Chá e Chás

------------------------

Conheça o chá de alfazema e suas aplicações!

A alfazema (lavandula officinalis) é uma planta aromática, também chamada de lavanda, muito utilizada na aromaterapia, na cosmética o chá de alfazema e também na medicina alternativa para diversas aplicações.

chá de alfazema um arbusto de pequeno porte, com flores azul-violetas de aroma penetrante, originária das regiões mediterrâneas.
Algumas indicações de uso do chá de alfazema.
Chá de alfazema para problemas de pele, como: abscessos, acne, dermatites, eczemas, feridas, limpa/amacia/acalma a pele, picadas de insetos, psoríase, queimaduras, etc.
Chá de alfazema para doenças respiratórias, tais como: asma, bronquite, tosse, catarro e gripes, asfixia, sinusite e resfriados em geral;
Chá de alfazema problemas gástricos: estômago, baço, enjoo, gases, dispepsia flatulenta, náuseas, perturbações gástricas, fígado, etc.
Chá de alfazema para abatimento, atonia dos nervos encéfalo-raquidianos, apoplexia, cefalalgia, desmaios, depressão, enxaqueca, epilepsia, espasmo, insônia, nervosismo, pressão alta (hipertensão), tensão nervosa, síncopes, vertigem.
Chá de alfazema para disfunções menstruais e urinárias, como: anúria, amenorreia, leucorreia, congestão linfática, gota, etc.
Dores reumáticas, artrite, contusões, paralisia, tensão muscular;
Fraqueza cardíaca, neurose cardíaca e problemas circulatórios;
Pediculose;
Inapetência.
O chá de alfazema tem como princípios ativos: cumarina, taninos, saponinas, princípio amargo, óleo volátil (linalol) com perfume característico da alfazema. Este chá é bastante usado nos tratamentos de dor de cabeça e nevralgias, insônia, vertigens, bronquite crônica, nervosismo, asma brônquica, astenia, também contra problemas estomacais, como dispepsias, cólicas, flatulência e mau hálito.

------------------------

Chá de alfazema modo de preparar.

Colocar uma colher das de sobremesa de sumidades
floridas secas em uma xícara das de chá.
Adicionar água fervente.
Cobrir.
Deixar amornar o Chá de alfazema até chegar à temperatura apropriada
para beber.
Coar.
Quando e como usar o Chá de alfazema
Indicação do Chá de alfazema: Flatulência, falta de apetite, falta de urina, menstruação escassa, gases estomacais.
Modo de usar Chá de alfazema: Tomar o Chá de alfazema duas ou três vezes ao dia, pelo tempo necessário à cura.
Indicação do Chá de alfazema : Ansiedade, nervosismo, depressão.
Modo de usar: Tomar duas ou três xícaras de Chá de alfazema no decorrer do dia.
Indicação: Cistites.
Modo de usar: Tomar três xícaras de Chá de alfazema ao dia, enquanto
persistirem os sintomas.
Chás simples por infusão
Indicação do Chá de alfazema : Estimulante do sono.
Modo de usar: Tomar uma xícara de Chá de alfazema à noite para induzir ao sono.
Indicação: Dor de cabeça de origem estomacal, enxaqueca.
Modo de usar: Tomar uma xícara de chá quando necessário.
Contra-indicação
O Chá de alfazema em doses altas pode ser depressivo do sistema nervoso, causando sonolência
-------------------------

Plantio do Chá de alfazema.

Plantio Chá de alfazema : Multiplicação: por sementes e estaquias (mudas); - Cultivo: planta de clima subtropical. Planta-se as mudas em solos ricos em húmus, porém, com pouca umidade. O espaçamento ideal é de 50cm por 1m; Colheita: retira-se as espigas quando as flores se abrirem. As folhas também são colhidas, na época da floração. As espigas e as folhas do Chá de alfazema devem ser secas à sombra e em local ventilado, acondicionando-as em sacos de papel bem fechados, ou ainda produzindo farelo das folhas secas e acondicionando-o em pote de vidro hermeticamente fechado.

Modo de Conservar o Chá de alfazema: As sumidades floreais devem ser secas ao sol, em local ventilado e sem umidade. Guardar em sacos de papel ou de pano.

Origem : Regiões mediterrâneas.

Indicações do Chá de alfazema -abatimento, abscessos, acne, amenorréia, anúria, apoplexia, artrite, asfixia, asma, atonia dos nervos encéfalo-raquidianos, baço, bronquite, catarro, cefalalgia, congestão linfática, contusão, depressão, dermatites, desmaio, dispepsia flatulenta, doença respiratória (asma, bronquite, catarro, gripe), dores reumáticas, eczemas, enjôo, enxaqueca, epilepsia, espasmo, estômago, feridas, fígado, fraqueza cardíaca, gases, gota, gripe, inapetência, limpa/amacia/acalma a pele, insônia, leucorréia, náuseas, nervosismo, neurose cardíaca, paralisia, pediculose, perturbação gástrica, picada de inseto, problemas menstruais, pressão alta, problemas circulatórios, psoríase, queimadura, resfriado, reumatismo, síncopes, sinusite, tensão nervosa e muscular, tinha, tosse, vertigem.

