Chá e Chás

------------------------

Chá de graviola emagrece.

Chá de graviola doce e saudável. Algumas pessoas que o provaram o comparam com a Abóbora.

Chá de graviola Originária de países tropicais com Peru, Colômbia e Antilhas, a Graviola foi descoberta no século XVI e no mesmo século, enviada ao Brasil pelos colonizadores portugueses.

Chá de graviola é uma fruta muito nutritiva, combatente de doenças e reações. Sua folha também pode ser utilizada, como por exemplo para chás.

Benefícios do Chá de graviola

Além da fruta, a folha também combate doenças e traz nutrientes positivos para a saúde.
Chá de graviola Carboidratos, como a frutose;
Chá de graviola Vitaminas C, B1 e B2;
Chá de graviola Contra o Câncer
Chá de graviola Antibacteriano;
Chá de graviola Antinfamátorio;
Chá de graviola Evita tumores;
Chá de graviola Contra febre;
Chá de graviola Contra diarreia;
Emagrece rapido com dieta;
Combate o colesterol;
Evita doenças do coração e reumatismo.

Como fazer o Chá de graviola
Antes de fazer o Chá de graviola, é necessário desidratar as folhas da fruta. Coloque-as no sol, de manhã cedo, preferencialmente. Depois de retiradas do sol, coloque-as em um forno pré-aquecido por 5 minutos. Veja, com algum talher, faca ou garfo, se elas já estão desidratadas e deixe-as esfriar. Quando já frias, triture-as com as mãos e coloque-as em um recipiente. Ferva um litro de água (ou quanto desejar), desligue o fogo e despeje uma pequena quantidade das folhas, deixando-as por um tempo na água, até esfriar.

Contra Indicações do Chá de graviola.
O consumo exagerado por causar vômitos e náuseas. É contra indicado para gestantes e e lactantes.

------------------------

Chá de graviola para emagrecer.

São muitas as propriedades dos chás que estimulam o emagrecimento. Regra geral, as ervas ajudam na digestão e ajudam a combater retenção de líquidos, pois aceleram o metabolismo e possuem propriedades calmantes a nível dos intestinos.

Mas antes de você colocar água a ferver, é preciso saber que é importante ter em mente que o Chá de graviola, só será realmente eficiente quando usado, como um complemento de uma dieta alimentar equilibrada. Ou melhor, por outras palavras, não adianta alimentar-se mal e tomar chá branco desesperadamente, estando à espera que o Chá de graviola faça o trabalho todo, por si. Mesmo sendo bastante diferentes à primeira vista, o chá verde, preto, branco e vermelho têm um ponto em comum: todos são feitos a partir da planta Camélia Sinensis. Esta é uma erva de origem chinesa e é conhecida por estimular o corpo a queimar calorias, e impede aumento de gorduras e ajuda a saciar a fome.

O que muda em cada um destes chás é a forma como a planta é colhida e processada, influenciando a sua capacidade em ajudar ao emagrecimento. O chá preto, por exemplo passa por um processo de fermentação que o deixa menos poderoso quando é comparado aos seus outros irmãos. Já o chá verde possui o benefício de ser bastante eficiente e mais acessível.

Por fim os chás brancos e vermelhos prometem ser as próximas febres no mundo das dietas. A parte negativa disto é, que eles são um pouco mais caros e difíceis de se encontrar, sendo vendidos apenas em locais que vendem produtos naturais. As plantas que são utilizadas para fazer o chá branco são colhidas apenas uma vez por ano, mas podem ser até 10 vezes mais eficiente e potentes no processo de emagrecimento, do que o chá verde. Por sua vez o chá vermelho é altamente depurativo.

Todos os chás devem ser consumidos sem açúcar e são contra indicados durante a gravidez. A camomila, carqueja, espinheira, fucus, erva tostão, cavalinha e tanchagem são essas as plantas que compõem o tradicional chá de 7 ervas, conhecido por ajudar no eliminar do excesso de peso. O segredo do sucesso está na combinação de plantas com propriedades diferentes numa mesma bebida, enquanto a cavalinha tem um elemento altamente diurético, a camomila ajuda a controlar a ansiedade e as demais ervas agem sobre a gordura localizada. Mas como a concentração de cada uma das ervas é baixa, vale a pena investir em um maior número de chávenas ao longo do dia. O modo ideal de fazer este chá é colocar a erva na chávena e cobrindo-a com água fervida, tapando esta com o pires até ficar morno, não acrescente açucare.
-------------------------

Chá de graviola ajuda mesmo a emagrecer?

Você não sabe o que fazer no meio de tantos chás emagrecedores? Confira a matéria e saiba se eles são mesmo bons.

Você liga a TV e uma longa propaganda, disfarçada de programa de televisão, vende um chá que promete acabar com todas suas gorduras, inclusive as localizadas. Muda de canal e a apresentadora do programa da tarde oferece um produto similar que pode ser pago em três vezes no cartão.

