Emagrecedores

------------------------

Fucus Emagrecedor: Fucus Indicado em caso de hipotireoidismo.

Fucus Indicado em caso de hipotireoidismo, Fucus bócio linfoadenóide; Fucus auxiliar no tratamento da obesidade.

Contraindicações Fucus : Hipersensibilidade aos componentes da fórmula Fucus.

Fucus ainda contraindicado em pacientes que tenham: hipertireoidismo, acne, hipertensão arterial, cardiopatias, ansiedade, insônia, tratamento concomitante com agentes antitireoidianos e hormônios tireoidianos.

Fucus fitoterápico é um medicamento. O uso de Fucus medicamento pode trazer riscos. Procure o médico e o farmacêutico. Leia a bula Fucus. Se persisterem os sintomas o médico deverá ser consultado.

------------------------

Fucus (Fuccus vesiculosus)

O fucus é uma alga castanha, extremamente abundante nos rochedos das costas do Atlântico, pacífico e mar do Norte, onde a sua acumulação atinge 15-20cm de espessura, o talo é fixado ao rochedo por um disco basilar provido de rizoídes. Tem sabor salgado ou insípido, mucilaginoso.

Nome Popular : Fucus, Alface do Mar, Cavalo Marinho, Cavalinho do Mar e Alga Vesiculosa, no Brasil; Bodelha, Botilhão, Botelho, Botilhão Vesiculoso, em Portugal; Lechuga do Mar, Fucu Vejigoso, Sargazo Veijigoso e Encina Marina, em língua espanhola; Chêne Marin, Varech, Laitue Marine, Verech Vesiculeleux, na França; Seeiche e Blasentang, na Alemanha, Bladderwrack, Seawrack. Kelpware, Black-tang, Bladder fucus e Cutweed, em inglês.
Parte utilizada: A alga inteira.
Plínio descreveu o fucus com o nome Quecus marina que era então utilizada para as dores das articulações.
Muito utilizada no século XVIII para o tratamento da asma e das doenças de pele, sendo seu uso abandonado no início do século XIX quando Curfois descobre o iodo em 1811.
O fucus é arrancado dos rochedos pelas marés cheias e de novo lançado sobre estes. Os anglo-saxões do litoral utilizavam-no na alimentação, e os franceses como adubo. 
O principal e mais importante constituinte do fucus é o iodo, mas também contém: bromo, óleo essencial, ácidos graxos livres, gomas, fucórdina, ácido algênico, pectina e sais minerais (CI, K, Fe e P). O fucus é uma fonte de elementos que são absorvidos do seu ambiente, os quais são transferidos para o organismo humano pela alimentação. Por causa disto, o fucus é usado como complemento em dietas. O fucus é recomendado para hipotiroidismo, obesidade e disfunções da tireóide. Também é usado em fitocosmética como anti-celulítico. 
O fucus é uma alga marinha e deve ser usado como coadjuvante nos tratamentos de obesidade, acelerando o metabolismo. Atua como diurético suave, age na função intestinal e pode ser usado também no tratamento das disfunções da tiróide.

-------------------------

Mecanismo de ação do fucus.

fucus é um pó marrom avermelhado, com odor típico de algas marinhas e de sabor mucilaginoso, iodado e salino contendo algina, manitol, betacaroteno, zeaxantina, iodina, bromina, ácido algínico, fucose, manitol, fucoidina ( 60 %), laminarina; Polifenóis; Oligoelementos; Sais minerais : iodo, potássio, bromo, cloro, magnésio, fósforo, cálcio e ferro; Princípios amargos; Lipídeos (glucosildiacilglicerídeos); Vitaminas e Provitaminas A e D.
fucus é indicada no tratamento do hipotireoidismo e em disfunções da tireóide devido à grande concentração de iodo, conferindo-lhe uma ação estimulante da tireóide, favorecendo os processos catabólicos, regularizando a produção do hormônio tireotrofina e acelerando o metabolismo da glicose e ácidos graxos, sendo este o motivo do uso como coadjuvante em tratamentos de perda de peso. 
A algina presente na alga atua como protetor das mucosas digestivas. Os sais de potássio promovem ligeira ação diurética. O alginato de cálcio pode ser usado como um hemostático local de ação rápida. A laminarina exerce uma ação hipocolesterolemiante.
Pela sua riqueza em elementos que absorve do seu meio natural e que são transferidos para o organismo humano, é usado como complemento da dieta.

-------------------------

Indicações do uso do Fucus.

O teor de iodo no fucus estimulo a tireóide regularizando a produção do hormônio tireotrofina e acelerando o metabolismo de glicose e ácidos graxos. Desta forma pode ser usado como auxiliar no tratamento da obesidade.
Também pela ativação do metabolismo e pela presença de mucilagens, promove um aumento do trânsito intestinal, possuindo ainda ligeira ação diurética.
Resumindo, o fucus age como um estimulante natural da tireóide, depurativo do sangue, complemento mineral e diurético.
Uso Externo :
- Decocção : aplicada sob a forma de compressas.
- Cataplasmas de algas frescas.
- Banhos.
- Pomadas.
- Pó : alginato de cálcio, aplicado sobre feridas como cicatrizante.

---------------------------

Toxidade e Contra-indicações do Fucus.

Quando a administração de fucus é feita de forma incontrolada ( freqüentemente como automedicação para perder peso) ou em caso de hipersensibilidade pessoal, pode haver a manifestação de um quadro de intoxicação pelo iodo presente, devido a uma hiperatividade da tireóide do fucus, caracterizada por um quadro de ansiedade, insônia, taquicardia e palpitações. Em virtude da possibilidade de conter metais pesados no fucus na alga e a dificuldade de quantificar o iodo exatamente, recomenda-se a prescrição somente de formas galênicas estandarizadas e especialidades com o devido controle sanitário, preferivelmente em forma de cápsulas ou comprimidos entéricos.
fucus é contra-indicada a prescrição de tinturas e extratos fluídos para crianças menores de dois anos e para pessoas que estejam sendo submetidas à desabituação alcoólica, devido a presença de álcool. fucus Não se deve prescrever também para pessoas que estejam fazendo tratamento com hormônios tireoidianos.

------------------------------

Emagrecedores

dietasdietas de emagrecer.