuíam poderes mágicos, os gregos a incluíam em seus banquetes funerais e entre os louros dos vencedores dos jogos olímpicos. Os romanos acreditavam que a planta tinha poderes maléficos e que causava esterilidade nas mulheres e mesmo epilepsia nos filhos das mulheres que a tivessem ingerido quando grávidas.

Benefícios da Salsa
Propriedades da salsa

Cem gramas de salsa nos fornecem 48 calorias, 3,82g de proteínas, 4,82g de hidratos de carbono e 1,39g de gorduras. A salsa é rica em ferro, cálcio, vitaminas e vários elementos traços indispensáveis ao corpo. Por muitos povos é utilizada em largas doses como recurso para regularizar os períodos menstruais.

Salsa – Saúde ao alcance de todos

A salsa contém apiol que é um dos constituintes do estro-gênio (hormônio masculino), o que a qualifica como aperiente, estimulante, diurética, anti-séptica, peitoral e emenagoga. É excelente como diurético para o tratamento de retenção excessiva de água (hidropisia), bem como para o reumatismo e os cálculos renais.

O suco de salsa também é utilizado para impedir a formação de gases no estômago e nos intestinos. Aplicado em forma de compressasa salsa faz desaparecer hematomas e equimoses, além de eliminar sardas e manchas da pele

---------------------------

PARA QUE SERVE O CHá DE SALSA.

O uso de plantas para curar e tratar doenças é, possivelmente, tão antigo como aparecimento do homem.
A cura de doenças foi sempre uma constante ao longo do aparecimento e evolução da vida humana.
As plantas não eram somente utilizadas para tratamento e cura de doenças, mas também para eram utilizadas na alimentação.
Com esta incessante busca pelas plantas quer para a alimentação quer para fins medicinais, o Homem conseguiu distinguir quais as plantas indicadas para a medicina, alimentação e aquelas que eram venenosas e proporcionavam alucinações.
O Chá de Salsa serve como diurético, estimulante gástrico, tosse, asma, ausência de menstruação, cólica menstrual e conjuntivite.

Receitas e benefícios da salsa/salsinha para saúde

A salsa deve ser consumida diariamente. Ela ajuda a prevenir doenças, é um ótimo alimento que ajuda a afinar o sangue, o que ajuda a prevenir doenças do coração, cardiovasculares, que é uma das principais causas de morte aqui no brasil.
A salsinha é rica em vitamina A e C; ótimo para quem tem muita dor de estomago e enxaqueca, além de ajudar a eliminar os gases, e pode ajudar a combater a dor de ouvido entre muitas outras coisas.

A salsinha é também usada para auxiliar no combate o câncer, principalmente o de pulmão. Recomenda-se aos fumantes passivos e mesmo aos ex-fumantes tomar um copo de suco de salsinha bem concentrado em jejum diariamente, porque ele reduz a oxidação das células, gerada pela fumaça do cigarro e pela poluição do ar. É também rica em vitamina A, e tem ação benéfica sobre as desordens da menstruação.

A salsa serve para tempero e serve para os rins. O chá é um santo remédio para expelir pedras dos rins.

Componentes químicos da salsa agem na circulação. Eles impedem a formação de trombos, coágulos que podem entupir os vasos e causar derrames.

A dosagem de salsa que tem efeito medicinal ainda não está determinada, mas acredita-se que um chá deva ser feito com 20 g salsinha para um litro de água ou uma colher de chá para uma xícara. Não se deve fervê-la, apenas deixar em infusão por 15 a 20 minutos. Usá-la normalmente nos alimentos também é benéfico. Ela deve ser acrescentada apenas no final do cozimento, para que não perca as propriedades.

A salsa só deve ser evitada pelas mulheres grávidas, pois pode provocar sangramentos.

------------------------------

Dicas de como perder a barriga.

Uma barriguinha saliente pode ter diversas causas como: herança genética, alteração hormonal, retenção de líquido, excesso de peso etc. Veja algumas dicas de alimentação para diminuir o seu volume:

Alimentos que favorecem a barriguinha:

Alimentos causadores de gases como: refrigerantes, feijão, frituras, pão, queijo e enlatado carne vermelha, embutidos como lingüiça, presunto, salame e salsicha.

Alimentos que retém líquidos como: embutidos, sal em excesso e alimentos processados.