Na farmácia, vê vários chás emagrecedores enfileirados na prateleira. E aquela pergunta fica na sua cabeça: Será que chá ajuda a emagrecer mesmo?

A nutróloga Elisa Catapan, da Beauty Care, diz que não é qualquer chá que colabora no emagrecimento.

Os chás emagrecedores que funcionam são os amargos, como de alcachofra, cipó-cabeludo e losma. Mas eles não queimam gorduras. Apenas fazem o intestino funcionar melhor, facilitando a digestão, explica.

Alguns dos chás mais populares entre quem quer ficar leve em pouco tempo são os de cáscara sagrada e de porangaba. Eles ajudam, de fato, a perder alguns quilos e podem ser tomados, desde que com cautela.

Em grandes quantidades, como dois litros por dia, essas bebidas causam diarréia osmótica, que é um processo patológico horrível.

A pessoa pode sofrer uma desidratação grave e ganhar irritações na parede do intestino", alerta Elisa. Logo, uma xícara por dia já está de boa medida. Existem ainda os chás vendidos em feiras livres como emagrecedores.

Os especialistas recomendam que você fuja deles. Não há garantia de que as folhas trituradas sejam realmente puras. Antes de adotar qualquer produto para auxiliar no emagrecimento, o melhor que você pode fazer é consultar um profissional especializado - um nutrólogo - e entender qual é o método ideal para o seu caso. Lembre-se: pessoas engordam e emagrecem por motivos diferentes e, por isso, devem ser submetidas a tratamentos diferentes.

Quem sabe o médico não lhe recomenda algo menos amargo que chá de alcachofra?

-------------------------

CHÁS MÁGICOS: EMAGRECER SEM ADOECER.

É importante lembrar que sozinho o chá não faz milagre. Você precisa associá-lo a uma dieta. E, não adianta tomar um chazinho desintoxicante, para livrar o organismo das toxinas que impedem o emagrecimento, e comer alimentos superindustrializados, cheios de corantes e conservantes.

"O açúcar refinado, por exemplo, é repleto de aditivos químicos. É melhor trocá-lo pelo mascavo ou pela estévia", recomenda o médico. A seguir, ele sugere um cardápio de uma semana, com cerca de 1200 calorias. Você pode repeti-lo por um mês ou mais. Já as ervas, devem ser mudadas a cada 30 dias. "Embora não tenham contra-indicações, não se deve usar nenhuma erva por um período muito prolongado", orienta o médico. Mas não vão faltar opções para você variar o seu chá. Então, coloque a água para ferver!

As superervas QUE VÃO SECAR VOCÊ

Descubra a ação das ervas no organismo e como combiná-las numa mesma infusão, facilitando a perda de peso

Seis xícaras diárias. Essa é a medida de chá recomendada nesta dieta. Mas, se você quiser mais,
fique à vontade! O importante é não deixar de ingerir uma xícara de cinco a dez minutos antes de cada refeição, incluindo café da manhã, ceia e lanche. Dessa forma, além do efeito terapêutico da erva, o chá dá uma sensação de saciedade, amenizando a fome, o que facilita controlar a quantidade de comida colocada no prato.

Quantas ervas usar no chá? Pode ser uma, duas ou todas de um mesmo grupo (veja abaixo). Também é permitido combinar ervas de grupos diferentes. No caso de você ter retenção hídrica e intestino preso, por exemplo, faça um mix de ervas diuréticas e digestivas. Alfafa e hortelã, são curingas – desintoxicante e aromática, respectivamente, merecem entrar em todas as combinações. Ele divide as ervas em grupos de acordo com os princípios ativos e sua ação no organismo.

Diuréticas: o fim da retenção hídrica
Agem nos rins e no córtex da glândula supra-renal, inibindo a produção do hormônio cortisona, que bloqueia a perda de peso ou, pior, engorda.
Ervas: cavalinha (Equisetum arvense), dente-de-leão (Taraxacum officinalis), cabelo-de-milho (Zea mays), sabugueiro (Sambucus nigra), abacateiro (Persea americana), quebra-pedra (Phyllantus niruri) e salsa (Petroselium sativum).

Digestivas: intestino regulado e barriga lisinha
Contêm substâncias que atuam no fígado, onde é fabricada a bílis, que dissolve a gordura em moléculas menores, facilitando sua absorção pelo intestino.
Ervas: hibisco (Hibiscus sabdariffa), cáscara- sagrada (Rhamnus purshiana), zedoária (Curcuma zedoaria), psilium (Plantago psyllium) e fucus (Fucus vesiculosus).

Calmantes: ansiedade sob controle
Agem no sistema nervoso central, acalmando e baixando a ansiedade, que costuma desencadear a compulsão à comida.
Ervas: alecrim (Rosmarinus officinalis), hortelã (Mentha piperita), capim-limão (Cymbopogon citratus), camomila (Matricaria chamomile), melissa (Melissa officinalis), jasmim (Jasminum officinalis), mulungu (Erythrina mulungu) e aniz (Pimpinella anisum).

