Agar Agar para emagrecimento.

Agar Agar é indicado em dietas que exijam grande valor alimentício e com baixo teor de calorias.

Além disso, o agar agar é uma fonte natural de colágeno vegetal, substância importante para prevenir rugas e flacidez, auxiliando no tratamento de emagrecimento e promovendo o enrijecimento dos tecidos.

Aos cabelos, propicia maciez, brilho e vitalidade.

Devido a seus sais, ajuda a tonificar e fortalecer unhas quebradiças e frágeis, além de garantir dentes mais fortes.

É indicado em dietas que exijam grande valor alimentício

Agar agar é uma substância mucilaginosa gelatina dessecada, constituída de polissacarídios, principalmente: agarose e agaro-pectina extraídos de diversas espécies de algas marinhas vermelhas.

É indicado em dietas que exijam grande valor alimentício e com baixo teor de calorias.

Além disso, o agar agar é uma fonte natural de colágeno vegetal, substância importante para prevenir rugas e flacidez, auxiliando no tratamento de emagrecimento e promovendo o enrijecimento dos tecidos. Aos cabelos, propicia maciez, brilho e vitalidade.

Devido a seus sais, ajuda a tonificar e fortalecer unhas quebradiças e frágeis, além de garantir dentes mais fortes.

Também controla os níveis de acidez

Possui suave ação laxante, absorve água no intestino, aumentando o volume do bolo fecal estimulando o peristaltismo e a excreção.

Também controla os níveis de acidez e preserva a flora do trato gastrointestinal.

Quando tomado antes das refeições, funciona como moderador de apetite em virtude de sua qualidade higroscópica, absorve os líquidos e aumenta o volume do bolo alimentar no estômago, causando a sensação de saciedade, o que o torna indicado nas dietas de perda de peso em pessoas que possuem estômago dilatado e estão sempre com fome.

O que é ágar-ágar ?

O uso da ágar-ágar – conhecida também simplesmente como "ágar" -, é centenário. Especialistas acreditam que o processo de produção dela iniciou-se no Japão por volta de 1650. Até hoje, a gelatina extraída através do processo de fervura das algas vermelhas (Gelidium sp.) é largamente usada na alimentação oriental e ganha cada vez mais adeptos no mundo todo.

Um alimento muito saudável

O benefícios à saúde são muitos. Por conter impressionantes 94,8% de fibras solúveis, o consumo frequente ajuda a regular o funcionamento do intestino. Também por causa das fibras, a ágar proporciona saciedade com pouca quantidade consumida e praticamente não tem calorias, o que certamente ajuda muito na hora de ficar em paz com a balança.

Um dos segredos dos grandes chefs de cozinha

Para a culinária, é um coringa. A ágar é comercializada principalmente em pó e basta uma colher de chá não muito cheia para fazer uma xícara de gelatina saudável. O poder gelidificante da gelatina vegetal é dez vezes maior que o da gelatina convencional.

Além disso, a ágar não necessita ir à geladeira para ficar firme e também não derrete em temperatura ambiente, como a outra. Por não alterar o sabor dos alimentos, é perfeita sobremesas e também para pratos salgados, como queijos vegetais (receita) e molhos encorpados.

Ética, limpa e segura para sua família

A ágar é a melhor opção na hora de escolher a gelatina que você vai comprar porque o processo de produção dela não é cruel.

A gelatina convencional é feita a partir da fervura de ossos, tendões, pele e restos de animais que são mortos nos abatedouros.

O mais comum é que sejam restos de bois e de porcos. Já a ágar, é obtida com a fervura de algas marinhas.

O resultado é um pó branco idêntico à gelatina de origem animal, só que mais saudável e ético. Por ser de origem vegetal, a ágar oferece risco praticamente zero de contaminação por bactérias que causam doenças graves.

Quanto custa e onde comprar

O preço da gelatina vegetal é aparentemente maior que o da convencional. Porém, ela rende muito mais, tornando o custo-benefício muito atraente. Um pacotinho com 100 g de ágar custa aproximadamente R$ 15,00 e rende cerca de 5,5 litros de gelatina pronta.

A ágar é vendida principalmente em casas de produtos orientais, mas também pode ser encontrada em alguns supermercados e em lojas virtuais (compre com 15% de desconto com entrega em todo Brasil).

Como fazer sua primeira receita com ágar

Faça uma xícara do seu suco de fruta favorito. Coloque em uma panela e misture uma colher de chá de ágar.

Acenda o fogo e mexa até levantar fervura. Coloque em um recipiente e espere esfriar. Se achar necessário, leve à geladeira por 2 horas.

Você pode variar a receita, com mais ou menos ágar e pode também acrescentar pedaços de frutas.

Veja nossa lista de 10 motivos para você escolher a gelatina vegetal

1. Livre de crueldade. Sua produção não envolve a morte de animais.
2. Ajuda a regular o intestino.
3. Ajuda a emagrecer.
4. Não altera o sabor dos alimentos.
5. Tem melhor custo-benefício (rende muito mais).
6. Não derrete à temperatura ambiente.
7. Poder gelificante dez vezes maior.
8. Quase totalmente composta de fibras alimentares (94,8%).
9. Livre de corantes e aditivos químicos.
10. Versátil, serve tanto para doces quanto para salgados.

Ágar-ágar, a Gelatina que Emagrece

O Ágar-ágar – também conhecido como ágar ou kanten é um gelificante proveniente de algas, de uso centenário.

