Emagrecedores

------------------------

Efedrina Emagrecedor é uma alcalóide.

O elemento químico efedrina é uma alcalóide derivado de um arbusto da família Ephedraceae.

Efedrina está relacionada de perto à metanfetamina e outras fenetilaminas.
Efedrina é um estimulante que age no sistema nervoso central e é amplamente usada como descongestionante nasal e no tratamento de asma.

Efedrina é encontrada em muitos produtos populares para emagrecer, alguns dos quais a FDA (agência norte-americana que regula medicamentos e alimentos acredita que podem ser perigosos.

De fato, a FDA baniu recentemente a venda, embora não a posse, de todos os suplementos alimentares contendo efedrina.

------------------------

Problemas sérios associados à efedrina envolvem pressão alta.

A maior parte dos problemas sérios associados à efedrina envolvem pressão alta, a qual pode causar sangramento no cérebro, infarto ou ataque cardíaco.

Efedrina HCL, usada como broncodilatador, é considerada um medicamento e não suplemento; de forma que não é alvo do banimento da FDA.

A erva tradicional chinesa ma huang, ou efedra sinica, contém efedrina natural e é geralmente usada em suplementos para a saúde.

Efedrina é comumente usada em laboratórios clandestinos de metanfetaminas. Há várias formas de converter efedrina em metanfetamina.

-------------------------

Efedrina: Saiba os Principais Efeitos da Efedrina.

O Uso da Efedrina para Atletas e Praticantes de Musculação Pode ser Fatal

efedrina, um fármaco muito utilizado por atletas e praticantes de musculação em sua maioria, com o objetivo principal de emagrecer e obter a tão desejada definição muscular. Estudos mostram que esses resultados podem ter um preço alto a se pagar. Esta droga pode ser muito eficiente no tratamento da obesidade, desde que seja administrada com um acompanhamento médico feito a base de exames e observação dos efeitos colaterais no paciente.

Vale lembrar que a Efedrina é um estimulante altamente forte e não deve ser utilizado em hipótese alguma por adolescentes ou qualquer pessoa sem instrução.

Introdução:

Primeiramente é importante ressaltar que a Efedrina está proibida tanto no Brasil, quanto nos EUA, na forma de suplementos alimentares, podendo ser até mesmo pelo seu uso descontrolado observado nos últimos anos. Na última década, praticantes de musculação de qualquer lugar do mundo estavam fazendo o uso indevido da efedrina, fazendo altas dosagens e até mesmo com alta frequência ao longo do dia.

Efedrina é uma substância parecida quimicamente com a conhecida anfetamina. Ela causa um forte estímulo ao cérebro e aumenta a liberação no corpo de algumas catecolaminas, substâncias que agem em vários órgãos, incluindo cérebro, coração, vasos sanguíneos e pulmões.

Sabe-se que a efedrina foi muito utilizada em conjunto com outros estimulantes como a cafeína, potencializando ainda mais os riscos.

Podemos encontrar esta substância facilmente em diversas farmácias de nosso país na forma de fármacos como o Franol, dentre outros. A ANVISA liberou a venda para usuários com receita médica, porém sabemos que não é bem assim que funciona.

Há muito tempo atrás a efedrina foi usada para diversos tratamentos de diversas maneiras como:broncodilatador, descongestionante nasal e vasopressor. Porém com o passar dos anos foi havendo insegurança quanto aos seus efeitos.

efedrina possui uma poderosa ação termogênica que se for usada de forma correta pode proporcionar uma grande queima de gordura. Porém pode causa uma dependência bem forte ao usuário. Hoje em dia podemos encontrar a efedrina em medicamentos como: Marax (25mg) e Franol (15mg).

-------------------------

O Uso da Efedrina para emagrecer:

Observando o grande aumento de pessoas utilizando a efedrina, foi observado também o grande aumento do número de problemas cardíacos relacionados apenas a atletas e praticantes de musculação. Com base nisto, começou a se estudar a substância de uma forma mais ampla, hoje se sabe que o uso indiscriminado da efedrina pode causar até mesmo o infarto do miocárdio. (Rafael Yared Forte: 2006).

