Betacaroteno emagrece?

Betacaroteno é uma substância precursora da vitamina A, no organismo é convertido em vitamina A, é altamente eficaz no combate aos radicais livres, Betacaroteno é antioxidante, protegendo desta forma, a integridade das células.

Betacaroteno é um carotenoide. Carotenoides são pigmentos naturais encontrados em plantas e responsáveis pelas cores vibrantes de algumas frutas e legumes, como a cor laranja da cenoura, o vermelho do caqui, e o amarelo intenso da manga.

Uma vez ingerido, o betacaroteno pode ser convertido em vitamina A (retinol) ou agir como um antioxidante para ajudar a proteger as células dos efeitos nocivos dos radicais livres. 50% da vitamina A no corpo vêm da ingestão de betacaroteno, por isso ele é chamado de "pró-vitamina A", ou seja, o betacaroteno é um precursor para a produção de vitamina A no organismo.

Os benefícios da Vitamina A de Betacaroteno.

Betacaroteno Atua como antioxidante e no combate aos radicais livres;
Betacaroteno É de extrema importância para o bom funcionamento dos olhos;
Betacaroteno manutenção do bom funcionamento do sistema imunológico.

Importante Betacaroteno! O organismo não fabrica vitamina A, ou seja, toda vitamina que se necessita deve ser obtida através do consumo de alimentos ou Betacaroteno.

Entretanto, o corpo tem a capacidade de armazenar a vitamina A ingerida, dessa forma são criadas reservas para quando necessário com Betacaroteno.

Substância de Betacaroteno precursora da vitamina A

Betacaroteno os carotenóides, particularmente o Betacaroteno é uma substancia encontrada em alimentos vegetais com colorações que variam do amarelo ao alaranjado, como a cenoura.

Betacaroteno substância precursora da vitamina A, Betacarotenono organismo é convertido em vitamina A, Betacaroteno é altamente eficaz no combate aos radicais livres, Betacaroteno antioxidante, protegendo desta forma, a integridade das células.

Indicação Betacaroteno : fonte de Betacaroteno.

Benefícios comprovados do betacaroteno

Aliado da pele: O betacaroteno ajuda no combate aos radicais livres que envelhecem a pele e colabora para preservar o colágeno, o que aumenta a elasticidade e a tonicidade dela.

Além disso, o betacaroteno contribui para um belo bronzeado. Isto porque ele ajuda na formação de melanina, responsável pela pigmentação da pele e proteção contra a radiação solar.

O betacaroteno ajuda na uniformização do bronzeado, que ocorre de forma mais rápida e eficiente.

Comer uma cenoura diariamente, tomar suco de laranja com beterraba e caprichar em saladas com folhas verde-escuras, ajuda a deixar a pele dourada devido aos carotenoides presentes nesses alimentos.

Há mais de 600 pigmentos carotenoides encontrados em frutas e vegetais de cor verde, vermelha, laranja e amarela. Estes carotenoides são produzidos pelas plantas como uma forma de defesa à radiação solar e as pessoas também se beneficiam de sua ação antioxidante e protetora do DNA celular.

Bom para os ossos: O betacaroteno ajuda no crescimento ósseo estimulando a produção de colágeno, que faz parte da matriz óssea para fixação dos minerais como cálcio, fósforo, magnésio e boro.

Bom para a visão: O betacaroteno protege a superfície ocular (córnea) e as estruturas que compõem o olho. Esta ação melhora o olho seco e algumas conjuntivites inflamatórias.

Ele é essencial para a visão e pode contribuir para reduzir a incidência de catarata junto com outros antioxidantes.

Bom para a imunidade: Betacaroteno aumenta a capacidade do sistema imunológico, e assim as nossas defesas ficam mais competentes na luta contra micro-organismos invasores.

Bom para o cabelo e as unhas: Como o betacaroteno contribui para preservar o colágeno, ele ajuda a pele e o cabelo a ficarem mais saudáveis.

Deficiência de betacaroteno

Deficiência de betacaroteno e vitamina A é muito comum nos países em desenvolvimento, onde é a principal causa de problemas de visão e cegueira evitável em crianças de acordo com a Organização Mundial de Saúde. Os sinais de deficiência incluem cegueira noturna, olhos secos ou inflamados, perda de cabelo e irritação da pele. O betacaroteno e a vitamina A podem ser dosados no sangue para detectar a deficiência.

A deficiência de betacaroteno reduz a capacidade antioxidante do corpo, pode prejudicar a visão e levar à cegueira, baixa a imunidade, prejudica o viço da pele, enfraquece unhas e cabelos e deixa de proteger o aparelho cardiovascular.

Fontes de betacaroteno

As melhores fontes de betacaroteno são: cenoura, abóbora, batata-doce, espinafre, couve, pimentão vermelho, mamão, caqui, manga, melão, melancia, damasco, goiaba e tangerina.

Atingir boas quantidades de betacaroteno na alimentação é fácil. 100 gramas de cenoura crua contém 4 vezes a recomendação diária do nutriente.

Já 100 gramas de batata doce tem 6 vezes a orientação de betacaroteno do dia. Por isso, para manter os níveis corretos de betacaroteno basta ter uma alimentação variada, com frutas, legumes e verduras sendo consumidos diariamente.

Para aumentar a absorção e a biodisponibilidade do betacaroteno é sempre interessante incluir algum alimento gorduroso na refeição, como castanhas ou nozes no suco, e azeite na salada, no legume cozido e na sopa.

Quantidade recomendada de betacaroteno

O Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos (National Institutes of Health) recomenda a ingestão diária de 3.000 UI (unidades internacionais) para homens; 2.300 UI para mulheres; 1.320 UI para crianças com 0-6 meses de idade; 1.650 UI para crianças com 7-12 meses de idade; 1.000 UI para crianças com 1-3 anos; 1.320 UI para crianças com 4-8 anos; 2.000 UI para crianças com 9-13 anos.

Suplementos de betacaroteno

O uso do suplemento de betacaroteno é recomendado quando são detectados os sintomas da deficiência do nutriente.

No caso de pessoas que não ingerem frutas e vegetais a suplementação pode ser necessária, contudo, ela deve ser feita sempre com a orientação médica.

Riscos do consumo em excesso de betacaroteno

Os riscos do excesso de betacaroteno são a hipercarotenemia, ou seja, a pele alaranjada, que é reversível após parar de usar o suplemento.

Excesso de vitamina A sintética (não confundir com betacaroteno) em medicamentos como a isotretinoína (usado no tratamento de acne) pode causar problemas no fígado e até defeitos congênitos em bebês.