Chá de catuaba efeitos e propriedades

Usos Tradicionais do Chá de catuaba:

Afecção do sistema nervoso, AIDS (HIV), ansiedade, bronquite crônica, demência, doenças nervosas e emocionais, esgotamento, estresse emocional, falta de memória, fadiga crônica, fraqueza, frigidez, hipocondria, impotência sexual (disfunção erétil), insônia, insuficiência mental, Mal de Alzheimer, nervosismo, neurastenia, paralisia.
Propriedades Medicinais do Chá de catuaba: afrodisíaco, ansiolítico, antibacteriano, antioxidante, diurético, estimulante, estimulante do sistema nervoso, expectorante, imunoestimulante, tônico, vasodilatador.

O Chá de catuaba também é um afrodisíaco útil no tratamento da impotência sexual (disfunção erétil) e prostatite, e tem sido estudada por seus possíveis benefícios de proteção contra contra infecções oportunistas em portadores do vírus HIV (AIDS).
Na medicina popular brasileira, atualmente, a Catuaba é considerada um estimulante para o sistema nervoso central com propriedades afrodisíacas.

A decocção da casca é comumente usada para a impotência sexual, agitação, nervosismo, dores, fraquezas, falta de memória ou esquecimento, e fraqueza sexual. A Catuaba funciona como um estimulante do sistema nervoso, sobretudo quando se trata de impotência funcional dos órgãos genitais masculinos.

Chá de catuaba é um afrodisíaco seguro, usado sem nenhum efeito nocivo. Aqui no Brasil é considerado um afrodisíaco com eficácia comprovada, e, além de tratar a impotência, é empregado para vários tipos de problemas nervosos, incluindo insônia, hipocondria e dores relacionadas ao sistema nervoso central (tais como a ciática e neuralgias).

Na Europa é feito um Chá de catuaba da casca é usada para fraqueza sexual, impotência, debilidade nervosa e exaustão. Herbalistas e profissionais de saúde usam a Chá de catuaba nos Estados Unidos como um tónico para a função genital, como estimulante do sistema nervoso central, para a impotência sexual, cansaço geral e fadiga, insônia relacionada à hipertensão arterial, agitação e falta de memória.

O Chá de catuaba a é benéfica para homens e mulheres como afrodisíaco, mas é na área da impotência masculina que os resultados mais marcantes foram relatados e não há evidências de efeitos colaterais, mesmo após o uso a longo prazo.

A Catuaba é mais comumente disponível em forma de bebida e tintura, mas também pode ser tomada como uma decocção. Para ter o efeito máximo, a tintura deve ser colocada em pequena quantidade de um copo com água e uma pequena color de chá de suco de limão.

A tintura da Catuaba libera alcalóides e taninos. Os povos nativos da Amazônia que usam catuaba combinada com Muira Puama, permitindo que a mistura repouse em água morna durante a noite para fazer uma infusão de medicamentos.
Algumas variedades de Catuaba contém ioimbina. O componente antibacteriano da erva é cinchonaina.

A planta ainda é constituída de catuabina, ácidos graxos, fitoesteróis, antioxidantes, flavonóides, taninos, resinas e lipídeos. As partes medicinais da planta utilizada são as folhas, a raiz e a casca da Catuaba.

A planta não deve ser utilizada durante a gravidez.
Existem váriações nas árvores da Catuaba, sendo que algumas delas são de pequeno porte, atingindo cerca de 3 metros de altura, como é o caso da Erythroxylum catuaba, nativa da Norte e Nordeste do Brasil.

A espécie Trichilia catigua pode chegar a 10 metros de altura. A Anemopaegma é uma grande árvore, crescendo até mais de 40 metros de altura e chamada de Catuaba-Verdadeira.
A Catuaba tem uma longa história de uso na medicina herbal como um afrodisíaco.

Os índios Tupi do Brasil foram os primeiros a descobrirem as qualidades afrodisíacas da planta e durante os últimos séculos compuseram muitas canções elogiando suas qualidades e capacidades.

Povos indígenas e locais usam o Chá de catuaba por gerações. Como já dito, é a mais famosa de todas as plantas afrodisíacas brasileiras. Em Minas Gerais há um ditado que diz que se o pai gerar um filho até os 60 anos, o filho é seu, depois dessa idade o filho é da catuaba!.

Chá de catuaba descrição

DESCRIÇÃO Chá de catuaba: Arbusto ou árvore alta, seu caule apresenta forma plana e levemente encurvada.

A superfície externa do catuaba é acinzentada, variando de tons claros e escuros, com aspecto grosseiramente granuloso; ocorre a presença de lenticelas circulares pequenas e fendas longitudinais curtas e superficiais; a superfície externa é avermelhada, com fibras finamente estriadas no sentido longitudinal; a fratura é externamente granulosa e internamente fibrosa, seu odor não é característico e o sabor é fortemente amargo. Atribui-se o Chá de catuaba os efeitos: afrodisíaco e estimulante do sistema nervoso.