Além de tudo mais este composto é altamente prejudicial ao sistema circulatório falando em uma maneira geral, ele causa uma grande sobrecarga no mesmo. (Rafael Yared Forte: 2006).

A Efedrina pode ser utilizada também na prevenção de hipotensão arterial perante a anestesia para a cirurgia no parto. (Edno Magalhães, TSA: 2009).

Há indícios também de que a efedrina dependendo da dosagem pode provocar alterações renais e endócrinas. (Rosa Beatriz Amorim: 2002).

Porém ainda se sabe que se for utilizado de maneira correta, a substância pode ajudar de maneira desejada pacientes obesos que precisam emagrecer de maneira emergencial. (Marcio C. Mancini: 2006).

A efedrina é comparada com diversos outros fármacos utilizados para emagrecer como a sibutramina, anfetamina, dentre outros. (Marcio C. Mancini: 2002). Seu efeito é similar ao de todos esses, pois isso o risco tão grande que deve ser evitado, por quem não possui necessidade emergencial de emagrecer.

---------------------------

Efeitos colaterais da Efedrina no emagrecimento:

Seu uso contínuo causa perda de apetite, insônia, etc. Já nos casos de super dosagem, pode causar alucinações, tremores, alterações de humor, tontura, obnubilação, vertigem, taquicardia, hipertensão e até levar a morte.

Estudos dizem que a efedrina possui efeitos bem similares ao da cocaína, droga que causa estimulação alfa e beta adrenérgica, causando uma aceleração no seu corpo todo levando a aumento da pressão arterial, aumento da freqüência cardíaca, vasoespasmo coronariano, isquemia, infarto e arritmias.

Contra indicações:

A efedrina não deve ser usada por pessoas que têm problemas cárdio vasculares, hipertensão, ou qualquer outro problema que modifique o funcionamento do organismo. Só deve ser usada por pessoas saldáveis e indicação de um profissional da área.

No meio culturista a efedrina é usada em um coquetel chamado ECA (efedrina, cafeína e aspirina). A ECA é administrada da seguinte maneira, 250mg de aspirina, com 20mg de efedrina e 250mg de cafeína. A cafeína combinada com efedrina causa efeitos ainda mais fortes, podendo ser até mais perigoso. O ECA atua também na diminuição do apetite.

A meia vida da efedrina dura de 3 a 6 horas, e sua formulação é composta de C10H15NO.

Conclusão:

Com base no atestado acima, podemos concluir perfeitamente que a Efedrina é uma substância muito perigosa que não deve ser utilizado para ego próprio, porém pode ser muito eficiente para os obesos mórbidos que necessitam de um estimulante para emagrecer de maneira rápida. Os efeitos causados pela efedrina podem ser inferiores aos causados pelo excesso de gordura.

------------------------------

Efeitos Colaterais da Efedrina.

Existem vários efeitos colaterais relacionados a efedrina. Os sintomas mais comuns são:

- Boca Seca
- Insônia
- Dores de Cabeça
- Ansiedade

Estes efeitos podem diminuir depois que corpo se acostuma com uma dose regular de efedrina, caso haja aumento da dose os efeitos podem retornar.

Os efeitos colaterais mais sérios da efedrina estão relacionados ao abuso dessa droga ou devido a pré-disposição a algumas doenças do coração. Algumas pessoas com o tempo param de sentir os efeitos da Efedrina e pensam que ela não está mais agindo e acabam aumentando a dose, as vezes levando um círculo vicioso muito perigoso. Lembrando que como todo estimulante, a efedrina vicia, pessoas com a mente fraca podem sofrer de dependência. É muito comum pessoas não conseguirem mais treinar do mesmo jeito sem o uso de efedrina, acham que não vão ter o mesmo desempenho e recorrem ao seu uso contínuo.