Desintoxicantes: operação limpeza
O principal papel destas ervas é captar as toxinas do organismo, eliminando-as por meio da urina, das fezes e do suor e, com isso, colocando um fim no desequilíbrio que ocasiona o aumento de peso.
Ervas: alfafa (Medicago sativa), salsaparrilha (Smilax sp), zedoaria (Curcuma zedoaria), chá-verde (Camelia sinensis), espinheira-santa (Maytenus ilicifolia), bardana (Arctium lappa).

Emagrecedoras: ação dissolve gordura
Têm princípios ativos que agem nos rins, no fígado e, principalmente, no intestino.
Ervas: alfafa (Medicago sativa), cavalinha (Equisetum arvense), cana-do-brejo (Costus spicatus), graviola (Anona muricata), cabelo-de-milho (Zea mays), carqueja (Baccharis trimera), capim-limão (Cymbopogon citratus).

Ferva a erva e abafe

Preparar o chá é simples: ferva a água, junte a erva desidratada e deixe levantar fervura. Desligue o fogo e abafe por dez minutos. Coe e beba quente, morno ou gelado, com ou sem adoçante. Para garantir o efeito medicinal e o sabor, use 1 colher de sopa de erva para 1 litro de água. No caso do mix, a recomendação é 1 colher de sopa de cada erva para a mesma quantidade de água. Triplique a medida se a erva for fresca.

Boas medidas
O que você deve evitar para potencializar a dieta.

• Combinar dois tipos de carboidrato numa mesma refeição, como arroz e batata.
• A única parceria permitida é o arroz e feijão. Afinal, a dupla é típica no prato do brasileiro.
• Usar muito sal. Esse tempero deve ser praticamente descartado, pois faz o corpo reter líquido.
• Prefira ervas e especiarias como orégano, alecrim, salsa, dill.
• Consumir alimentos refinados (arroz, pão, macarrão e biscoito feitos com farinha branca). Eles são rapidamente absorvidos pelo organismo, estimulando o pâncreas a liberar muita insulina – hormônio que contribui para o acúmulo de gordura.
• Comer e dormir. Espere pelo menos uma hora e meia depois do jantar para ir se deitar.
• Ingerir bebida alcoólica, pois é muito calórica.

Com 1200 calorias por dia (você não vai passar fome) e muito chá – pelo menos uma xícara antes de cada refeição —, dá para afinar bem mais fácil.

---------------------------

Chá para emagrecer, folhas de Graviola.

Fazer chá, ou correctamente "falando" tisana, com as folhas de Graviola, para além de todas as propriedades, já antes mencionadas, em outros artigos aqui publicados, tem também a capacidade ou propriedade de ser um excelente coadjuvante em dietas de emagrecimento.

Podemos dizer que é uma tisana ou chá que pode ser tomado diariamente, com efeitos preventivos. Contrariamente ou "chá verde", que sim tem muitas propriedades, mas efeitos secundários indesejáveis, e que portanto, deve haver prudência e não consumir em excesso (o chá verde).

Os chás são bebidas bastante apreciadas pelas mulheres, principalmente aquelas que desejam perder aqueles quilinhos a mais, mais os chás são importantes em vários aspectos e são muito eficientes no combate a diversas doenças. O chá da folha da graviola por sua vez tem um grande beneficio, serve como um potente inibidor de células cancerígenas, entre outras coisas.
O principio ativo encontrado nas folhas da graviola, a "acepitamina", é um anticancerigeno que por se dispersar muito rápido, os laboratórios não conseguiram sintetizá-lo, o fruto que é originário das Antilhas, é encontrado na Amazônia e bastante cultivada nos Estados do Nordeste do Brasil, uma arvore de pequeno porte e que é facilmente encontrada em quase todos os paises tropicais.

O chá da folha da graviola é indicado para centenas de doenças, dentre elas, artrite, asma, bronquite, colesterol, coração, diabetes, diarréia, febre, gripe, hipertensão, nevralgia e reumatismo, e bastante usada em dietas de emagrecimento.

Aprenda a fazer:
Colha as folhas da graviola e deixe-as ao sol, de preferência na parte da manha por uma hora, feito isso coloque as folhas numa travessa e leve ao forno por mais cinco minutos, enquanto isso no fogão, coloque uma caneca de água pela metade, e deixe fervendo em fogo alto, quando for colocar as folhas, abaixe o fogo, e as mantenham por mais cinco minutos no água, as folhas devem permanecer verdes, se ficarem cinzas é sinal de que passaram do tempo, após esfriar triture as folhas com as mãos e acondicione numa vasilha e vidro, quanto a ingestão do chá, deve ser em pouca quantidade

------------------------------


Chá e Chás

Tudo Sobre Emagrecer Emagrecedor.info