INDICAÇÃO: O Chá de catuaba é um tônico afrodisíaco, energético, estimulante do sistema nervoso, atua contra a fadiga, impotência, insônia, neurastenia e memória fraca.

COMO FAZER o Chá de catuaba: Coloque 1 colher de sopa para um litro de água.
Deixe cozinhar por cerca de 10 minutos a partir do momento em que se inicia a ebulição, após esse tempo, retire do fogo e deixe repousando por 10 minutos. Coe e está pronto para o uso.

COMO BEBER o Chá de catuaba: Tomar de 2 a 3 xícaras ao dia. Pode ser bebedo gelado

Chá de catuaba Chá para impotência sexual

A catuaba é um excelente remédio caseiro para aumentar o desejo e diminuir a impotência sexual masculina melhorando o desempenho na relação.

Faça um chá com a raíz da catuaba na proporção de 40g para cada 750 ml de água.

Para fazer o chá ferva a água e acrescente as 40g da raíz de catuaba e deixe ferver por mais 10 minutos. Coe e tome três xícaras ao longo do dia.

Os efeitos são sentidos logo nas primeiros 30 minutos após a toma.

A impotência sexual pode ser causada por problemas emocionais ou distúrbios orgânicos. Este chá é excelente para tratar problemas circulatórios e consequentemente aumentar a ereção masculina.

O uso de plantas para curar e tratar doenças é, possivelmente, tão antigo como aparecimento do homem.
A cura de doenças foi sempre uma constante ao longo do aparecimento e evolução da vida humana.
As plantas não eram somente utilizadas para tratamento e cura de doenças, mas também para eram utilizadas na alimentação.
Com esta incessante busca pelas plantas quer para a alimentação quer para fins medicinais, o Homem conseguiu distinguir quais as plantas indicadas para a medicina, alimentação e aquelas que eram venenosas e proporcionavam alucinações.
O Chá de Catuaba é tónico do sistema nervoso onde ameniza o nervosismo, é ideal para insónia, impotência sexual, fadiga cerebral, tosse e bronquites, anti-oxidante.

Tônico para memória fraca.

Estimulante, fortalece pessoas esgotadas e fracas em geral.

É considerado poderoso auxiliar do sistema nervoso, nos casos de ansiedade, medo e insônia, é fortificante e de uso consagrado nos casos de impotência sexual.

Ingredientes: Casca de catuaba. Não contém Glúten

Chá de catuaba uso medicinal

O Chá de catuaba a difundida muito no Centro e oeste Brasileiro e fornece um chá que permite uma gama muito grande de soluções.

Sua infusão deve ser controlada em doses bem fracas por ser amarga e deve ser tomado em jejum num copo pequeno de água, uma vez ao dia num prazo máximo de quinze dias e recomeçar após o mesmo período de descanso.

É indicado para do Chá de catuaba: Instabilidade emocional, Dificuldades de concentração, Moléstias estomacais, convalescenças e nervosismo.

Preparo e uso do Chá de catuaba:

As doses devem ser fracas, ou seja, 3 pedacinhos de cascas limpas para meio litro de água, misturadas com chá Assam preto.

Deve-se tomar de manhã uma xícara pequena.O uso excessivo pode produzir midríase

Histórico do Chá de catuaba

A planta foi descoberta durante a expedição do francês Vicente Pinzón, que, segundo vários registros históricos franceses, visitou o Brasil antes de Cabral (ficou tão frustrado com isso que resolveu esconder a descoberta).

Durante suas navegações pelo Rio Amazonas, o explorador observou o comportamento bastante agressivo, sexualmente falando, de alguns macacos. Astutamente, ele observou que, após mordiscar as folhas e pedaços secos da casca de uma estranha árvore, o apetite sexual dos primatas se elevava substancialmente. Curioso, mandou um de seu auxiliar se espichar até a margem, e colher um dos galhos pra fazer o teste.

O francês examinou cuidadosamente os ramos, e decidiu experimentar. Arrancou uma das folhas e mastigou pausadamente. Segundo constava em seus diários, um calor fora do comum acometeu-me desde a ponta do pé até o último fio de cabelo. Então, Pinzón teve de colocar em prática todo aquele furor sexual que sentia.

Como, ali a seu lado, estava apenas Pancho, seu auxiliar, foi a alternativa encontrada. Os registros encontrados sobre Pancho após a volta à terras europeias apontam que, apenas dois meses após sua chegada, morreu devido a um profundo estado de hemorróidas infeccionadas, cuja causa então ainda era desconhecida.

O melhor viagra natural, no bar mais próximo de você!
Pinzón colheu mais alguns ramos da exótica planta e levou-os consigo pra Europa, caracterizando assim um dos primeiros casos conhecidos de bio-pirataria da história da Amazônia.