Problemas cardiovasculares x Efedrina

O uso da efedrina pode aumentar a pressão arterial e gerar palpitações. Os efeitos podem ser desastrosos com o abuso dessa substância. Pessoas com problemas cardíacos ou principalmente que não sabem se tem algum problema cardíaco ou de pressão arterial devem ficar longe da efedrina, especialmente da combinação efedrina + cafeína a não ser que estejam sob supervisão médica. Uma dica importante para qualquer pessoa que já esteja usando é medir sua pressão regularmente.

------------------------

Outros Possíveis Efeitos Colaterais.

* Náuseas
* Vertigem
* Irritações no estômago
* Diarréia
* Pedras nos Rins
* Tremores
* Nervosismo
* Perda de Apetite
* Suor em excesso
* Efeito diurético leve

Conclusão

Algumas pessoas podem ficar apavoradas com esta lista de efeitos colaterais, porém quando o seu uso é bem empregado e o usuário é uma pessoa saudável e equilibrada o uso desta substância pode trazer grandes resultados.

ECA – Efedrina, Cafeína e Aspirina.

O conjunto ECA(Efedrina/Cafeína/Aspirina) é a combinação mais poderosa que existe para queima de gordura nos dias de hoje.

Efedrina

Efedrina é o principal ingrediente do ECA, tanto para aumento da queima de gordura como energia. Já é bastante efetivo sozinho, mas misturado com cafeína os efeitos são ainda maiores. Também conhecida como Ma Huang(seu nome chinês), a efedrina pura é extraida das ervas de Ma Huang, mas isto não é importante. O que você quer saber é o quanto ela pode lhe ajudar. Ela é extremamente poderosa quando usada de forma correta. Ela aumenta a velocidade da queima de gordura de uma forma muito rápida e você pode ver resultados em um curto período de tempo, mas existem algumas coisas que você deveria saber sobre Efedrina antes de sair correndo atrás dela. A primeira coisa que você deve ter em mente é que com a mesma eficiência que ela queima gordura, ela pode queimar a sua massa muscular também, você terá que aumentar ainda mais a ingestão de proteína para contra-balancear esta perda.

Uma coisa que você tem que considerar quando usar o conjunto ECA, é a quantidade que você vai usar. Algumas pessoas podem ser muito sensíveis as substâncias usadas, terem alguns efeitos colaterais muito chatos como fortes dores de cabeça, suor excessivo, entre outros, nunca comece com uma dosagem elevada. A registros até de mortes relacionados ao uso abusivo de efedrina.

Cafeína.

A cafeína sozinha não gera muitos efeitos, mas em conjunto com a efedrina você terá o mais poderoso e barato suplemento para queima de gordura que já existiu. A cafeína também ajuda na queima de gordura e em quantidades consideráveis é um energético poderoso.

Aspirina

A idéia de colocar aspirina na mistura também é de que em conjunto com a Efedrina e Cafeína ela pode eliminar células de gordura e potencializar a mistura. Porém ainda existem muitas dúvidas relacionada a segurança do uso da aspirina em conjunto com outras substâncias potencialmente perigosas.

Conclusão
A diferença entre o remédio e o veneno é a dosagem, este artigo não é um manual de como usar o ECA, é apenas informativo.

------------------------

Efedrina como é obtida?

A efedrina é obtida do extrato vegetal de Ma-Huang (farmacopéia Chinesa, Indiana e Japonesa, dos ramos jovens de Ephedra sinica, Ephedra equisetina e Ephedra gerardiana (Ephedraceae), que contém não menos de 1,25% de alcalóides na forma de efedrina. É encontrada na forma de grânulos ou cristais brancos, que se decompõem na presença de luz, devendo ser armazenada em frascos opacos. É solúvel em água, álcool, clorofórmio e éter. Possui atividade alfa e beta-agonista com  capacidade de aumentar a liberação de norepinefrina dos neurônios simpáticos. É uma droga que estimula o aumento da freqüência cardíaca e o débito cardíaco, e invariavelmente aumenta a resistência periférica, dessa forma, podendo elevar a pressão arterial. A ativação de receptores b-adrenérgicos, nos pulmões, promove broncodilatação. Além disso, a efedrina é um potente estimulante do sistema nervoso central (SNC), sendo que após sua administração oral, seus efeitos podem persistir por várias horas. É eliminada na urina em sua forma íntegra, tendo uma meia vida de aproximadamente 3 a 6 horas.

