Chá e Chás

------------------------

Chá de Funcho beneficios.

Conheça as propriedades medicinais do Chá de Funcho e quais os beneficios do Chá de Funcho de nome cientifico (Foeniculum vulgare). Chá de Funcho Nativo do Mediterrâneo e sul da Europa. Pode consumir-se cru ou cozido.
Beneficios do funcho
Chá de Funcho é rico em fibra, vitaminas, proteínas, gorduras e hidratos de carbono. Abre o apetite, é estimulante e digestivo, aumenta o leite nas mães. A infusão da raiz dessecada do funcho, tomada três vezes por dia, combate a diarreia.

O Chá de Funcho infusão de raízes frescas tem efeitos diuréticos. Em infusão, as sementes combatem a tosse; não se deve exceder o consumo, pois pode provocar aborto.

O cataplasma dissolve as obstruções dos seios e torna-os elásticos.
PLANTA também conhecida por anis-doce, erva-doce, maratro ou finóquio
A infusão é vermífuga e faz dormir as crianças. Em cataplasma cura as dores de barriga. É antiespasmódico, estimulante e anti-reumático.

Com as sementes do Chá de Funcho em infusão eliminam-se gases intestinais. O cozimento da raíz ajuda a eliminar liquidos e actua como relaxante muscular; é expectorante, pelo que alivia a tosse crónica.
O Chá de Funcho o usa-se tambem para evitar flatulência à semelhança do endro, coentro, anis, salsa e aipo silvestre. Fortifica os nervos; usa-se em casos de asma e inflamações dos olhos; é aromático e digestivo. Contém água, glúcidos, lípidos, proteínas, fíbra, vitamina A, B, e C, cálcio, ferro, fósforo, potássio (276 mg), cobre, sódio (141 mg) e zinco.

Chá de Funcho
Pode encontrar-se em casas de produtos naturais ou então em farmacias homeopaticas…na verdade o funcho é a folha da erva doce que nós tão bem conhecemos, e é muito usado para aumentar o leite materno na fase de (amamentação).

------------------------

Chá de funcho, um santo remédio.

O Chá de Funcho, também conhecido por anis-doce, erva-doce, maratro, finóquio ou fiuncho, é uma umbelífera fortemente aromática utilizada na culinária, na perfumaria, como aromatizante e na fabricação de bebidas espirituais.

O Chá de Funcho é nativo da bacia do Mediterrâneo, com variedades na Macaronésia e no Oriente Médio, onde ocorre no estado silvestre, mas é hoje cultivado sob diversas formas e em todas as regiões de clima temperado e subtropical.
As suas raízes são consideradas como tendo propriedades diuréticas, sendo por esta razão comercializadas pelas ervanárias.

O Chá de Funcho á de semente de funcho é eficiente na redução de gases intestinais, inclusive na primeira infância, além de estimular o apetite e a digestão. Como infusão, as sementes combatem a tosse. O consumo não deve ser excessivo em mulheres grávidas, uma vez que pode provocar aborto.
O Chá de Funcho também pode ser utilizado como antiespasmódico, estimulante, antirreumático, vermífuga e melhora a qualidade do sono, além de evitar flatulência e de atuar como relaxante muscular. Contém água, glúcidos, fíbra, vitamina A, B, e C, cálcio, ferro, fósforo, potássio, cobre, sódio e zinco.

-------------------------

Chá de Funcho receita.

O Chá de Funcho, também conhecido como anis doce ou erva doce, é uma erva terapêutica poderosa. No que diz repeito às propriedades nutricionais, a planta possui fibras, vitamina A, C e do complexo B, cálcio, ferro, fósforo, potássio, cobre, sódio e zinco. Por ser tão rico em nutrientes, o Chá de Funcho atua em diferentes partes do organismo, sendo também eficiente no tratamento de doenças.

O Chá de Funcho preparado com as sementes do funcho é ótimo para tratar de problemas gastrointestinais. A bebida melhora a digestão, acaba com a flatulência e combate a diarreia. O Chá de Funcho também possui um efeito calmante, podendo ser utilizada para casos de insônia e ansiedade. Ela ainda possui função diurética, ajudando a acabar com os inchaços causados pela retenção de líquidos.

O preparo do Chá de Funcho é muito simples. Veja como fazer o Chá de Funcho e aproveitar todas essas propriedades!