A questão é que a fama da tal planta realmente se espalhou pelo continente europeu, graças especialmente aos ciganos marotos e caixeiros viajantes que não perderam tempo em criar as mais elaboradas fórmulas e poções afrodisíacas para a catuaba, conquistando assim as massas das mais variadas classes e criando algumas das famosas receitas que seu tio pobre faz para fazer a pipa dele subir sem precisar gastar no viagra.

Um pé de catuaba de tamanho médio.
Entretanto, um problema surgiu. O clima e o solo europeus não eram propícios ao desenvolvimento da catuaba, e as rotas francesas com o Brasil foram fechadas devido à Revolução Francesa, cortando o fornecimento da planta aos europeus.

Não demorou muito até que a milagrosa catuaba fosse quase esquecida pela europa, que havia encontrado na Índia uma fonte mais fácil de afrodisíacos baratos e bizarros.

Versão mais chulé ainda mais popular do produto.
Porém, graças a um contrabandista comerciante português em expedição no Pará que a catuaba se popularizou no país. Segundo relatos escusos, este comerciante (cujo nome nunca foi descoberto) havia viajado para o Amazonas afim de colher ramos de catuaba para levar à Europa só que, por motivos financeiros, acaboupreso no Maranhão sem ter como voltar à sua terra e com um monte de catuaba conservada em pinga; o único conservante disponível no momento.

Diz a lenda que, anos depois, esse homem resolveu ingressar na vida política, e, graças ao uso da catuaba, já está há 150 anos na vida pública.
Foi aí que ele teve a ideia de experimentar essa mistura, constatando que o álcool da cachaça deixava o efeito da catuaba mais forte e mais rápido do que simplesmente mascando as folhas.

Obviamente ele não deixou passar a oportunidade de capitalizar em cima disso, e resolveu vender as conservas por ali mesmo, criando assim o famoso drinque de catuaba, muito famoso nos botecos de quinta categoria perto da sua casa, onde o seu pai frequenta, antes das noitadas com sua mãe.
[editar] Viagra caseiro

Vamos encarar a verdade: catuaba é barata para caramba e o Viagra, além de caro, precisa de prescrição médica. Pensando nisso, muitos brasileiros pobres curiosos criaram várias receitas caseiras para potencializar e prolongar o efeito da catuaba no organismo, e esta é a mais comum (e bizarra) delas. Primeiro você irá precisar de:
Meio litro de caninha Pitú;
Alguns ramos grossos de catuaba seca, daquelas que vendem na banquinha da calçada. Evite roubá-los, isso pode levar vibrações negativas para a infusão;
Catupiry;
Ovo de codorna;
Caldo de Mocotó fresco;
Maizena;
Algumas folhas de arruda, para dar um gostinho.

Catuaba em ação.
Agora é simples: junte tudo no liquidificador, bata por uns 10 minutos e mande goela abaixo. Se você não vomitar em 20 segundos pode ter certeza que vai funcionar.

E se você não tiver como conseguir os ramos de catuaba, basta substituir ela e a cachaça pela mistura pronta do boteco, funciona do mesmo jeito.

Chá de catuaba Efeitos Colaterais

Um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Acre, em recente trabalho, apontaram para uma série de riscos advindos do consumo exacerbado de catuaba. Segundo o responsável pela pesquisa, Dr. Décio Pinto, aquelas pessoas que usam continuamente o produto, por mais de cinco anos, podem começar a apresentar alguns dos sintomas abaixo enumerados:

Uma das formas mais perigosas.
Perda do controle da atividade escrotal - O amiguinho, antes inoperante, passa a se manifestar de forma descontrolada, e em situações deveras inadequadas, como em filas de banco, igrejas, reuniões na escola das crianças e quando você está levando uma mijada sendo alertado pelo seu chefe sobre problemas no trabalho;

Crescimento de pelos - você já deve ter percebido que as pessoas que vivem atualmente nos estados do Pará, Amazonas, Amapá, Roraima, Rondônia e Tocantins, que compõem a Região Norte possuem poucos pelos, devido à sua ascendência indígena. Então, quando você ver alguém com um pouco mais peludo, como a Joelma, por exemplo, tenha certeza, trata-se de um usuário de catuaba.

O pessoal do Carrapicho, dessa forma, já estava em estado terminal de consumo;
Tendências Homossexuais - Nesse estágio, a atividade sexual causada pelo uso da catuaba já atingiu um nível acima da capacidade do usuário, o que provoca um efeito reverso. De tanto aplicar, o usuário passa a sentir vontade de receber aplicações.

Então, começa a surgir outras vontades, como a de usar roupas justas, ouvir Village People, pintar as unhas com base bege, entre outras. Chimbinha, famoso guitarrista, é um claro exemplo de manifestação desse tipo de sintoma.