Acredita-se que o seu processo de produção começou no Japão por volta de 1650, não apenas para uso culinário como também para usos científicos.

Ainda hoje essa gelatina continua a ser extraída através de um processo de fervura de algas vermelhas (Gelidium sp.).

Essa gelatina natural por vezes é usada como laxante, devido ao seu alto conteúdo de fibras solúveis – chega até aos 94,8% de fibra, ajudando de uma maneira natural o organismo funcionar melhor.

Também por causa da alta quantidade de fibra, acaba por diminuir o apetite e por fazer uma pessoa se sentir cheia por muito mais tempo.

Ele absorve a glicose ainda no estômago, fazendo com que passe muito rápido pelo sistema digestivo, o que inibe a retenção e armazenamento de gordura em excesso.

O ágar também absorve a bile, o que faz com que o corpo dissolva mais colesterol, ajudando assim não apenas para perder peso mas também na saúde em geral.

Em termos de dieta, o ágar é um curinga: praticamente não tem calorias, nem carboidrato, açúcar ou gordura.

Tem muita fibra, ajuda a saciar o apetite e depois de preparado contém bastante água, o que ajuda a manter o corpo hidratado.

Sem sabor, cor ou odor, é fácil de ser usado na culinária, permitindo que quem está fazendo dieta possa consumir sobremesas, que além de serem permitidas, são também saudáveis para o organismo.

Uma das grandes curiosidades do ágar é que o seu poder gelificante é dez vezes superior ao da gelatina de origem animal, sendo que apenas uma pequena quantidade é suficiente para solidificar uma grande quantidade de líquido. Muita atenção, pois usar quantidades superiores de ágar numa receita pode resultar em algo intragável, por isso siga sempre as proporções indicadas.

O ágar também tem a curiosidade de solidificar em temperatura ambiente, não sendo preciso ficar obrigatoriamente na geladeira para ser consumido.

Assim, você pode levar com você para o trabalho ou onde precisar, para servir como um lanchinho quando tiver fome, sabendo que não vai derreter com o calor.

Essa fibra maravilhosa pode ser encontrada em lojas de produtos naturais e por vezes também nos supermercados, em cápsula (para ser usado como suplemento), em pó ou em flocos para uso culinário.

A única contraindicação é que o uso exagerado pode provocar diarreia, por isso a moderação, como sempre, é imperativa.

Aqui no nosso site temos receitas com ágar-ágar, por isso se você já experimentou e gostou, deixe o seu comentário, a sua opinião é sempre muito importante para nós.

ágar-ágar: o que é e como usar em substituição à gelatina

Ágar-ágar: produto extraído de algas marinhas vermelhas da classe Rodophyta. Comercializado na forma de pó, é utilizado na culinária vegetariana em substituição à gelatina animal em preparações diversas. Trata-se de um polissacarídeo (70% do total da composição são fibras solúveis).

Em receitas que utilizam gelatina, o ágar-ágar costuma ser o substituto mais indicado. Para uso culinário, utiliza-se APENAS o ágar-ágar completamente refinado. Há diversas marcas no mercado, como San Maru, Ágar Gel, Gastronomy Lab (vendido pela internet) e Arcólor. Não é adequado para fins culinários o que é vendido pela Santos Flora (que costuma ter um preço bem mais em conta, mas tem odor e texturas impróprias para esse uso).

Tanto a quantidade quanto a forma de preparo são diferenciados da gelatina animal, mas os resultados são muito próximos, embora o ágar tenha uma consistência mais resistente ao final.

Para preparar sobremesa gelatinizada com suco de frutas e açúcar:

Para cada litro de água -> 10g de ágar em pó -> Entre 1 a 2 colheres de sopa, se não for possível pesar.

O ágar sempre deve ser FERVIDO com alguma quantidade de líquido até adquirir uma aparente viscosidade (cerca de 3 minutos, pois toda a mistura deve atingir 90ºC), ao contrário da gelatina que é apenas hidratada. Em compensação, a solidificação é muito mais rápida, ocorrendo em cerca de 20 minutos.

Mais uma vez, atenção: quando adquirir o ágar-ágar, prefira os de coloração branca e uniforme. Os de coloração amarelo-acinzentada possuem gosto mais forte, podem demandar um tempo bastante superior de fervura, costumam ser menos concentrados e têm resultado menos próximo da gelatina.

Substituições

No Brasil, encontra-se ágar-ágar apenas em pó. Muitas receitas americanas utilizam o ágar em flocos/escamas. Assim, segue uma tabela completa de conversões para facilitar, com as medidas mais comuns de gelatina e de ágar-ágar.

*12 g de gelatina em pó sem sabor OU 6 folhas de gelatina => 4 g de ágar em pó

*1 folha de gelatina = 1 colher de chá de gelatina em pó = 1 colher (chá) de ágar-ágar em flocos = 1/3 colher (chá) de ágar-ágar em pó

*1 colher (sopa) de ágar-ágar em flocos = 1 colher (chá) de ágar-ágar em pó

=> As medidas foram reunidas de acordo com informações encontradas em embalagens de ágar-ágar, experiências pessoais e referências sobre gelatina e ágar-ágar encontradas na internet.

As colheres consideradas são colheres-medida e não colheres de faqueiro.

Sobre a gelatina de origem animal

Gelatina é um derivado direto de carnes, obtido pela hidrólise parcial do colágeno, extraído geralmente da pele e dos ossos de certos animais, principalmente bois e porcos. Não se trata de um produto "sintético" ou "artificial", como muitos acreditam.