Dosagem : O Chá de alfazema das flores é muito usado no combate à dor de cabeça e nevralgias. É indicada ainda nos casos de insônia, bronquite crônica, asma brônquica, astenia, vertigens, cólicas, flatulência, dispepsia, inapetência e nervosismo. O chá de alfazema, alivia problemas digestivos e de mau hálito. Princípios Ativos: Taninos, cumarina, princípio amargo, saponinas e óleo volátil (linalol), com o perfume característico de alfazema.

Propriedades do Chá de alfazema: analgésica, antianêmica, antiasmática, anticonvulsiva, antidepressiva, antiemética, antiespasmódica, antiinflamatória, antileucorréica, antimicrobiana, antiperspirante, anti-reumática, anti-séptica, aromática, aromatizante do cabelo, béquica, calmante suave, calmante dos nervos, carminativa, cicatrizante, colagoga, descongestionante, desodorante, diaforética, digestiva, diurética, emenagoga, estimulante da circulação periférica, estimulante mental, excitante do sistema nervoso, hipnagoga, indutora do sono, oftálmica, parasiticida capilar, peitoral, purificante, refrescante, relaxante muscular, repelente de insetos, rubefasciente, sedativa, sudorífica, tônica capilar, tônica do estômago, tônica dos nervos, vermífuga.

Contra-indicações do Chá de alfazema/cuidados: não encontrados na literatura consultada. Porém nenhuma planta deve ser consumida em excesso e nenhum tratamento deve ser feito sem orientação médica.

Efeitos colaterais do Chá de alfazema: Em doses altas pode ser depresiva do sistema nervoso, causando sonolência.

-------------------------

Chá de alfazema, para que serve? Chá para depressão.

O Chá de alfazema é usada para restabelecer o fluxo menstrual. É calmante e alivia as dores de cabeça. É ótima para quem tem enxaquecas, se usada em tratamento constante. Alivia o coração , é boa para hipocondria e tonturas decorrentes de abalos nervosos.

O óleo essencial da lavanda (do latim lavare, lavar) já era utilizado pelos romanos para lavar roupa, tomar banho, aromatizar ambientes e como produto curativo (indicado para insônia, calmante, relaxante, dores, etc.).

O óleo é obtido da destilação das flores, caules e folhas da espécie Lavandula officinalis. Entre várias substâncias, o óleo apresenta na sua composição o linalol e o acetato de linalila, que conferem a sua fragrância e, ainda, resina, saponina, taninos cumarinas.

O Chá de alfazema é perfeita para quem vive perseguindo seus ideais e não consegue concretizá-los. A pessoa tem um sentimento constante de fracasso e julga que nada que faz dá certo. É a erva dos deprimidos e tristes, que não se acreditam, e por isso mesmo deixam que qualquer impecilho frustre seus ideais. Pode ser usada também para ajudar pessoas imaturas, infantis, e que sempre estão vendo a vida por seu próprio prisma.

---------------------------

Benefícios do chá de alfazema.

O chá de alfazema tem propriedades benéficas muito conhecidas na medicina alternativa.
Está indicado como tratamento natural para resolver problemas de ansiedade, bronquite, asma, além de que é ainda excelente para aliviar problemas digestivos, gases intestinais, dores de cabeça e mau hálito.
Não se deve tomar doses excessivas deste chá, porque pode causar sonolência.
Também conhecida como lavanda, esta planta tem cor azul-violeta e um cheiro intenso e aromático.
Para pessoas que têm alguma dificuldade em adormecer, uma chávena de chá antes de deitar é solução para o problema.

Chá de alfazema Receita

Receita de um chá de alfazema muito bom para asma. A alfazema, que também é muito conhecida como lavanda pode servir para combater os tão incômodos sintomas da asma.

Você vai precisar para o chá de alfazema:

Duas colheres de chá de folhas frescas de alfazema
Um litro de água
Modo de Preparo:

Aqui o chá de alfazema é feito por infusão. Deve-se, primeiramente, ferver a água pura e, depois que levantar fervura, despejar sobre as folhas de alfazema. Deixe tampado por cerca de dez minutos e então coe o chá.

Posologia

Beba de duas a três xícaras do chá de alfazema ao longo do dia.

Cuidados

O chá de alfazema deve ser evitado por pessoas com úlcera.
Também pode causar irritação no estômago.

------------------------------

Chá de alfazema para que serve.