O extrato vegetal de Ma-Huang vem sendo utilizado a centenas de anos pelos Chineses, primariamente para o tratamento de indisposição provocada pela febre tifóide, dores articulares, tosses, inchaço dos tornozelos, asma, e contra os sintomas da gripe e de resfriados. É fato que, hoje em dia vários medicamentos descongestionantes e outros que atuam contra os sintomas da gripe, contêm efedrina. No entanto, seu uso com a finalidade de controlar o peso ou aumentar a "energia corporal" tem crescido dramaticamente, conforme podemos observar nas prateleiras de lojas de suplementos, onde a maioria dos produtos para controle do peso contem efedrina.

De fato, a efedrina, entre outras, parece ser uma droga que apresenta o melhor efeito na produção do aumento do gasto calórico através do processo denominado de termogênese (produção de calor), que de forma grosseira significa queimar" gordura para produzir calor. Em outras palavras, com a ingestão de efedrina, ocorre aumento do metabolismo que por sua vez aumenta a temperatura corporal central. Isso acelera o gasto calórico, que facilita a perda de gordura corporal. De forma científica, a efedrina interage com os receptores b-adrenérgicos presentes na superfície dos adipocitos (celulas que armazenam gordura na forma de triacilglicerois). Essa interação entre o agonista b-adrenérgico (efedrina) e os receptores adrenérgicos presentes na superfície da célula de gordura é que irão dar inicio a uma seqüência de eventos, dentro da célula, que resultarão em aumento da lipólise, ou seja, "quebra de gorduras.

-------------------------

Programas de perda de peso.

Em programas de perda de peso para obesos o extrato de Ma-Huang é utilizado como adjuvante, apresentando certo grau de segurança, sem a presença de efeitos colaterais detectáveis. Atua através de dois mecanismos, supressão do centro nervoso ligado ao apetite e aumento da oxidação de ácidos graxos de cadeia longa. Essa substância pode ser associada com a ingestão de cafeína, dentro das recomendações adequadas (200mg/dia), visto que juntas (cafeína e efedrina) atuam sinergisticamente promovendo a perda de gordura de maneira mais eficaz. A cafeína tem a capacidade de aumentar as concentrações plasmáticas de adrenalina, que por sua vez aumenta a oxidação de gorduras. Em outras palavras, quando ocorre a combinação dessas duas substâncias o efeito produzido é maior do que quando somamos os efeitos que cada uma delas tem individualmente. Além disso, a combinação da cafeína/efedrina ou de suas ervas equivalentes (guaraná/efedra), com aspirina ou sua erva equivalente (willow bark) parecem potencializar ainda mais esses efeitos, principalmente no que se refere à supressão do apetite. Assim, a utilização de doses contendo o equivalente a 20 - 25mg de efedrina, considerando-se a pureza do extrato utilizado, com a ingestão de 200 mg de cafeína, e 300 mg de aspirina, parece ser a melhor combinação. Essa dose de efedrina pode ser obtida pelo consumo de 2 cápsulas da maioria dos produtos comercializados, e pode ser usada com segurança em intervalos de 6h, ou seja 3 vezes ao dia. Aparentemente, a ingestão de efedrina (20-25mg) não é capaz de produzir efeitos colaterais em indivíduos sadios, mesmo se associada à até 200mg de cafeína, outra substância simpatomimética.

Um lado considerado benéfico para praticantes de atividade física com a suplementação combinada de efedrina, cafeína e aspirina, é o "sentimento" do aumento da energia e disposição para a prática de atividades físicas, podendo levar o indivíduo a suportar o aumento da intensidade do esforço. Além disso, essa combinação parece exercer um grande efeito de supressão do apetite, considerado benéfico para aqueles que pretendem diminuir a ingestão calórica com o objetivo de perda do peso. Dessa forma, suprimindo o apetite e ao mesmo tempo dando a sensação de se ter maior energia, não é de se espantar que a combinação desses elementos está se tornando cada vez mais popular.

