Slendesta auxiliar nos regimes de emagrecimento.

Slendesta proteína da batata com efeito de saciedade é um  emagrecedor.

Slendesta uxiliar nos regimes de emagrecimento promove a sensação de saciedade diminui o apetite.

slendesta é uma pílula produzida a partir da espécie de batata Russet Nugget, natural dos EUA e poderosa arma contra o sobrepeso.

Poderoso inibidor da proteinase II.

A slendesta possui um componente ativo, o PI2, poderoso inibidor da proteinase II, que aumenta a liberação natural de CCK colecistoquina, promovendo a sensação de saciedade, controlando a fome naturalmente.

Quando o CCK colecistoquina é liberado na corrente sanguínea, sua ação se expande para diversos órgãos, inclusive o estômago e o cérebro, locais nos quais slendesta concentra o efeito de inibição da saciedade.

A slendesta quando os níveis de CCK aumentam, há diminuição do esvaziamento gástrico e do apetite, consequentemente a ingestão de alimentos também é reduzida.

Os resultados da slendesta são comprovados cientificamente.

Os resultados da slendesta são comprovados cientificamente e seu uso já é adotado por pessoas no mundo todo.

A slendesta é a batata que emagrece?

Sim, o extrato retirado da batata ajuda a perder peso.

Ele se chama slendesta e promove a rápida obtenção de o prolongamento da sensação de saciedade.

Seu componente ativo aumenta a liberação do hormônio CCK, que inibe a fome, explica Anelise Taleb, diretora de farmácia de manipulação em São Paulo.

Ao ingerir slendesta uma cápsula formulada com o componente, uma hora antes das refeições, você vai comer bem menos.

O nutricionista pode receita slendesta também na forma de sachês, shakes, bombons ou gomas

Slendesta – Extrato de proteína da batata promotora da saciedade

Slendesta é um ingrediente seguro, natural, derivado da espécie de batata Russet Nugget, natural dos EUA, que promove saciedade para dietas de perda de peso.

O componente ativo, PI2 (inibidor da proteinase II), aumenta a liberação natural de CCK (Colecistoquinina) que promove saciedade e controla a fome naturalmente.

Mecanismo de ação

Entre os agentes envolvidos no processo de saciedade do corpo humano, encontra-se a Colecistoquinina (CCK), um hormônio peptídico que uma vez liberado na corrente sanguínea, age em vários órgãos, inclusive o estômago e o cérebro, onde é responsável pela manutenção da saciedade.

Quando há um aumento dos níveis de CCK no organismo, observa-se a diminuição do esvaziamento gástrico, diminuição do apetite e redução da ingestão alimentar.

Várias tentativas têm sido realizadas para sintetizar o CCK em laboratório, no entanto, ele não pode ser administrado por via oral, pois, trata-se de uma molécula instável.

Além do método natural de liberação do CCK no organismo, alguns estudos realizados comprovaram que existe uma segunda forma de se ativar esse hormônio: através da ação de inibidores da proteinase (IP2), que pertencem a uma classe de proteínas compostas presentes em algumas espécies vegetais, principalmente na batata.

Diante disso, e após muitos estudos, foi criado o produto Slendesta, derivado da batata, composto de IP2, que é um componente que promove a saciedade e que pode ser administrado por via oral.

O conteúdo de Slendesta é baseado em inibidores de proteinase (IP2), que foram clinicamente testados e demonstraram a capacidade de aumentar a liberação do hormônio CCK.

Com a obtenção de um efeito de saciedade rápido e prolongado, os indivíduos que utilizam Slendesta podem diminuir as porções alimentares ingeridas nas refeições.

Mecanismo normal da digestão: A ingestão de alimentos ativa a liberação de CCK (Colecistoquinina) endógena, que é a substância responsável por ligar-se a receptores específicos que ativam neurotransmissores que levam ao cérebro a informação de saciedade.

Também é liberado neste momento enzimas, tripsina e quimiotripsina, que ligam-se às CCK impedindo que as mesmas liguem-se aos receptores específicos.

Esse balanço entre CCK livre e bloqueado é perfeito e ocorre naturalmente no organismo humano.

Mecanismo de digestão com Slendesta: Slendesta possui 5% de PI2 em sua composição.

Este PI2, quando ingerido, além de ativar maior liberação de CCK, liga-se às enzimas tripsina e quimiotripsina por maior afinidade e bloqueia a ação das mesmas.

Desta forma, toda CCK liberada estará livre para ligar-se aos receptores específicos para envio da informação de saciedade ao cérebro.

Age de forma prolongada pois durante todo tempo de digestão do Slendesta, as CCK estarão trabalhando no organismo enviando incessantemente a informação de saciedade ao cérebro.

Eficácia e Toxicidade

Foram realizados 15 estudos, de 1987 a 2005, com 696 temas acerca de Slendesta com dosagens diárias de 300 até 30.000 mg com duração de 1 dia até 20 semanas, com eficácia comprovada e sem efeitos colaterais significativos relatados.

Um dos estudos avaliou a perda de peso após ingestão de Slendesta em adultos obesos.

Duzentos e quarenta indivíduos com idade entre 47 ± 9 anos tomaram cápsulas de placebo, 15mg ou 30mg de PI2 (que corresponde a 300 e 600mg de Slendest) 60 minutos antes das duas principais refeições diariamente por 12 semanas.

Apenas 196 indivíduos chegaram ao final dos testes, sendo que o índice de desistência foi semelhante nos três grupos estudados. Como resultado, o grupo placebo não obteve perda de peso significativa, sendo que os grupos que ingeriram as cápsulas de 30 e 60mg de PI2 tiveram redução significativa de peso.

Principais informações

• É um alimento funcional que aumenta a saciedade e promove emagrecimento.

• São 15 alegações funcionais, incluindo ajuda no controle do peso, reduz a ingestão calórica, auxilia no processo de emagrecimento e estimula a sensação de saciedade.

• Segurança: sem efeitos secundários, é um extrato 100% natural de batata.

• Benefícios comprovados: 15 ensaios clínicos com mais de 700 pessoas.