A Alfazema é um pequeno arbusto, uma erva perene, com raízes lignificadas, e caules ramificados, tem entre 3-70 cm de altura. É fácil de ser reconhecido por causa de suas pequenas, flores lilás e por causa da nuvem cor de prata que parecem cobrir suas folhas. A planta pode facilmente adaptar-se às condições de seca ou de climas úmidos. Se a planta é mantida dentro de casa, é aconselhável colocar em um lugar bem iluminado, a luz do sol ajuda a aumentar a percentagem de crescimento de óleo etéreo na erva.

A aromaterapia é usada frequentemente para ajudar a tratar algumas condições menores que enfrentamos em nossa vida cotidiana. Tem sido provado ser eficaz em muitas áreas que são tanto físicas quanto mentais.

Diferentes aromas ajudam em diferentes condições. A Alfazema é um dos que realmente funcionam para vários tipos de condições. Ela ajuda a aumentar o relaxamento e a calma. A alfazema afeta o sistema nervoso de uma forma positiva. Ela é capaz de contibuirpara a cicatrização mais rápida de feridas e queimaduras na pele. Ela também ajuda a curar vários problemas de digestão e problemas respiratórios.

A alfazema é comumente usada como anti-séptico. Também é útil para aliviar a irritação e dor associada a picadas de insetos. Muitas pessoas também afirmam que o óleo de lavanda pode ajudar com insônia e dores de cabeça. Em geral, você não precisa consumir aa lavanda, a fim de aproveitar suas propriedades medicinais. Por exemplo, se você tiver uma dor de cabeça, esfregando um pouco de óleo de lavanda na área afetada pode ser de imenso benefício.

Flores secas de alfazema são usadas ​​para preparar uma série de remédios naturais, com cicatrizante, anti-séptico, calmante e relaxante . Por conter tanino, uma substância amarga, substâncias minerais, óleos essenciais, as flores de alfazema tem uma atividade, anti-séptica calmante e carminativo. Elas são usadas ​​em casos de distúrbios digestivos, cefaléia e como agente aromatizante, na hipertensão, afecções cardíacas, dores de cabeça, insônia, melancolia, vertigem ou asma brônquica.

O chá de alfazema que pode ser preparado com duas colheres de chá de flores para uma xícara de água fervida. Deve ser tomado quente e adoçado com mel, ajuda a combater o estresse e dores de cabeça. Já o chá concentrado é utilizado para tratar queimaduras superficiais ou ferimentos leves.
------------------------

Propriedades do chá de alfazema

analgésica;
antiasmática;
antiemética;
antileucorréica,
antirreumática;
antianêmica;
antiinflamatória;
anticonvulsiva;
aromática;
antidepressiva;
aromatizante de cabelo;
antiespasmódica;
antisséptica;
antimicrobiana;
antiperspirante;
béquica;
carminativa;
calmante suave;
colagoga;
calmante dos nervos;
cicatrizante;
desodorante;
descongestionante;
diurética;
diaforética;
digestiva;
estimulante mental;
emenagoga;
excitante do sistema nervoso;
estimulante da circulação periférica;
indutora do sono;
hipnagoga;
oftálmica;
parasiticida capilar;
purificante;
refrescante;
repelente de insetos;
rubefasciente;
relaxante muscular;
sudorífica;
sedativa;
tônica dos nervos;
tônica capilar;
tônica do estômago;
vermífuga.
AROMATERAPIA: antiestresse; regenerador da pele, relaxante e combate as rugas.
Efeitos colaterais e contra-indicações

Se for consumido em altas doses, pode ser depressiva do sistema nervoso e causar sonolência. Assim como outras plantas, não deve ser consumida em excesso e não se devem fazer tratamentos sem orientação médica. Outras contra-indicações: pessoas com úlcera devem evitar o consumo do chá.

INFUSÃO OU DECOCÇÃO da alfazema:

- Ferver juntos: 10g ou 2 colheres de folhas secas picadas para cada meio litro de água e tomar uma xícara, duas vezes ao dia;
- Colocar 5g ou uma colher de sopa de flores de alfazema em uma xícara de água fervendo e deixar por 5 minutos. Pode ser adoçado com mel e bebido 4 vezes ao dia.
COMPRESSAS E MASSAGENS:

- Colocar 10 gramas ou duas colheres de sopa em 1 litro de álcool neutro ou de cereais. É antisséptico e cicatrizante e, em massagens, alivia dores reumáticas;
MACERAÇÃO da alfazema:

- Colocar 50 gramas de flores em um litro de água por 15 dias e coar. Serve para contusões, alivia as dores e desincha.
ÓLEO ESSENCIAL de alfazema:

- Colocar um punhado de flores de alfazema em 750ml de azeite e deixar por 20 dias, depois desse tempo, filtrar em tecido de linho.
Esse óleo de alfazema pode ser consumido para aliviar cansaço: pingando algumas gotas num torrão de açúcar e desmanchando-o lentamente na boca e também pingar algumas gotas nos pulsos e nas têmporas.
------------------------------


Chá e Chás

Tudo Sobre Emagrecer Emagrecedor.info