Alguns pesquisadores classificam doses de até 150mg de efedrina como seguras, quando utilizadas em obesos. No entanto o seu uso deve ser evitado por crianças e adolescentes (12 meses aos 17 anos de idade); lactentes (criança de zero a onze meses de idade); lactantes, uma vez que a efedrina é capaz de ser encontrada no leite; cardiopatas, incluindo-se aqueles que se utilizam de inibidores da enzima monoamina oxidase (MAO- para depressão ou supressão do apetite); e mulheres grávidas, por falta de estudos que comprovem segurança.

-------------------------

Devidas precauções.

Entretanto, mesmo se tomando as devidas precauções, o uso dessas substâncias deveria obedecer algumas regras para se evitar o efeito da exposição crônica, que tem como conseqüência a saturação dos receptores b-adrenérgicos. Isso implica na diminuição da sensibilidade à droga (efedrina e cafeína), fazendo com que o indivíduo aumente a dosagem ingerida. Esse comportamento torna-se perigoso, uma vez que as doses elevadas podem causar aumento da temperatura corporal, perda da eficiência termorregulatória, e aumento da pressão arterial e da freqüência cardíaca. Adicionalmente a isso, a maior capacidade de resistir ao esforço físico e a capacidade de elevar a intensidade do mesmo, acima do que normalmente o indivíduo está acostumado, contribui para esses aumentos supracitados, colocando a maioria dos indivíduos numa situação de perigo, podendo levar à morte.

Para ilustrar essa situação, um exame médico realizado no início do mês de julho de 2003, atribuiu a contribuição de um produto à base de efedrina à morte de um jogador de beisebol de 23 anos, Steve Bechler, da equipe Baltimore Orioles. Bechler morreu um dia após sua temperatura corporal ter subido bruscamente para 42ºC durante um treinamento. O legista responsável pela autópsia, Joshua Perper, chegou a conclusão de que houve falência múltipla de órgãos, e que isso poderia estar relacionado ao uso de um medicamento conhecido pelo nome de "Xenadrine". Foi constatado que o jovem atleta utilizava o medicamento para perder peso. O jogador pesava 107 Kg, porém, sofria de hipertensão.

Sabe-se que a indústria de suplementos gera 1 a 3  bilhões de dólares anualmente, pelas vendas de produtos a base de efedrina. Um estudo realizado por pesquisadores, em São Francisco, revelou que as pessoas que consomem essa droga tem um aumento 200 vezes maior na ocorrência de efeitos colaterais do que aquelas que tomam outros tipos de suplementos.

Deve ser ressaltado que existem diferenças individuais em resposta a ingestão de efedrina, ou seja, alguns indivíduos ingerindo a dose considerada segura (20-25mg) não irão apresentar qualquer tipo de efeito colateral indesejável como por exemplo: taquicardia; aumento excessivo da temperatura corporal e do suor,  do estado de euforia, da freqüência cardíaca e da pressão arterial. Por outro lado, outros irão apresentar um ou mais desses sintomas mesmo ingerindo doses abaixo do considerado seguro.

Atualmente, várias organizações médicas proeminentes, incluindo a American Medical Association e a Health Canadá, têm recomendado a proibição da venda de efedrina. As organizações esportivas, incluindo a National College Athletics Association (NCAA), o International Olympic Committee (IOC) que considera doping uma concentração acima de 10mg/ml encontrada na urina, e a National Football League (NFL), proíbem o uso de produtos contendo efedrina. Adicionalmente, a FDA (Food and Drug Administration) tem publicado inúmeras advertências sobre os possíveis efeitos colaterais dessa droga. Dessa maneira, por haver um risco substancialmente maior com o uso da efedrina em comparação a outros produtos a base de ervas (Ginkgo Biloba, Echinacea, Ginseng, Kava Kava, Yohimbe, St. John´s Wort), sua utilização deveria ser restrita ou evitada a fim de prevenir as sérias reações adversas que pode acometer grande parte dos usuários.

---------------------------

Emagrecedores

dietasdietas de emagrecer.