Flores do Funcho

Você vai precisar para fazer Chá de Funcho:

3 colheres (sopa) de funcho
1 litro de água
Modo de Preparo:

Deixe ferver a água e depois acrescente as sementes secas. Desligue o fogo, tampe o recipiente e deixe descansar por 5 minutos.

Posologia do Chá de Funcho.

Tomar 1 xícara do chá 3 vezes ao dia.

Cuidados com Chá de Funcho.

O Chá de Funcho não deve ser tomado em excesso, pois pode causar problemas no trato digestivo. Além disso, as grávidas devem ter algum cuidado pois a erva em grande quantidade pode levar ao aborto.

Outras Dicas do Chá de Funcho.

O Chá de Funcho é bastante utilizado para cuidar das cólicas intestinais em bebês e crianças. Nesse caso, adoce a bebida com um pouco de mel e use menos erva do que o indicado na receita.

-------------------------

Chá de Funcho também pode ser útil para aliviar a cólica.

O chá de camomila é um calmante e relaxante conhecido. A lactante deve beber uma xícara, duas vezes ao dia. Dê ao bebê que toma mamadeira 1 colher de chá, três vezes ao dia, no leite ou na água, durante três ou quatro dias. Em seguida, diminua a dose para duas vezes ao dia.
O Chá de Funcho também pode ser útil para aliviar a cólica. A lactante pode beber uma xícara de Chá de Funcho, três vezes ao dia. Ou dilua uma xícara de chá de funcho em duas xícaras de água e dê ao bebê 1 colher de chá, quatro vezes ao dia.
A lactante pode beber uma xícara de chá de gengibre, três vezes ao dia, para ajudar a aliviar a cólica do seu bebê.
O chá de hortelã-pimenta ajuda a acelerar o tempo de esvaziamento do estômago, melhora a digestão e atua como anti-flatulento. Dê ao seu filho 1 colher das de chá de chá de hortelã-pimenta, de quatro a cinco vezes ao dia.
Observação: Se estiver dando ao seu filho chá de hortelã-pimenta e um preparado homeopático, faça um intervalo de uma hora entre um e outro. Do contrário, o forte cheiro do hortelã-pimenta pode interferir na ação do remédio homeopático.
Tente dar ao seu bebê um chá de várias ervas. Pesquisadores israelenses administraram uma dose diária de cerca de ½ xícara de chá feito de camomila, alcaçuz, funcho, e erva cidreira a bebês com episódios de cólicas e descobriram que os sintomas diminuíram em mais da metade das crianças estudadas.

---------------------------

Chá de Funcho frutos secos, sementes.

Efeitos do Chá de Funcho.
Antiflatulento, anti-espasmódico, expectorante, favorecedor do aleitamento.

Indicações do Chá de Funcho
- Problemas digestivos: flatulência, cólica, gazes, colite, dor de barriga, aerofagia, mau hálito
- Catarros das vias respiratórias: tosse
- Aleitamento (favorecimento da lactação)

Efeitos secundários do Chá de Funcho.
Desconhecemos

Contra-indicação do Chá de Funcho.
Desconhecemos

Interação do Chá de Funcho.
Desconhecemos

Preparações do Chá de Funcho.

- Chá de Funcho (chá de erva-doce)

- cápsulas de erva-doce (funcho)

- óleo essencial de erva-doce (funcho)

- decocção de raiz de funcho (erva-doce)

Onde cresce a erva-doce ?
A valeriana cresce na Europa, na Ásia e na América (aprecia a umidade)

Quando a erva-doce floresce ?
A erva-doce floresce geralmente de julho a outubro (Europa).

Observações
Chá de Funcho, planta que não apresenta nenhum efeito secundário conhecido, (todavia, o óleo essencial de funcho não deve ser administrado por crianças pequenas e bebês) e que permite um tratamento vantajoso para diversos males freqüentes (tosse, problemas digestivos, catarro, aleitamento).

------------------------------

Chá de Funcho outras receita.

O Chá de Funcho é muito simples de fazer bastando adicionar em cada xícara de chá de água fervente, uma colher (de chá) de sementes secas ou 5 g da própria folhagem verde, esperar amornar com a xícara tampada e beber logo a seguir.

O Chá de Funcho, erva-doce ou funcho da Itália. É uma planta aromática e comestível, muito utilizada na culinária ou em tratamentos caseiros pela sua capacidade de aliviar as cólicas.