Alimentos que favorecem uma barriga retinha:

As fibras insolúveis associadas a uma ingestão adequada de líquidos permitem que o intestino funcione de forma regular evitando que a barriga fique dilatada e dolorida (são eles: farelo de trigo não processado ou farelo de arroz, cereais integrais, pão Integral; legumes/ervilha, vagem e nozes; raízes incluindo batata e cenoura; verduras como o espinafre; maçã, laranja e outras frutas. No entanto, as fibras são decompostas pelas bactérias do intestino e o organismo leva um tempo para se acostumar com isso. Assim, introduza-as devagar nas refeições).

Os alimentos diuréticos também contribuem para diminuir a retenção hídrica diminuindo o inchaço (chás, suco de limão, melancia, morango, abóbora, agrião, beterraba, cenoura, escarola, folhas de beterraba, repolho, salsinha, tomate, broto de feijão, pepino) Dicas para diminuir o volume da barriga

Em primeiro lugar, se estiver acima do peso, deve-se pensar em uma alimentação equilibrada para perder peso e conseqüentemente a gordura localizada;

As magras também não estão livres de apresentar uma barriguinha; se for o caso, devem manter uma alimentação saudável, evitando gorduras, frituras, doces e refrigerantes, que também provocam barriga. Devem evitar também pratos muito gordurosos, dando preferência às carnes magras e coma legumes, verduras e frutas;

Se o funcionamento de intestino anda devagar, aumente a ingestão de fibras e água (no mínimo 8 copos por dia)

Pratique atividade física - além de queimar calorias também refletem em um bom funcionamento do organismo. Devem ser praticados com freqüência associando-se exercícios aeróbicos (para ativar a circulação e gastar calorias) a exercícios localizados (para enrijecer a região abdominal);

Fracione bem a dieta - O sistema digestivo não consegue processar um grande volume de alimento ingerido de uma só vez. O ideal é fazer refeições pouco volumosas e de baixo valor calórico até 6 vezes ao dia.

Mastigue devagar - A pessoa que come rápido pode acabar engolindo ar junto com a comida além de prejudicar a digestão. Além disso, o cérebro não registra o sinal de saciedade com tanta rapidez e, assim, você acaba comendo mais.

Evite os alimentos formadores de gases - refrigerantes, feijão, frituras, pão, queijo e enlatados, carne vermelha, embutidos como lingüiça, presunto, salame e salsicha.

Evite alimentos gordurosos - a gordura possui uma digestão mais lenta e com isso os alimentos gordurosos acabam permanecendo mais tempo no trato gastrointestinal favorecendo aumento de seu volume.

Evite o consumo excessivo de sal, exemplos - Pães fermentados ou roscas feitas com sal; pães de preparo rápido ou bolos, feitos c/ fermento em pó, bicarbonato de sódio, sal ou feitos com misturas comerciais; cereais enriquecidos ou de cozimento rápido; cereais secos; bolachas cream cracker, exceto a bolacha água; pipoca salgada; pickles; batatas chips; embutidos( lingüiça, salsicha, paio, presunto cru, mortadela).

Aumente o consumo de alimentos diuréticos - erva doce, salsão, coentro, berinjela e endivias, alho, limão, noz-moscada, cebola, salsa, hortelã; abacaxi, melancia, maracujá e chá: em especial, chá de salsa: acrescentar algumas folhinhas de salsa à água quente, adoçar ou não com adoçantes. E chás de ervas ( gengibre/ canela / cardamomo: fazer um mix dos ingredientes e acrescentar água que ferveu) ou frutas.

Atenção ao leite - Se estiver com gases, experimente tirar o leite do cardápio. Muitas pessoas têm intolerância à lactose.

Atenção a alguns adoçantes - alguns adoçantes são a base de sorbitol que fermenta no organismo provocando gases. Algumas frutas secas como uva passa, damasco, banana e principalmente ameixa seca também possuem em sua composição sorbitol.

Beba bastante água - Além de diminuir a retenção de líquidos, ajuda na lubrificação do intestino. Por isso, é essencial tomar pelo menos 2 litros por dia. Mas evite líquidos durante as refeições (o suco e a água dilatam as paredes do estômago empurrando a barriga).

Reserve as preparações mais leves para o jantar: à noite nosso metabolismo está reduzido e portanto também devemos ingerir menos calorias neste período, evite gorduras e carboidratos em excesso nestas refeições.
------------------------------


Chá e Chás

Tudo Sobre Emagrecer Emagrecedor.info