O Chá de Funcho possui inúmeros benefícios, entre eles estão:

Prevenção da Azia.
Alívio dos enjôos.
Redução dos gases.
Ajuda na digestão.
Tem efeito laxante.
Abre o apetite.
Aumenta a produção de leite nas mães.
Combate a tosse.
O Chá de Funcho além da forma de chá, também pode ser utilizado no tempero de saladas, e na preparação de pratos picantes gratinados.
------------------------

funcho Descrição.

O Funcho é uma planta herbácea perene, de caules erectos múltiplos, com até dois metros de altura (mas em geral com menos de 80 centímetros), de cor verde intenso, por vezes glauco, tornando-se azulada quando em locais expostos à secura e a intensa radiação solar.
As folhas são longas (até 40 cm) e delgadas, finamente dissecadas, terminando em segmentos filiformes a aciculares (com cerca de 0,5 mm de diâmetro), muito flexíveis, mas que, quando expostos à secura, endurecem exteriormente para evitar a perda de água.
Produz inflorescências terminais compostas, umbeliformes, com 5 a 15 cm de diâmetro, contendo 20 a 50 flores pediceladas inseridas num único ponto do ápice da inflorescência, sobre pedúnculos curtos. As flores são minúsculas têm de 2 a 5 mm de diâmetro, amarelo a amarelo-esverdeadas.
O fruto é uma semente seca, fortemente aromática, ovóide, de 4 a 9 mm de comprimento e 2 a 4 mm de largura, achatada e com entalhes longitudinais simétricos em ambos os lados.
A raiz é rizomatosa, esbranquiçada e muito suculenta, armazenado grande quantidade de água.
O cheiro e sabor característicos (em geral designados por anis ou erva-doce) resultam da presença de anetol, um composto fortemente aromatizante.
Espécies associadas

Detalhes morfológicos do funcho (da edição de 1887 do Koehler's Medicinal-plants).
A maioria dos botânicos tende a considerar o Foeniculum vulgare como a única espécie legítima do género, considerando as outras espécies descritas como meras formas. Assim, apesar das grandes diferenças morfológicas, de teor em óleos essenciais e de sabor e cheiro, as espécies antes descritas neste género parecem ser meras subespécies ou variedades de F. vulgare.
Dadas a presenças de óleos essenciais, a planta é muito resistente ao ataque de insectos herbívoros, sendo contudo hospedeira de alguns lepidópteros especificamente adaptados às suas características bioquímicas, incluindo formas larvais da Amphipyra tragopoginis e da Papilio zelicaon (que apenas se alimentam de umbelíferas.
Dado o seu cheiro a anis, a planta é por vezes confundida com a Pimpinella anisum (o anis), uma espécie aparentada, mas muito diferente.
Cultura e utilização

É frequentemente utilizada em pequenas quantidades na cozinha mediterrânica como planta aromatizante, particularmente os das variedades menos ricas em óleos essenciais, serem consumidos em fresco como parte de saladas.
Pode também ser incorporado em sopas, em particular sopas destinadas a serem consumidas frias. Um dos pratos típicos dos Açores é uma sopa de feijão e inhame com folhas e caules tenros de funcho.
É frequente o seu uso como aromatizante em molhos, conservas de vegetais, curtumes e outros preparados semelhantes. Usada em baixas concentrações dá um aroma e sabor discretos, semelhante ao mentolado, mas bastante mais suave e doce.
As sementes secas são utilizadas em chás e tisanas e como aromatizante em licores e bebidas alcoólicas destiladas (como a aquavit).
Na Índia e China as sementes moídas são utilizadas para a produção de condimentos e especiarias, recebendo a designação de saunf ou moti saunf.
As suas raízes são consideradas como tendo propriedades diuréticas, sendo por esta razão comercializadas pelas ervanárias. O chá de semente de funcho é utilizado para reduzir os gases intestinais, incluindo na primeira infância e em crianças lactentes.
O anetol, o composto que lhe dá o cheiro e sabor característicos, é considerado estimulante das funções digestivas e carminativo, podendo ter propriedades coleríticas.
Em concentrações elevadas os óleos essenciais do funcho apresentam actividade insecticida, apresentando actividade neurotóxica. Este óleo faz parte da farmacopeia europeia.
Em perfumaria os óleos essenciais do funcho são utilizados para perfumar pastas dentífricas, champôs e sabonetes.
------------------------------


Chá e Chás

Tudo Sobre Emagrecer Emagrecedor.info